logo lance
undo
Nacionais
Internacionais
Leste
Hawks
Celtics
Nets
Hornets
Bulls
Cavaliers
Pistons
Pacers
Heat
Bucks
Knicks
Magic
76ers
Raptors
Wizards
Oeste
Mavericks
Nuggets
Warriors
Rockets
Clippers
Lakers
Grizzlies
Timberwolves
Pelicans
Thunder
Suns
Blazers
Kings
Spurs
Jazz
Postado em 22 maio 2017 às 15:44
Prospecto do Draft 2017 – Harry Giles

Ex-pivô de Duke deverá ser selecionado na primeira rodada do recrutamento deste ano

Compartilhe nosso conteúdo!
Envie por email!
Compartilhe no Google+ Google +
Tweet esse post! Twitter
Compartilhar no Facebook! Facebook
Por Ricardo Stabolito Jr.

Harry Giles

Idade: 19 anos
País natal:
Estados Unidos
Universidade:
Duke
Experiência:
freshman
Posição:
pivô
Altura:
6’10.5’’ (2.09m)

Médias na última temporada: 3.9 pontos, 3.8 rebotes, 0.3 assistências, 0.3 roubos de bola, 0.7 tocos, 0.7 erros de ataque, 57.7% de aproveitamento nos arremessos de quadra e 50% de conversão nos lances livres em 11.5 minutos de ação

Pontos fortes:

– Giles tem quase todos os atributos físico-atléticos ideais para atuar como pivô na NBA atual – altura, envergadura (2.21m), condição atlética, agilidade.

– É um jogador extremamente fluido, que corre de um lado a outro da quadra com facilidade e destreza incomum a alguém da sua estatura.

– Ele possui o que os analistas chamam de high motor: muito esforçado e ativo em quadra, nunca fica estático e briga pela posse da bola.

– Excelente finalizador em torno da cesta: eficiente, agressivo e que sabe usar seus braços longos para superar oponentes. Ainda tem um relativamente confiável gancho com a mão direita.

– Já apresentou um arremesso relativamente promissor de curta e média distância, difícil de ser contestado por conta das ferramentas físicas.

– Giles é um fantástico e produtivo reboteiro em todos os níveis que jogou. Ótimo senso de posicionamento e amplo raio de ação por conta de sua envergadura.

– Defensor potencialmente versátil, que cobre bastante espaço e com a mobilidade necessária para trocar marcação no perímetro.

– Tem enorme talento como protetor de aro, exibindo bons instintos e mobilidade para bloquear arremessos no lado fraco.

– Ele vai encontrar um jogo bem mais amigável a seus pontos fortes na NBA, com muita ofensiva em transição e pick and rolls.

– Era considerado forte candidato à primeira escolha do draft até o ano passado e possui grande upside. Ainda jovem para recuperar-se das lesões recentes.

Pontos fracos:

– O único atributo que falta-lhe para atuar como pivô na NBA é a força física: bem franzino, ele sofreu com o jogo físico até mesmo no nível universitário.

– Já rompeu os ligamentos cruzados anteriores dos dois joelhos. Sua escolha no recrutamento passará, inevitavelmente, por análise de exames médicos.

– Giles atuou só 300 minutos nas últimas duas temporadas e passou despercebido em Duke. Perdeu, literalmente, dois anos de desenvolvimento como jogador.

– Não possui um repertório ofensivo particularmente refinado. É simplesmente um finalizador em termos técnicos, com trabalho de pernas rudimentar.

– Seu controle de bola é pouco desenvolvido, o que limita sua capacidade criando as próprias oportunidades ofensivas. Depende, à princípio, de um bom armador.

– Sua visão de quadra, atenção ofensiva e qualidade de passe não são apuradas.

– Até pelo físico ainda limitado, ele não cava muitas faltas e cobra menos lances livres do que imaginamos para alguém de seu perfil. E, mesmo que cobrasse, os 50% de aproveitamento não impressionam.

– Cometeu absurdas 7.7 faltas por 40 minutos em Duke. É um reflexo de sua falta de ritmo, mas também de uma disciplina defensiva que pode melhorar.

– Não aparenta ser um jogador particularmente inteligente em quadra. Não toma decisões rápidas e possui proporção ruim de assistências/erros de ataque.

– Jogou visivelmente sem confiança em sua única temporada na NCAA, mas pode ser que as lesões tenham simplesmente lhe tirado boa parte da condição atlética que apresentou um dia.

Comparação: Amare Stoudemire (ex-Phoenix Suns) em início de carreira, Nerlens Noel (Dallas Mavericks) e Hilton Armstrong (ex-Charlotte Hornets)

Projeção: da 10ª a 30ª escolha geral

Confira alguns lances de Harry Giles:

Legenda:
– Freshman (primeiro ano universitário)

  • LucsHeat

    Futuro do Heat

  • Rafael Vieira

    Não o escolheria pelo fatos das lesões terem começado quando ainda está novo. Estilo de jogo dele e propenso a ter esse tipo de lesão. Explosão, vigor se perde um pouco com essa lesão ainda mais nos dois joelhos

  • Vem pra Miami ser feliz !!!

  • Paulo Sérgio

    O cara era pra ser top 3 no mínimo. Mas as malditas lesões vieram cedo demais. Se conseguir um mínimo de condição, vai ser um baita steal

  • Sanliv #RipChris

    Cade o “Prospecto do Draft” desse monstro, Jumper? https://www.youtube.com/watch?v=hVlrzDimSIw

    • Ricardo Stabolito Junior

      Não tem pontos negativos.

      • Gustavo

        Tem sim: humildade e modéstia.

    • André Alves

      Ótimo prospecto!

      ROY da próxima temporada, futuro All-Star e, claro, GOAT.
      😂😂😂😂😂😂

  • Jefferson Cavalcanti

    O cara lembra o Harrison Barnes

  • Mavscelo

    Uma boa pro Heat, na pick 14 vale a pena arriscar nele.

  • Bento lakers #MalikMonk

    Provavelmente será o steal do draft, seu valor abaixou muito por causa das constantes lesões, mas, se chegar em uma equipe aonde tem tempo pra desenvolvê-lo, e administrar bem os seus minutos, pode render bem desde o primeiro ano.

  • Pedro

    Jogador ainda muito cru para a NBA, por ter muito tempo lesionado nos últimos anos. Seu potencial é mais relacionado aos atributos fisicos do que o jogo em si, porque produziu muito pouco na faculdade e ainda não recuperou o atleticismo que mostrou antes das lesões. Acho um boa aposta para o range de 20-30, para um time que tenha paciencia

  • Fabiano

    Como torcedor do Heat, que Deus nos livre desse cara..”in pat we trust” vamos de John Collins mesmo, tá saudável, é natural de South Beach.. tá perfeito!

  • Gabriel S Monteiro

    Seria um boa Boston tentar trocar algo pra pegar ele, se passar da loteria, pode se desenvolver bem se ficar saudável, eu arriscaria tentar ele depois da 20 sem problemas, não dando certo não perderíamos nada praticamente..

    Até porque é um bom reboteiro e como boston precisa disso! haha

  • Bruno Hornets🐝

    Futuro Hornets

  • Esse cara fez barulho no high school, foi o primeiro no ranking de sua classe, versatilidade era a definição dele, cru mas com sinais reais de potencial para evoluir em diversos aspectos. Ótima escolha para final de primeiro round, vale a aposta, recuperado das lesões pode ser um steal.

  • Josias De Sá Nascimento

    Seria bom pro Knicks!!
    Algum respeito no fraco garrafão de New York!

© Copyright Jumper Brasil 2007-2017 - Todos os direitos reservados