logo lance
undo
Nacionais
Internacionais
Leste
Hawks
Celtics
Nets
Hornets
Bulls
Cavaliers
Pistons
Pacers
Heat
Bucks
Knicks
Magic
76ers
Raptors
Wizards
Oeste
Mavericks
Nuggets
Warriors
Rockets
Clippers
Lakers
Grizzlies
Timberwolves
Pelicans
Thunder
Suns
Blazers
Kings
Spurs
Jazz
Postado em 5 maio 2017 às 14:00
Prospecto do Draft 2017 – Josh Jackson

Ex-ala de Kansas deverá ser uma das cinco primeiras escolhas do recrutamento deste ano

Compartilhe nosso conteúdo!
Envie por email!
Compartilhe no Google+ Google +
Tweet esse post! Twitter
Compartilhar no Facebook! Facebook
Por Ricardo Stabolito Jr.

josh-jackson

Josh Jackson

Idade: 20 anos
País:
Estados Unidos
Universidade:
Kansas
Experiência:
Freshman
Posição:
Ala
Altura:
6’8’’ (2.03m)

Médias na última temporada: 16.3 pontos, 7.4 rebotes, 3.0 assistências, 1.7 roubos de bola, 1.1 tocos, 2.8 erros de ataque, 51.3% de aproveitamento nos arremessos de quadra, 37.8% de conversão nos tiros de longa distância e 56.6% de acerto nos lances livres em 30.8 minutos de ação.

Pontos fortes: Jackson combina estatura ideal para atuar na posição três na NBA com excelente condição atlética, fluidez de movimentos e explosão física. Trata-se de um jogador bastante inteligente e disciplinado, além de competidor intenso que sempre deixa seu melhor em quadra. Um terror operando em transição, utilizando sua capacidade atlética e controle corporal para finalizar em torno da cesta. Ótimo trabalho de pernas para alguém de sua idade. É um dos defensores mais versáteis do recrutamento, que defendeu quatro posições no basquete universitário graças a incrível agilidade lateral e bem útil em uma liga cada vez mais adepta de trocas de marcação. Compreende rotações defensivas e revela-se um grande protetor de aro eventual, com surpreendente timing para tocos. Possui atenção e instintos naturais a um jogador nos dois lados da quadra. Reboteiro muito sólido. Excelente visão de quadra e qualidade de passe para um ala, com proporção de assistências/erros de ataque positiva. Soa o protótipo do role player ideal.

Pontos fracos: Jackson é um dos freshmen mais velhos do draft. Sua envergadura é considerada, no máximo, adequada (2.08m) e tem mãos pequenas, complicando controle de bola e capacidade de receber passes. Dono de um drible alto, que pode limitá-lo entre os profissionais. Atuou boa parte da temporada como ala-pivô, mas precisa fortalecer físico para ter condição semelhante de começo na NBA. Caiu em problemas de faltas mais vezes do que o normal. Embora seja versátil, ele exibiu dificuldades para defender armadores no basquete universitário e tem problemas para superar bloqueios de pivôs mais fortes – como encontrará habitualmente na NBA. Sua mecânica de arremesso (baixa, inconstante) e baixo acerto nos lances livres sugerem que os tiros de média e longa distância serão pontos fracos entre os profissionais. Não é um criador natural de arremessos para si mesmo e tem claras limitações criando separação para defensores. Múltiplas ocorrências de “confusões” extra-quadra. Tudo indica mais um role player do que astro em potencial.

Comparação: Andre Iguodala (Golden State Warriors)

Projeção: cinco primeiras escolhas gerais

Confira alguns lances de Josh Jackson

Legenda:
– Freshman (atleta de primeiro ano universitário)

  • Thiago Pinto

    Esse é o quarto perfil publicado pelo Jumper e nenhum dos top prospectos tem bom % no LL. Alguma coisa justifica isso?

    • Luan Mello

      DeAndre Jordan virou olheiro da liga hahha

  • Rapaz, role player? Acho que pegaram pesado, tem potencial para ser All Star.

    • Ricardo Stabolito Junior

      Coadjuvante. Não acho que seja problema ou algo pesado ser role player. Nem quer dizer que não tenha potencial para ser astro. A questão é que seu perfil técnico sugere mais um complemento do que all star.

      • Anibal Marchiori Chiabai

        Concordo!!

    • Arthur B. #LosSuns ☀️️

      Se fosse o Gustavo Lima acho que colocaria como futuro All Star hahaha

  • Willian Mendes

    Esse cara pra mim é craque, se trabalhar mais o arremesso vai ser all star fácil. Além de ter um potencial absurdo defensivamente.

  • Paulo Sérgio

    Role Player? Pesado

    Um dos caras que mais gosto nesse Draft. Deve ser a escolha do Suns.

    • Ricardo Stabolito Junior

      A expectativa geral é muito grande. Não há problema algum em dizer que o perfil de um jogador é mais de role player do que de um astro. Nem significa que não tenha potencial para ser um astro.

  • DirkMito…#VemDraft

    Um Crowder com grife

    • Menezes

      E infiltrações coisa q o Crowder não faz muito bem

  • Menezes

    O atleticismo e a marcação me lembra muito Brown draftado pelo Celtics, o diferencial dele para o Brown são as infiltrações no garrafão, maioria dos pontos dele e deito assim.

    Tem q melhorar os arremessos de média distância.

    Seria um ótimo reforço para o SUNS
    BLEDSOE – BOOKER- JOSH JACKSON

  • Asf 152

    Deve ser a 4 escolha, será que o Georginho vai ser draftado, pq nas simulações da ESPN gringa e da NBA ele não aparece como draftado

    • Ricardo Stabolito Junior

      As chances de Georginho estão na segunda rodada. E segunda rodada de draft é quase imprevisível. Difícil projetar.

      • Luan Mello

        Não seria melhor pro Georginho ir para o draft apenas na próxima temporada? Pelo que leio, ano que vem a classe será boa na questão Big Man, ele não poderia se aproveitar disso para pegar uma melhor posição? Ele é cotado na DraftExpress como seed 3 internacional de nascidos em 1996 (Mogi, seu companheiro de clube é seed 4)

        • Ricardo Stabolito Junior

          Não sei, Luan. Isso é muito relativo. Na verdade, esse já é o terceiro ano em que ele está no radar. Georginho esteve no Draft Combine em 2015. Geralmente, em termos de draft, deixar o tempo passar não é uma boa decisão.

          Eu acho que o melhor momento para Georginho ficar no draft é quando tiver uma segurança de que será selecionado, o que parte muito do feedback que receberá por lá. E, para flexibilidade na carreira, ser escolha de segunda rodada é até melhor do que ser selecionado no TOP 20.

  • Mavscelo

    Complemento perfeito pro Suns.

    Bledsoe/Ullis – Booker – Jackson/Warren – Chriss/Bender – Ty/Len.

  • Sanliv #TheDreamShake

    Eu realmente concordo quanto ao fato de que ele tem mais um perfil de role player, do que um astro.

    Uma questão que o pessoal não está pegando é; alguns jogadores com perfil de role players acabam por se tornar astros da liga (talvez eles não tenham sido unanimidades como astros da liga, não eram jogadores que enchiam o box score de números, mas se você analisar o impacto que esses jogadores tiveram/tem em suas equipes, são de dar inveja em muito jogador que é unanime como astro na liga)
    Estou falando do próprio Andre Iguodala, Andrei Kirilenko, Draymond Green (você gostando dele ou não), entre outros exemplos.

    Só que aí tem uma questão, eu não vejo o Josh Jackson se tornando um jogador desse nível.
    Muito porque, diferentes dos jogadores citados acima, ele não projeta pra ser um defensor de elite, ou melhor, não vejo ele se tornando elite em nada.
    Aliás, mais do que elite, eles eram/foram “all-time great” defensivamente em suas respectivas posições. No caso do Iguodala e Green, eles ainda são all-time great na posição como playmaker também.

    http://www.basketball-reference.com/teams/UTA/2004.html
    AK47 levou esse time ridículo aos Playoffs, sério.

    De qualquer forma, ainda acho o Josh Jackson um prospecto muito bom. Potencial para se tornar um jogador bem All-Around, que só não é elite em nada, mas faz tudo ao menos, bem. Pick de top 5 certamente, talvez de top 3.

    • Ricardo Stabolito Junior

      É bem isso. Jimmy Butler saindo da faculdade, por exemplo, era visto com perfil de role player. Evoluiu. As coisas são assim. Draft não é ciência exata – e isso é parte da graça.

      • Menezes

        CONCORDO….

        Butler no início da carreira tinha uma boa infiltração e era um ótimo defensor e já possuía uma exelente condição atlética.
        OLHA O TANTO Q ELE EVOLUIU

        Seu jogo no início da cerreira me lembra muito o de Josh Jackson

        MÉDIAS DE BUTLER NA NCAA
        PTS 12 REB 5.7 ASS 1.7

        • Alan Moura

          mas quantos anos o buttler tinha quando saiu da ncaa pra nba? esses 20 anos ai do jackson e que me preocupam um pouco, esses 2/1 anos a mais que a maioria faz diferença, lembro bem do narrador do 2k falando “os scouts consideram não e só o quão bom você é, mas o quão bom você e pra sua idade” e essa idade a mais pode estar fazendo ele parecer melhor do que é

    • TRUETHIAGO

      Essa foi a primeira temporada do Jazz após a aposentadoria do Stockton, enquanto o Malone ainda foi buscar uma última tentativa de anel, um último suspiro no Lakers (perderam a final pra Detroit). Eles não chegaram a pegar playoff por pouca coisa, terminaram 1 jogo atrás de Denver.

      Mas concordo plenamente, aliás sou até suspeito para falar de caras do naipe de Kirilenko e principalmente o Iggy, que é um dos meus jogadores favoritos na liga.

      • Sanliv #TheDreamShake

        Opa, obrigado pela correção. Só de ele já ter feito esse time ter uma campanha positiva e ter ficado apenas 1 jogo dos Playoffs, é um feito e tanto.

        • TRUETHIAGO

          Bons tempos em que morava no interior, não tinha TV a cabo e meu único jeito de acompanhar NBA eram os jogos semanais na REDETV!, geralmente aos sábados…

          Vendo o Garnett doutrinar em Minnesota.

  • rafael machado

    NBA ready. Bom jogador, sabe jogar dos dois lados da quadra. É uma pick mais confiável do que o Lonzo Ball ao meu ver…

  • Ótima análise. Entendo que para uma escolha top 5 se espera no mínimo um sólido starter, mas a história do draft mostra que as coisas não funcionam assim. Ser um role player não é o mesmo que ser um bust. E se o time for capaz de camuflar as carências dele, Jackson pode ser um bom titular. Além de que draft não é uma aposta, por mais projeções que se faça nada é exato, de repente Jackson se torna um astro.

    Só não acho que seja a melhor escolha para o Lakers como vários mocks tem o projetado, para uma franquia que ainda busca um líder, usar uma pick 3 (se ficar com ela) em um atleta como esse, não me parece a melhor escolha.

  • Oberdan Gonzalez

    Muito bom jogador, mas sem polêmicas, eu realmente prefiro o Jayson Tatum.
    Para mim, sai entre a 4ª e a 6ª pick.

  • Knickerbockers

    Acho o jogo dele parecido com o do Kawhi. Falo do estilo de jogo, se ele vai chegar à esse nível aí é outro papo, mas é possível. Acompanhei boa parte dos jogos dos Jayhawks e acredito que esse jogador possa ser um futuro all star. Pick 2-3 na minha opinião, mesmo nível do Tatum e um pouco atrás do Fultz.

    • Menezes

      Até comentei em um post aqui vou colar de novo urro sua opinião

      Butler no início da carreira tinha uma boa infiltração e era um ótimo defensor e já possuía uma exelente condição atlética.
      OLHA O TANTO Q ELE EVOLUIU

      Seu jogo no início da cerreira me lembra muito o de Josh Jackson

      MÉDIAS DE BUTLER NA NCAA
      PTS 12 REB 5.7 ASS 1.7

      • Knickerbockers

        A NCAA é apenas uma amostra do que o jogador pode apresentar no futuro. Tem uns que não demonstram isso na NCAA, pois de repente seu basquete ainda está em fase de maturação. Alguns de fato atinge na NBA um nível de jogo proporcional ao hype que lhe atribuíram na época de college e outros não, enquanto alguns vão além da expectativa, caso do Butler. É complexo avaliar um jogador somente pelo que ele apresentou na NCAA, mas dá pra ter uma ideia do que o jogador pode ser tornar, e eu acredito que o Jackson possa se tornar All star. E sobre a comparação com o Butler, são jogadores que possuem estilo de jogo semelhante, se destacam por sua eficiência nos dois lados da quadra, porém ainda acho que o teto do Jackson seja maior. Eu sei que a idade dele é avançada para um freshman, mas já no seu primeiro ano de faculdade teve médias de 16,3 pts, 7,4 reb e 3,0 ass. Nada mal para um freshman!

© Copyright Jumper Brasil 2007-2017 - Todos os direitos reservados