logo lance
undo
Nacionais
Internacionais
Leste
Hawks
Celtics
Nets
Hornets
Bulls
Cavaliers
Pistons
Pacers
Heat
Bucks
Knicks
Magic
76ers
Raptors
Wizards
Oeste
Mavericks
Nuggets
Warriors
Rockets
Clippers
Lakers
Grizzlies
Timberwolves
Pelicans
Thunder
Suns
Blazers
Kings
Spurs
Jazz
Postado em 28 abr 2017 às 10:03
Sob comando de Bruno Caboclo, Toronto 905 é campeão da D-League

Ala brasileiro anota 31 pontos e tem melhor atuação da temporada no último jogo das finais

Compartilhe nosso conteúdo!
Envie por email!
Compartilhe no Google+ Google +
Tweet esse post! Twitter
Compartilhar no Facebook! Facebook
Por Ricardo Stabolito Jr.

Bruno Caboclo teve uma noite para não esquecer tão cedo nesta quinta-feira. O brasileiro comandou a vitória do Toronto 905 no terceiro e decisivo jogo da série contra o Rio Grande Valley Vipers, assegurando o primeiro título da D-League à franquia afiliada do Toronto Raptors. Ele anotou 31 pontos e pegou 11 rebotes, além de converter cinco cestas de longa distância, no triunfo por 122 a 96.

A partida derradeira marcou a melhor atuação do ala titular do 905 na temporada da liga de desenvolvimento, mas ele não foi o MVP das finais. A honra coube ao ala-pivô calouro Pascal Siakam – escolhido na primeira rodada no draft do ano passado –, que teve médias de 23.0 pontos e 9.0 rebotes nos três confrontos diante da afiliada do Houston Rockets.

Presente em sete duelos de playoffs da equipe canadense, Caboclo acumulou 12.6 pontos, 5.1 rebotes, 1.4 tocos e quase 42% de aproveitamento nos arremessos de longa distância. É esperado que o jovem brasileiro seja observado de perto pelos treinadores do Raptors novamente durante a offseason, em eventos como as Ligas de Verão e as partidas de pré-temporada.

  • Rodrigo Hubinger

    Minha torcida é que os dois braseiros do Toronto sigam novos rumos. Não acho q são valorizados no time, raramente entram na rotação.

    • Rômulo Franco Cardozo

      Pois é, acho que é o que vai acabar acontecendo… vão sair e jogar em outros times, mas não sei onde Bruno poderia ser melhor aproveitado hoje.
      Já o Lucas tem espaço em muitas equipes!

      • Guilherme Petros

        Bebê teria espaço na rotação do GSW fácil (se pans, caberia titular no lugar do Zaza…)

      • felipe fernando Oliveira

        Brad Stevens pode ser o técnico que vai saber desenvolver Caboclo.

    • TRUETHIAGO

      No caso do Lucas Bebê, ele mesmo já admitiu em entrevistas que nos seus primeiros anos de liga teve problemas com álcool, noitadas, não se dedicava 100% nos treinos, etc. Nessa temporada, depois de ter casado (casou ano passado) e com filha pequena que parece ter focado no basquete e largou o vício da bebida.

  • N U N C A C R I T I Q U E I

  • Kkkkk um comentário no vídeo dos highlights dele:

    “Bruno is now 0 year away from being 2 years away!”

    • Exato, só mais dois anos e ele estará pronto para ser um jogador decente.

  • Lucas

    O que mais chama a atenção nele na temporada é os 1,4 tocos e 42% de aproveitamento pois ele deve ser aproveitado na minha opinião como um Carroll e Crowder

  • LP

    Caboclo é um defensor natural, ta com uma bola de 3 razaoavel. Dificilmente vai corresponder as expectativas por não ter um bom ball handling e portanto dificuldade pra infiltrar mas acredito que pode ser um 3&D com espaço na liga.

  • Lucas Callado França

    Na boa, nível da D-League é baixíssimo.
    Chego a arriscar q mais baixo do que o nível do NBB.

    • Rrrr

      Individualmente talvez não seja, mas analisando as equipes apenas, o nível é mais baixo com certeza. No NBB os jogadores estão totalmente focados em seus times e os elencos mudam muito pouco ao longo da temporada, enquanto que na D-League os jogadores querem se destacar para irem para a NBA.

  • TRUETHIAGO

    Surpreendente, pois nos dois jogos anteriores ele havia feito míseros 12 pontos somados, com 4-11 FG (2-6 de 3PT). Enfim, como disse no tópico da rodada de ontem, não teve uma temporada tão boa, mas pelo menos deixou uma impressão positiva tendo essa atuação final.

  • felipe fernando Oliveira

    Vi os lances do jogo e parece que o talento está ali. A mecânica de arremesso é boa, atributos físicos são ótimos só que ele parece meio sem compromisso com lado profissional. Ouvi dizer que Caboclo que estava levando Lucas para as baladas e talz. Bom minha torcida é que ele seja o Brasilian Best

© Copyright Jumper Brasil 2007-2017 - Todos os direitos reservados