logo lance
undo
Nacionais
Internacionais
Leste
Hawks
Celtics
Nets
Hornets
Bulls
Cavaliers
Pistons
Pacers
Heat
Bucks
Knicks
Magic
76ers
Raptors
Wizards
Oeste
Mavericks
Nuggets
Warriors
Rockets
Clippers
Lakers
Grizzlies
Timberwolves
Pelicans
Thunder
Suns
Blazers
Kings
Spurs
Jazz
Postado em 17 maio 2017 às 00:11
“Ninguém mais respeita os pivôs”, afirma Gortat

Pivô disse ainda que não descarta a possibilidade de deixar o Washington Wizards na próxima temporada

Compartilhe nosso conteúdo!
Envie por email!
Compartilhe no Google+ Google +
Tweet esse post! Twitter
Compartilhar no Facebook! Facebook
Por Michel Moral

O Washington Wizards foi eliminado pelo Boston Celtics na última segunda-feira, em uma das séries mais equilibradas dos playoffs até aqui, valendo vaga para a final da conferência Leste. Após a partida derradeira, o pivô Marcin Gortat se reuniu com jornalistas e concedeu entrevista coletiva.

De acordo com Nick Silva, da ESPN, o polonês aproveitou a oportunidade para dizer que não concorda com o “olhar” das equipes da NBA para os pivôs, alegando que se sente desvalorizado pelo seu trabalho. “Eu senti que fiz muitos sacrifícios neste ano. Eu jogo em uma das posições mais subestimadas da NBA. Ninguém mais respeita os pivôs. Ninguém olha para eles como uma peça valiosa. Eu tenho feito muitas coisas para a equipe ganhar”, afirmou Gortat.

À CSN Mid-Atlantic, Gortat disse que as estatísticas não retratam a sua importância para o time. “Eu sei que há um monte de idiotas olhando somente a coluna dos pontos para me dizer: ‘você faz apenas de quatro a seis pontos por jogo, é por sua causa que nos perdemos’”, ironizou o jogador de 33 anos. “Pessoas que conhecem o basquete, sabem o que eu trago para a mesa” (…) Eu tive 103 jogos este ano e não perdi um jogo sequer. Não perdi um treinamento. Isso porque sou o cara mais velho da equipe”, argumentou.

Quando questionado sobre a possibilidade de ser trocado pelo Washington Wizards na próxima temporada, o jogador afirmou que ele e seu agente podem procurar um melhor encaixe com outras equipes da NBA. “Eu sei como o negócio funciona. Sou o cara mais velho na equipe. Eles [Wizards] assinaram com o Ian Mahinmi também, que é mais jovem do que eu e tem um contrato mais longo. Eu só sei como o negócio funciona, então eu estou preparado para tudo. Nós vamos conversar. Vou falar com o [GM] Ernie [Grunfeld], vou falar com a gerência e vamos descobrir”, completou.

Gortat tem contrato de US$ 26,4 milhões válido até a temporada 2018-19 com a equipe do Wizards e, mesmo que descontente (e já demonstrou sua insatisfação com sua posição na franquia algumas vezes), só deve ser trocado se for necessário para liberar espaço na folha salarial. Já seu concorrente de posição, o citado pivô Ian Mahinmi, assinou com o a franquia de Washington até 2019-20, pelo valor de US$ 48 milhões.

Nos playoffs deste ano, Marcin Gortat jogou todos os 13 jogos da equipe do Wizards, acumulando médias de 8,1 pontos, 11,1 rebotes, 1,5 tocos e 1,8 assistências.

  • Rdrigo Cruz

    Só chora esse Gortat..pqp

  • Denyson

    Ngm respeita vc! Kkk

  • Eraldo Campos

    Ele é um bom Pivô, sempre ajuda o time dando seu máximo, consegue abrir espaços para John Wall e Beal com sua parede,é uma pena ele ser tratado assim

  • Albert Medeiros

    Acho muito “legal” essa mentalidade do vestiário do Wizards, cada ego,kkkkk

  • Tiago

    Pessoal do Wizards é bem unido kkkk

    • Asf 152

      kkkkkkkk

  • Gustavo Santos

    Olha o Gortat aí!!! Aquele que declarou que prefere jogar com um jogador na posição 4 que espace mais a quadra para dar mais espaço à ele Gortat debaixo do garrafão, isso qdo ele jogava com o Nenê né? É Gortat, se vc se sente desvalorizado, imagina se algum companheiro de equipe der a declaração que prefere jogar com um pivô que tb saiba espaçar a quadra e arremessar de 3pts, rs

  • Leonardo

    Galera aqui criticando ele, mas só vejo verdades no que ele disse. Não é porque jogou mal o sétimo jogo que vamos destruir a carreira dele. Ele apenas confirmou o que o Mark Gasol disse semanas atrás e o que o Tim Duncan fez a vida inteira e ninguém reparou a não ser quando ele chegava nas finais e destruía os adversários ganhando anéis.
    Pivô é sim a posição mais desvalorizada da NBA hoje em dia. Não to querendo aqui colocar o peso do Gortat em relação a esse nomes, embora eu ache ele um bom pivô, um carregador de piano consistente, porém nada mais que isso. Esse estilo que predomina hoje, Small Ball, apaga a importância de uma defesa consiste focada em um pivô. De outra forma, como o Utah Jazz foi a melhor defesa da temporada? Como o Nenê carregou o Houston na costas no jogo contra o Spurs quando o time tava mal nas bolas de 3? Como o Memphis quase levou a disputa contra o Spurs, na ausência de peças importantes como Tony Allen e aquela besta do Parsons que devia ser a esperança do time como ala? Com valorizações de seus pivôs, distribuindo melhor o jogo com eles. Concordo com o Gortat em expor isso, acho que devemos ter essa discussão na NBA moderna.
    PS: Mahinmi é um péssimo jogador se Wizard colocar ele como titular e mandar Gortat embora corre risco de cair muito temporada que vem. E também concordo que Gortat dizendo isso expôs uma crise de vestiário que vem ocorrendo a longo prazo, encoberta pelas boas atuações do time até aqui.

    • Michel Moral

      Gortat é um bom jogador. Concordo com você. Porém, acredito que o Wizards precisa de um jogador de garrafão que vá um pouco além da regularidade.

      É uma situação parecida com a do Celtics (não por acaso as equipes travaram uma série de sete jogos). A diferença é que a equipe de Boston tem um elenco um pouco mais diversificado. O time do Wizards está bom assim. Pô, caiu para um adversário que foi o primeiro da conferência e teve muito mais condições para organizar o elenco, graças às picks e ao espaço no cap.

      O perímetro está formado. Wall e Beal dispensam comentários. Otto Porter é um ótimo complemento para os dois. Mas se quisermos falar em título, falta um bom nome de garrafão. Penso que Millsap pode ser esse nome. O jogo do Wizards favorece o trabalho no post, onde Millsap é fera.

      E acredito que Mahinmi deva assumir a titularidade em Washington sim. Ele fará o trabalho sujo, que fez muito bem em Indiana. Aliás, o Wizards não teria sofrido tanto para jogar contra o Hawks se Mahinmi estivesse apto.

      Contra o Celtics, Gortat pode ser a melhor opção. Afinal, Horford tem característica similar a do polonês. Agora, contra um Tristan Thompson, um Andre Drummond, um DeAndre Jordan ou um Dwight Howard, é necessário ter um jogador como Mahinmi.

      Se for para trazer jogadores como Millsap ou Derrick Favors (que o Jazz viu que “sobrevive” sem ele, se vier bom negócio), eu acho que vale à pena se desfazer de Gortat.

      • Leonardo

        Mas o Mahinmi era reserva a maior parte do tempo no Pacers e quando assumiu a titularidade, depois que o Hibbert saiu o time despencou. Acredito que não foi uma boa escolha renovar com Mahinmi por tanta grana assim, sei lá. Vamos aguardar. Além disso, vejo o Mahinmi como reserva pela quantidade de faltas que ele faz, além de ser um jogador que pouco pontua e nesse sentido a titularidade de Gortat deveria ser mantida, penso eu!
        Todavia, se o Gortat fez esse desabafo para tentar conseguir mais grana é abominável!
        Mas realmente, concordo contigo quando diz que Milsap é melhor que Morris como vimos nos duelos entre os dois, mesmo o Atlanta ter perdido…
        Vou continuar torcendo pro Wizards, vamos ver onde conseguem chegar com essas peças.

    • Pablo Leite

      Cara, Tim Duncan é reconhecido, tanto pela FIBA quanto pela NBA como um dos dez maiores jogadores da história. O que ele não tinha era Marketing por causa do estilo dele, mas todo mundo sabe o quanto Duncan era monstro.

      • Leonardo

        Hoje depois de aposentado e depois que já havia ganhado pelo menos 3 aneis sim, mas antes disso não estava nessa lista não cara.

  • Gortat é um bom pivô, mas fala demais… além disso não é um pivô pra uma equipe que sonha ser campeã da Nba…

    • Guilherme Petros

      Se o Zaza Pachulia e o Tristan Thompson são…

      • TT acho um bom pivô, mais físico e muito mais pegador de rebote, principalmente ofensivo, já o velho Zaza fez sua melhor jogada tirando o Kawhi dos playoffs

        • Guilherme Petros

          Trocar TT por Gotart nào muda em nada o time, nem pra melhor e nem pra pior. E se um time com TT pensa em título, um time com Gotart tbm pode (o que conta é o resto da equipe…)

          • Thiago Tecachuk

            A defesa, rebotes ofensivos e velocidade do TT vc não conta né?

          • Guilherme Petros

            Mas eu acho o TT bom e útil, só não acho melhor que o Gotart. São ambos bons jogadores, que somam ao time dentro de determinados esquemas taticos. Mas nenhum muda o patamar de uma equipe fraca, por exemplo. E qualquer equipe pode ser campeã tendo qualquer um dos dois no quinteto titular numa boa.

          • O que quis dizem é que ele não é um Shaq, ou nem mesmo um Cousins da vida pra ficar nessa choradeira toda, claro que poderia ser campeão assim como times com ala armadores médios, ou alas médios tbm pode ser… tem que ter pelo menos dois ou três all stars e bons role players…

          • Guilherme Petros

            concordo, e acho o Gotart um bom role player (agora, que ele acha que merece ter tratamente de all star, isso ele acha mesmo – e é um puta exagero)

          • TT dá mais a equipe que o Gortat, Gortat tem horas que é soft demais

        • Guilherme Petros

          Ah, eu tbm acho. E o Gotart tbm acho bom pivô. Acho que isso não tinha ficado claro.
          É que acredito que uma equipe que sonha em ser campeã pode sim pensar no Gotart. É, assim como o TT e o Zaza, um bom jogador de esquema (ok, o Zaza está bem abaixo de ambos, mas num time bem montado, joga tbm – vide Dallas e GSW)

  • AlexS.F.

    mas ele quer o que mais? o contrato milionário não tá bom? quer um carinho também?

  • ThiFariaKnicks #OMeloresolve

    O cara está em um time que tem o John Wall e quer holofote, vai pro Brooklyn que todo dia você vai estar no New York Post …

  • Neverminder

    “Ninguem respeita” os pivôs atualmente porque não tem mais nenhum Shaq jogando…

    • ADL

      Falou pouco mais falou tudo

    • Jefferson Cavalcanti

      Até o Shaq teria dificuldade nessa NBA de hoje em dia.

      • Ou causaria estragos nesses garrafões small ball e mudaria a liga de novo, quem sabe? É sempre assim, um time faz o diferente, obtém sucesso e vira tendência.

      • Erich Zager

        teria…ela frequentemente pararia os jogos pra filmar o shaqtin a fool…isso ia dificultar a vida dele, c ctz

  • Rodrigo Siqueira

    não aguento mais ver small ball, não aguento mais ver centenas de bolas de 3 pt forçadas, ta chato já!tem vezes q em contra-ataque o jogador esta sozinho no perímetro com tapete estendido e ele prefere errar um bola de 3pt do q infiltrar e o garrafão vazio e garantir 2pt, quase morro qnd vejo isso.

    • ADL

      Entao pare de assistir, porwue como o colega comentou abaixo, enquanto nao aparecer um novo Shaq, isso nao voltara a acontecer. E mesmo quando supostamente estabpara aparecer um jogador de caracteristicas de garrafao, ele proprio ja comeca a treinar de 3pts. Vide Marc Gasol e Counsins

    • Tiago

      Eu parei de assistir por isso, não é mais o esporte que eu curtia

  • Rômulo Franco Cardozo

    É chorão pra caramba esse cara! Se não quiserem muito pode ser uma para o Boston!

    • ADL

      Por um salario de ate 4M concordo

  • Vinícius Maia

    Joel Embiid e Towns que o digam. Chegaram “ontem” na NBA e já estão com a moral lá em cima. Gortat tem a sua importância no Wizards, mas se acha muito melhor do que realmente é. Antes era o Nenê que limitava o seu jogo, agora é a franquia que não o valoriza. Qual será a próxima desculpa?

  • Pablo Leite

    Do que Gortat está falando? Qualquer um sabe a importância de ter bons jogadores de garrafão, vide os perrengues que o Celtics tem passado com rebotes nestes playoffs.

  • Lucas Antunes

    Gortat e muitos outros da posição estão sofrendo com a rápida transição que o basquete têm feito em seus últimos anos. A velocidade e dinamismo de jogo, além do aprimoramento dos arremessos de fora e a importância dos lances livres, têm transformado a todas as posições. E quando caras (principalmente, os pivôs) com perfis mais tradicionais não se preocupam ou não se esforçam em se adaptar aos novos padrões de jogo (que hj favorece a jogadores como Gasol e Cousins, por exemplo), ficam pra trás mesmo.

    Caras como Gortat, Bogut, Pekovic, Koufos, Chandler, entre diversos outros que sempre contribuíram bem na área pintada, mas precisam – por mais dificil que seja – evoluir o estilo de jogo. Ninguém tá falando que é preciso começar a experimentar chutes do perímetro, mas é preciso tomar como exemplo, o estilo de jogadores como Whiteside, Valanciunas e até Tristan Thompson que fazem uma leitura de jogo muito maior e, consequentemente, ajudam e se destacam mais em seus times do que todos esses outros.

  • vsr.snake

    Jogadores como Shaq, David Robinson, Ben Wallace, Tim Duncan, Divac, Yao seriam dominantes nessa liga da mesma forma que eram outrora. A questão é que não temos mais pivôs dessa qualidade aparecendo por aí, vivemos numa escassez da posição. E vender essa ideia que um pivô só sobrevive na NBA se espaçar a quadra é uma falácia. Só lembrar o início da temporada do Towns, na qual o Thibbeadou tirou ele muito do garrafão, o fazendo quase um ala, pra ver o desastre que foi. Bons pivôs sempre terão espaço na NBA, especialmente agora, na qual não tem quase nenhum consolidado.

    • ShaqAFool

      Cara, pára para pensar por 1 segundo: qual a função do Ben Wallace nos dias de hoje? Grande parte dos ataques não há nem jogadores para pegar rebote embaixo da cesta. Com o aumento considerável do número de arremessos de três pontos, as bolas vão para muito longe do aro. Não sei se Ben Wallace seria o Ben Wallace hoje.

      • vsr.snake

        Ben Wallace era um pivô defensivo completo, shot blocker, reboteiro. Dava dificuldade a jogadores como Kobe, Lebron, Ginobili, Carter, Wade, Pierce, todos esses excelentes em infiltrar e fazer jogadas no garrafão. E sim, hoje se arremessa muito mais de três, e por isso ele seria mais útil. Chute de 3 continua sendo de baixa probabilidade, cede muitos rebotes defensivos (e ofensivos). Quem tem um big men dominante ganha mais second chance shots, o volume de jogo aumenta bastante. Tanto é, que o Cavs, por exemplo, para milhões pro Tristan só pq ele é bom reboteiro. No mais, ele não é metade do jogador que o Wallace foi.

  • Correção, só pivôs medianos ou ruins não são apreciados. Todo mundo pira no Anthony Davis, não vi ninguém fazendo uma crítica ao jogo do Embiid, foi só elogios, Jokic foi outro pivô sessão da temporada, que ainda teve Porzingis e Twons. Nenhuma equipe, mídia ou fãs, deixam de respeitar esses caras, e aposto que qualquer um adoraria ter um desses pivôs em sua equipe. Gortat está entre role player, a titular dependendo do resto do elenco, ele não pode esperar ser tratado como superastro.

    • Eduardo Muniz

      Ainda mais depois da péssima série contra o Boston, mais especificamente no jogo 7!!! Soft demais, desatento, engolido pelo Horford. Enfim, eu buscaria uma troca para melhorar o Wizards.

      Fico imaginando se a equipe tivesse um Carmelo, por exemplo. Como ficaria forte esta franquia.

  • Anderson Tomás

    Cairia bem no Celtão!

    • Erich Zager

      cairia….ajudou o boston demais na serie, mesmo sendo de outro time…

  • Erich Zager

    como um todo os jogadores da NBA tem perdido respeito e credibilidade…falam que o jogo está mudando, mas a quantidade de jogada bizarra só aumenta…faltas bizarras, air balls para caraleo, varias andadas absurdas…basta assistir meia dúzia de episódios do shaqtin a fool pra ver que a galara ta fraca demais nos fundamentos…e a pivozada…essa sim tá na berlinda…90%, inclusive o gortat, é medíocre…hahahahaha

    • Thalles Ferreira

      Amigão, se fizessem um Shaqtin A Fool de qualquer época iriam achar bizarrices, incluindo de craques.

      No futebol, por exemplo, o Esporte Espetacular dos anos 90 fazia uma compilação de piores da rodada que, toda semana, era recheada de jogadas, de jogadores bons e ruins. Se você procurar, acha no Youtube até a seleção brasileira de 70 (tida como a mais técnica da História) tendo erros grotescos, inclusive na final contra a Itália (que ganhou por 4×1). Erro sempre teve, focar nisso é besteira.

  • Fernando

    Ninguém respeita o Gortat. Um dos piores pivôs da NBA!

  • Fabrica de Vassilo

    Gortat é útil e é reconhecido por isso. Talvez o que falte de reconhecimento é sua longevidade, já que não perdeu um jogo essa temporada. Mais do que isso é biscoitismo. Até por que, hoje em dia não se exige mais que jogadores ser garrafão sejam estrelas, se forem, ótimo. Se não forem provavelmente já tem um prospecto ou uma própria estrela que seja um jogador da posição 1-3. Só o que se exige de um pivô é que ele seja o que o Gortat já é: útil.

  • Gortat

    Ao longo dos anos, as regras conduziram ao estilo de jogo atual. Eu parei de ver NBA, pra mim perdeu a graça. Gostava do jogo de garrafão que não existe mais.

  • Cleyton Hettwer

    Como tudo na vida os pivôs evoluíram, vamos voltar um pouquinho no tempo, não muito, uns 12 anos atrás onde alguns do pivôs atuais já jogavam como Pau Gasol, que na época no Grizzlies era PF porque o pivô era o Lorenze Wrigth, nessa época ai os caras que dominavam os garrafões era na base da força física e da presença sem um bom arremesso, dificilmente vc via caras franzinos, citando alguns nomes, Shaq, Dampier, Eddy Curry, Samuel Dalembert, Andrew Bynum, Ben Wallace, Jermaine O’neal, dentre outros, era na base da força mesmo. Hoje em dia vemos pivos mais técnicos e atléticos com capacidade de até realizar skils, com bons arremessos, e posicionamento como Karl Anthony-Thows, Myles Turner e demais outros. Cada vez mais esse biotipo deve aumentar na liga e caras que se baseiam no uso da força diminuir e se desvaloriza, pq essa é uma evolução natural do jogo.

© Copyright Jumper Brasil 2007-2017 - Todos os direitos reservados