logo lance
undo
Nacionais
Internacionais
Leste
Hawks
Celtics
Nets
Hornets
Bulls
Cavaliers
Pistons
Pacers
Heat
Bucks
Knicks
Magic
76ers
Raptors
Wizards
Oeste
Mavericks
Nuggets
Warriors
Rockets
Clippers
Lakers
Grizzlies
Timberwolves
Pelicans
Thunder
Suns
Blazers
Kings
Spurs
Jazz
Postado em 24 maio 2017 às 18:44
Kyrie Irving: “Não podia deixar o Celtics empatar as finais do Leste”

Armador anotou 42 pontos para comandar vitória do Cavaliers no quarto jogo da série

Compartilhe nosso conteúdo!
Envie por email!
Compartilhe no Google+ Google +
Tweet esse post! Twitter
Compartilhar no Facebook! Facebook
Por Ricardo Stabolito Jr.

O Cleveland Cavaliers parecia em maus lençóis no segundo período do quarto jogo das finais do Leste. Perdendo por 16 pontos para o Boston Celtics, o time ainda viu LeBron James sair de quadra após cometer sua quarta falta coletiva. Então, Kyrie Irving surgiu: o astro marcou 42 pontos para liderar a vitória de virada que deixou a equipe a um triunfo da terceira decisão da NBA seguida.

“Por dentro, eu dizia para mim mesmo que não podia deixá-los empatar essa série. Não podíamos voltar empatados para Boston. Tínhamos que encarar a adversidade de frente e falar que nós não seríamos vencidos. Precisava dar tudo nesse jogo. Foi uma daquelas partidas em que lutamos para merecer vencer”, afirmou o armador, que anotou sua maior pontuação da carreira em playoffs no triunfo.

A atuação teve contornos ainda mais dramáticos porque Irving sofreu uma entorse no tornozelo no terceiro quarto. Ele caiu, colocou a mão na perna, amarrou o tênis e voltou para o jogo com a mesma determinação. “Eu já tive torções como aquela tantas vezes. Você tem duas opções quando acontece: sentar e fica com pena de si mesmo ou superar o momento. Escolhi a segunda”, finalizou.

  • Victor Chittolina

    O Kyrie é um daqueles caras que a gente acha que a média de pontos dele é maior do que é porque ele tem vezes, como no terceiro quarto de ontem, que parece que fez um pacto com o canhoto, de tão endiabrado que fica.

  • Will

    Joga demais!
    É um dos grandes trunfos do Cavs, sem dúvida!

    • VIEIRA – CHICO

      Por incrível que pareça – ele é o PILAR do time junto com Lebron – agora o Grande trunfo do Cavs ainda é o LOVE quando ele entrar nos jogos de vez (decidir) – não tem como perder as finais – veremos

      • Will

        Bem observado, VIEIRA – CHICO.
        O Big 3 do Cavs tem muitos, muitos recursos, e quando estão focados e em modo on fire são armas letais!

  • André Alves

    Kyrie é um daqueles caras que fazem até os adversários ficarem impressionados com suas jogadas. Certamente é um dos jogadores mais habilidosos, se não o mais habilidoso, atualmente na NBA.

    Assistindo ao jogo ontem, cheguei a comentar em meados do 2/4, que com LeBron pendurado e em um dia não muito bom, o Irving tinha que aparecer. E apareceu. Foi decisivo quando o time precisou, mesmo contra um adversário duro como está sendo o Celtics.

    • Alan Raczenski

      Ele e o Curry são os mais habilidosos sem duvida, adorava ver tambémIverson brincar de jogar basquete, bons tempos

    • VIEIRA – CHICO

      é mesmo coisa numa corrida de bike – é um pegando o vácuo do outro – pra ser mantido o ritmo do jogo.

  • Thiago26-NBA

    Não fez mais que obrigação

  • Vinícius Maia

    “Você tem duas opções quando acontece: sentar e fica com pena de si mesmo ou superar o momento. Escolhi a segunda”

    Que homão!

  • VIEIRA – CHICO

    Neste time do CAVs – somente DOIS JOGADORES que MERECE o contrato que recebe – KYRIE IRVING e LEBRON JAMES – o resto pode tirar mais de 30% do contrato de cada um – mas este pessoal tem o contrato que tem por causa do LEBRON que realmente forçou a diretoria em fechar estes tais contratos
    Bem é o preço que se paga para ter o REI no seu time.

  • Assumiu o jogo e a responsabilidade. As vezes penso que o Cavs quase que o subutiliza. Se ele fosse a primeira opção de ataque do time, acho que teria médias beirando 30pts.

© Copyright Jumper Brasil 2007-2017 - Todos os direitos reservados