logo lance
undo
Nacionais
Internacionais
Leste
Hawks
Celtics
Nets
Hornets
Bulls
Cavaliers
Pistons
Pacers
Heat
Bucks
Knicks
Magic
76ers
Raptors
Wizards
Oeste
Mavericks
Nuggets
Warriors
Rockets
Clippers
Lakers
Grizzlies
Timberwolves
Pelicans
Thunder
Suns
Blazers
Kings
Spurs
Jazz
Postado em 30 maio 2017 às 11:49
Prospecto do Draft 2017 – Tyler Lydon

Ex-ala de Syracuse é cotado para ser uma escolha de primeira rodada do recrutamento

Compartilhe nosso conteúdo!
Envie por email!
Compartilhe no Google+ Google +
Tweet esse post! Twitter
Compartilhar no Facebook! Facebook
Por Gustavo Lima

Tyler Lydon

Idade: 20 anos
País: Estados Unidos
Universidade: Syracuse
Experiência: Sophomore
Posição: ala-pivô / ala
Altura: 6’9.5” (2.07m)

Médias na temporada 2016-17: 13.2 pontos, 8.6 rebotes, 2.1 assistências, 1.0 roubada de bola, 1.4 toco, 1.7 desperdício de bola, 47.2% de aproveitamento nos arremessos de quadra, 39.2% de aproveitamento nas bolas de três pontos, 83.6% de aproveitamento nos lances livres, 36.1 minutos

Pontos fortes
combo-forward capaz de espaçar a quadra
– atleticismo elogiável; corre bem a quadra, com movimentos fluidos, e tem uma impulsão acima da média para um atleta do seu tamanho
– excelente mecânica de arremesso (rápida e com ponto de lançamento ideal)
– trabalho de pés avançado; se desloca muito bem sem a bola
– ótimo chutador de média e longa distância; letal nas situações de catch and shoot e pick and pop
– grande reboteiro, muito em parte devido aos atributos atléticos e aos instintos
– QI de basquete e visão de quadra elogiáveis para um jogador da posição; sólido passador (especialmente da cabeça do garrafão)
– capacidade de bloquear arremessos graças à combinação de impulsão e timing, e de antecipar linhas de passe (mãos rápidas)

Pontos fracos
– corpo ainda franzino para um jogador que atua a maior parte do tempo na posição 4
– foge do jogo físico; não é muito agressivo em direção à cesta; prefere arremessar de média e longa distância do que atacar a cesta
– dificuldades em finalizar ao redor da cesta; não tem explosão e deixa a desejar na absorção de contato e na hora de estabelecer posição (jogo de costas para a cesta quase nulo)
– potencial defensivo é um ponto de interrogação, já que atuou por dois anos no singular sistema de marcação Zona 2-3 de Syracuse, que, em muitos casos, esconde as deficiências defensivas dos atletas
– dúvidas sobre a sua posição ideal em quadra; franzino para um ala-pivô e não tem agilidade lateral destacada para marcar alas mais atléticos
– dificuldades para criar o próprio arremesso; não tem um bom aproveitamento nos chutes após o drible e seu controle de bola é limitado
– inconsistência quanto ao esforço em quadra; precisa estar mais ligado e jogar com dureza e energia

Comparações: Nikola Mirotic (Chicago Bulls) e Chandler Parsons (Memphis Grizzlies)

Projeção: selecionado entre as escolhas 20 e 30

Confira alguns lances de Tyler Lydon

Legenda
– Sophomore (segundo ano universitário)

  • Lucas Santana

    Acho que poderia ser um bom nome para o Memphis Grizzlies.

  • Comparação com o Parsons me parece perfeita. O que vi dele me agradou bastante, acho que pode se tornar um steal.

  • Sanliv #RIPChris

    Eu destaco como ponto fraco dele: a inconstância no geral, não só na defesa.

    No começo da temporada, estava tendo um rendimento bem abaixo. Só começou a ter mais destaque da metade pro final da temporada.

  • Beto #23DiasProDraft #RIPChris

    Jogador que pode ser muito útil na NBA de hoje.

© Copyright Jumper Brasil 2007-2017 - Todos os direitos reservados