logo lance
undo
Nacionais
Internacionais
Leste
Hawks
Celtics
Nets
Hornets
Bulls
Cavaliers
Pistons
Pacers
Heat
Bucks
Knicks
Magic
76ers
Raptors
Wizards
Oeste
Mavericks
Nuggets
Warriors
Rockets
Clippers
Lakers
Grizzlies
Timberwolves
Pelicans
Thunder
Suns
Blazers
Kings
Spurs
Jazz
Postado em 14 abr 2017 às 15:00
Previsão: Toronto Raptors (3º) x (6º) Milwaukee Bucks

Reforçado, time canadense inicia jornada para voltar às finais de conferência contra jovens do Bucks

Compartilhe nosso conteúdo!
Envie por email!
Compartilhe no Google+ Google +
Tweet esse post! Twitter
Compartilhar no Facebook! Facebook
Por Ricardo Stabolito Jr.

bucks-vs-raptors-2

Conferência Leste: Toronto Raptors (3º) x (6º) Milwaukee Bucks

Confrontos na temporada: Raptors 3 X 1 Bucks

25 NOV – Raptors 105 x 99 Bucks
12 DEZ – Bucks 100 x 122 Raptors
27 JAN – Bucks 86 x 102 Raptors
04 MAR – Raptors 94 X 101 Bucks

Datas do confronto

15-04: Bucks x Raptors – 18h30 (em Toronto)
18-04: Bucks x Raptors – 20h00 (em Toronto)
20-04: Raptors x Bucks – 21h00 (em Milwaukee)
22-04: Raptors x Bucks – 16h00 (em Milwaukee)
24-04: Bucks x Raptors – 20h00 (em Toronto)*
27-04: Raptors x Bucks – Horário a ser definido (em Milwaukee)*
29-04: Bucks x Raptors – Horário a ser definido (em Toronto)*

* Se necessário
Horários de Brasília

Toronto Raptors (51-31)

Maior sequência de vitórias: seis (entre 23 de novembro e 03 de dezembro; entre 17 e 27 de março)
Maior sequência de derrotas: cinco (entre 18 e 25 de janeiro)

Time-base

Kyle Lowry (PG)
DeMar DeRozan (SG)
DeMarre Carroll (SF)
Serge Ibaka (PF)
Jonas Valanciunas (C)

Reservas com mais tempo de quadra

Cory Joseph (PG)
P.J. Tucker (SF)
Patrick Patterson (PF)
Norman Powell (SG)
Lucas “Bebê” Nogueira (C)

Técnico: Dwane Casey

Líderes (temporada regular)

Pontos: DeMar DeRozan (27.3)
Rebotes: Jonas Valanciunas (9.5)
Assistências: Kyle Lowry (7.0)
Roubos de bola: Kyle Lowry (1.5)
Bloqueios: Lucas “Bebê” Nogueira (1.6)

Milwaukee Bucks (42-40)

Maior sequência de vitórias: seis (entre 03 e 11 de março)
Maior sequência de derrotas: cinco (entre 15 e 21 de janeiro; entre 25 de janeiro e 03 de fevereiro)

Time-base

Malcolm Brogdon (SG)
Tony Snell (SG)
Khris Middleton (SG)
Giannis Antetokounmpo (SF)
Thon Maker (C)

Reservas com mais tempo de quadra

Matthew Dellavedova (PG)
Greg Monroe (C)
John Henson (C)
Jason Terry (PG)
Mirza Teletovic (PF)

Técnico: Jason Kidd

Líderes (temporada regular)

Pontos: Giannis Antetokounmpo (22.9)
Rebotes: Giannis Antetokounmpo (8.8)
Assistências: Giannis Antetokounmpo (5.4)
Roubos de bola: Giannis Antetokounmpo (1.6)
Bloqueios: Giannis Antetokounmpo (1.9)

NBA: Milwaukee Bucks at Toronto Raptors

Análise do confronto

O Bucks é um dos matchups mais singulares da NBA: desafiando o tradicionalismo, a equipe atua com um quinteto titular sem armador de ofício – os benefícios de ter um Giannis Antetokounmpo no elenco – e repleto de jogadores capazes de marcar múltiplas posições. É um grupo jovem e muito inconstante, mas essa versatilidade transforma o time em uma ameaça nos dois lados da quadra nos dias certos. Dito isso, o diferencial não parece funcionar contra o Raptors.

Os comandados de Jason Kidd não apresentaram uma boa defesa nesta temporada (só a 19ª mais eficiente da liga), mas a situação foi pior contra os canadenses. Na verdade, Milwaukee não chegou nem perto de marcar o Raptors de forma eficaz e sofreu absurdos 113.2 pontos por 100 posses de bola nas quatro partidas entre as franquias. O saldo de pontuação na mesma métrica apontou vantagem de mais de dez pontos em favor de Toronto nesses confrontos diretos. Os números sugerem um atropelo. Mas por que?

O perímetro do Bucks fez um péssimo trabalho evitando infiltrações na campanha e é uma das equipes que mais cederam arremessos a cinco pés ou mais próximo da cesta, o que revela-se a receita do fracasso quando você bate de frente com dois dos principais infiltradores da liga em DeMar DeRozan e Kyle Lowry. A dupla teve aproveitamento de 50% nos arremessos de quadra no combinado dos confrontos contra Milwaukee, sendo que a única derrota do Raptors nesses quatro jogos aconteceu na ausência de Lowry.

As infiltrações não causam estrago por si só, com as cestas próximo do aro. Entre Lowry ou DeRozan, um deles cobrou dez ou mais lances livres em três das quatro partidas. Além disso, o Bucks é um dos times que mais permitem pontos em tiros de longa distância dos corners (resultado comum de drive and kicks), enquanto o Raptors foi a oitava equipe que mais criou esse tipo de arremesso na temporada. Isso torna-se mais perigoso quando lembramos que Serge Ibaka jogou só um dos quatro encontros.

Como neutralizar esses problemas? As respostas não parecem estar tão evidentes e Kidd não soa ter encontrado a “formação ideal” para encarar o adversário nos jogos anteriores. Analisando somente os quatro jogos contra o Raptors, só dois jogadores ainda no elenco do Bucks possuíram um net rating positivo: Mirza Teletovic e Khris Middleton (que só esteve em uma das partidas). A maioria dos titulares tiveram os bons números positivos contrabalanceados por trágicos índices defensivos (acima dos 120 pontos cedidos por 100 posses).

lowry-e-dellavedova

A sugestão mais lógica seria escalar um armador de ofício para tentar conter Lowry (Matthew Dellavedova), um pivô de ofício para conter Valanciunas e proteger o aro (John Henson ou Greg Monroe) e/ou Teletovic para espaçar a quadra – um tipo de jogador que costuma complicar a defesa de Toronto. Mas, neste caso, o Bucks cai em uma pergunta essencial: vale a pena abandonar sua principal característica e virtude – a versatilidade ao extremo – para apostar nessas formações bem mais convencionais? Difícil de avaliar.

O Raptors tem um dilema essencial que causa curiosidade em todos: quem será o marcador de Antetokounmpo? O ala teve médias de 24.8 pontos, 7.8 rebotes, 7.0 assistências e quase 59% de aproveitamento nos arremessos de quadra nos jogos contra os canadenses. Números impressionantes, que só não geraram mais efeito porque o Bucks sofreu ridículos 120.9 pontos por 100 posses de bola com o grego esteve em quadra. Ou seja, o Raptors “sobrevive” ao astro pela incapacidade do Bucks em defender.

Para começar, a pergunta é ingrata: devem existir quatro ou cinco jogadores na liga aptos a marcar Antetokounmpo, do alto de todos os seus recursos técnicos, físicos e atléticos. Mas, na ausência do defensor ideal, o Raptors tem o melhor “plano B” possível: diversas alternativas. P.J. Tucker, DeMarre Carroll, Patrick Patterson e Ibaka são jogadores de abordagem bem diferentes que podem ser usados para tentar parar a referência de Milwaukee. Tucker e Ibaka, inclusive, atuaram em apenas um dos jogos entre os times na temporada regular.

Todos os encaixes defensivos, na verdade, poderiam ser um grande problema para os canadenses pelo fato de tratar-se de um time que gosta de usar formações com dois armadores – uma de suas armas são os quintetos que juntam vários reservas com Lowry. Mas, novamente, a fraca defesa do Bucks contrabalanceia as coisas e dão caminho para que eles ataquem sem muita resistência – o que resulta em net ratings monstruosos para atletas como Cory Joseph (+10.7 em 120 minutos), Norman Powell (+11.5 em 66 minutos) e Kyle Lowry (sensacionais +24.6 em 111 minutos) contra Milwaukee.

Os números e teste visual dão ampla vantagem para o Raptors porque o Bucks não consegue marcá-lo eficientemente. Se as coisas mudarem e Jason Kidd encontrar uma formação funcional que seja, essa série pode ficar interessante: o Bucks é um dos times mais jovens e empolgantes dos playoffs e podem ter o melhor atleta da série em algumas partidas (Antetokounmpo) – o que é sempre perigoso para os favoritos. Uma zebra não é impossível, mas o roteiro do filme que vimos até aqui teria que mudar muito.

E, mesmo que mude, os canadenses são muito fortes. Embora Dwane Casey seja péssimo fazendo ajustes nos playoffs (principal motivo para as eliminações da equipe em anos anteriores), a franquia terminou a temporada muito bem e trouxe reforços pontuais. Ao lado dos poderosos Warriors e Spurs, o Raptors é a única equipe que terminou entre as oito defesas e ataques mais eficientes da liga. É um time que, embora muita gente ainda trate como uma piada, aprendeu a vencer nos dois lados da quadra. Isso é importante nos playoffs – e muito mais do que podemos dizer sobre o Bucks.

Palpite: Raptors em cinco jogos.

  • Vejo grande vantagem para os canadenses, Bucks teve altos e baixos durante a temporada, mas tem o desfalque importante do J.Parker e AntetoMito e Middleton vão ter que jogar demais para se impor frente a um Raptors que está mais forte nessa temporada e que pra mim vai passar a vassoura, 4×0 pro Toronto…

  • WHY NOT?

    Vou arriscar aqui, Bucks em seis.

  • ThunderSPD-SuperPatrulhaDelta

    todos os jogos serão equilibrados porém no final dará 4 x 2 raptors

  • Maia Bucks

    Bucks em 7.

    PODEM PRINTAR

  • Matheus Oliveira

    Existe sempre um fator muito importante quando falamos em Raptors.
    DeRozan/Lowry vão resolver jogar e não se esconder ?
    Se sim, Raptors passa em 5, 6 jogos. Caso contrário, acho que pode ter até um sétimo jogo com vitória do Raptors pelo elenco

  • Luan Mello

    Na minha visão esse terceiro lugar do Raptors “engana” bastante, no começo da temporada era cotado como o único possível a tirar a primeira posição do Cavs e acabou em terceiro. O time perdeu jogos bobos ao longo da campanha, e com a adição de Ibaka e Tucker na Deadline contribuiu muito para a defesa.
    Ainda vejo o Raptors um pouco pipoca nos Offs, porém acho que esse rótulo vem caindo aos poucos, já vejo Lowry e DeRozan mais acostumado com os playoffs. Arrisco Raptors em 6.

  • Danilo

    Quando vc lê “lideres (temporada regular)” do Bucks é assombroso, q monstro é esse grego.

    • Maicon Gomes

      É espantoso cara, dar até vontade de rir, o quão fenomenal esse grego é.

    • Abel

      É verdade!! Mas esperava um número de assistências maior, lembrando que ele é o organizador do time.

  • Rafael Victor

    Acredito que o Bucks vai surpreender o Clube do Barney e vencer a série!

  • Se o Raptors jogar com a defesa congestionando o garrafão e cadenciar o ritmo do jogo no ataque evitando a saída em velocidade, mata o Bucks!

    Acredito no Raptors em 6!

  • Brad

    Se o Derozan entra On fire acredito que vai ser 4 x 1 mas se ele começar a peidar na farofa como nos anos anteriores, acho que dá pra pegar um jogo 7 e o Bucks vencer. To torçendo por Bucks pq o Antetokounmpo é um jogador absurdo.

  • Julio Zago

    O Bucks é um time intrigante para mim, vejo muito potencial ali, mas acredito que o time não encontrou sua melhor formação, principalmente nas posições 1 e 5. Obviamente que a ausência do Parker também é um ponto negativo, portanto o favoritismo do Raptors é incontestável.
    Para possuir alguma chance é primordial que o Bucks melhore sua marcação, principalmente na zona pintada, Henson deve ganhar minutos nessa série, assim como Dellavedova.
    Já o Raptors, considero o segundo melhor time da Conferência, talvez aquele com mais condições de fazer frente ao Cavs, acho que a principal questão para essa equipe é como vão se comportar seus armadores nos offs. A conferir.
    Aposto em Raptors em 5 jogos.

  • Maicon Gomes

    Acho que dar Raptors 4 a 2

  • wildfire35

    4 x 2 Raptors

  • Rdrigo Cruz

    Torço para o Bucks vencerem a série… Esse time do Raptors é muito pipoqueiro…

    Uma pena a lesão do Parker…vinha jogando muito, e pra mim era o
    principal candidato a MIP…

  • Maurilei Teodoro

    Acho q 4×2 Raptors, mas não ficaria surpreso se o Grego destruir e o Bucks passar!!!

  • Felipe Dallagnelo

    Meu primeiro comentário no Jumper depois de acompanhar mais intensamente a NBA nas duas últimas seasons, tenho gostado muito do trabalho do pessoal, parabéns a todos.

    Com relação a esta série, acho que dê Raptors em 6, mas pra dar um tempero ainda maior, perde um dos dois primeiros jogos no Canadá

    • Roge Lunarde

      Começou bem rs

      • Felipe Dallagnelo

        kkkkkkkk, ainda acho o Raptors favorito, mas esse time não me engana kkkkk

  • Luis Felipe

    O puto é lider de tudo kkkk

  • Marcelo Desoxi

    Se Lowry e DeRozan fizerem uma pós temporada no nível que eles atuam na regular e de forma consistente, é final pro Raptors novamente, time desse ano é mais forte.

    Raptors em 4.

    EstouMuitoPuto vai destruir pelo lado dos Bucks.

  • THE BULLS23

    Espero muito de Antetonkoumps. Este cara tem tudo para ser imparável. Deve dar Toronto em 6.

  • Nilton Junior

    Fica a minha dúvida: Qual time faria a melhor serie contra o Cavs? Raptors, Celtics, Wizards?

  • Gustavo Santos

    Acho que dá Toronto com alguma facilidade, 4×1

  • Mattews HeatNation

    4×2 Raptors…

  • djwhites

    estou torcendo pelo buckão nessa……raptors é pipoca demais…..buckão 4×3

  • Bruno Macedo

    Raptors 4×2 mais com jogos disputados e podendo pintar zebra kk

  • Celta Baiano #BC

    Maoe

  • Antonio Felipe

    É negada… que time pipoca ein?? kkkkkk

© Copyright Jumper Brasil 2007-2017 - Todos os direitos reservados