logo lance
undo
Nacionais
Internacionais
Leste
Hawks
Celtics
Nets
Hornets
Bulls
Cavaliers
Pistons
Pacers
Heat
Bucks
Knicks
Magic
76ers
Raptors
Wizards
Oeste
Mavericks
Nuggets
Warriors
Rockets
Clippers
Lakers
Grizzlies
Timberwolves
Pelicans
Thunder
Suns
Blazers
Kings
Spurs
Jazz
Postado em 4 jun 2017 às 15:17
Prospecto do Draft 2017 – Semi Ojeleye

Ex-ala de SMU é uma possível escolha de primeira rodada no recrutamento deste ano

Compartilhe nosso conteúdo!
Envie por email!
Compartilhe no Google+ Google +
Tweet esse post! Twitter
Compartilhar no Facebook! Facebook
Por Ricardo Stabolito Jr.

Semi Ojeleye

Idade: 22 anos
País natal:
Nigéria
Universidade:
SMU
Experiência:
junior
Posição:
ala / ala-pivô
Altura:
6’6.75’’ (2.00m)

Médias na última temporada: 19.0 pontos, 6.9 rebotes, 1.5 assistências, 0.4 roubos de bola, 0.4 tocos, 1.4 erros de ataque, 48.7% de aproveitamento nos arremessos de quadra, 42.4% de acerto nos tiros de longa distância e 78.5% de conversão nos lances livres em 34.1 minutos de ação

Pontos fortes:

– Ojeleye é um atleta forte e explosivo, com excelentes impulsão e velocidade. Mais parece um jogador da NFL pela constituição física.

– Trata-se de um mismatch natural dentro de quadra: bem mais forte do que alas e muito mais ágil do que alas-pivôs.

– Ataca closeouts mais “afobados” e até cria separação para marcadores, por conta da sólida combinação de trabalho de pernas e controle de bola.

– É um jogador físico e agressivo, que finaliza com incisão em quadra aberta e cava faltas em torno da cesta (mais de seis lances livres cobrados por partida).

– Revelou-se um excelente arremessador de longa distância na última temporada, com mecânica rápida e consistente.

– É um bom reboteiro, especialmente no lado ofensivo. Peca pela atenção aqui e ali, mas tem um corpo forte que permite-o estabelecer espaço no garrafão.

– Sua versatilidade defensiva é algo especial: forte o bastante para marcar próximo da cesta, ele ainda parece muito confortável trocando marcação no pick and roll e exibe potencial para defender múltiplas posições.

– Parece um jogador inteligente, capaz de ler defesas e cometendo poucos erros de ataque para seu tempo de quadra.

– Estilo de jogo e postura em quadra sugerem grande potencial como role player.

Pontos fracos:

– É um clássico caso de tweener: atuou quase inteiramente como ala-pivô por SMU, mas tem pequena estatura e envergadura (2.07m) para ser “quatro” na NBA.

– Possui clara preferência por operar com a mão direita.

– Dificuldades para finalizar contra jogadores mais altos e fortes. Faz falta um jogo de costas para a cesta mais refinado.

– Tem a tendência de abortar infiltrações, o que gera arremessos de curta e média distância contestados constantemente. Floaters fazem falta em seu repertório.

– Ojeleye precisa aprimorar bastante sua atenção ofensiva e visão de quadra. Não é um passador e a bola costuma parar em suas mãos.

– Noção rudimentar de ângulos e posicionamento nos dois lados da quadra, coloca-se em situações difíceis mais vezes do que deveria.

– Sua tomada de decisão pode ser refinada. É agressivo em excesso às vezes, não parece ter poder de improvisação e raramente passa em movimento.

– SMU passou a maior parte da temporada defendendo zona, o que pode atrapalhar sua adaptação à NBA e limita estatísticas de roubos de bola, tocos.

– Possui menos experiência do que o esperado de um prospecto de 22 anos, já que passou dois anos no fundo de banco de Duke até transferir-se.

Comparação: Jerami Grant (Oklahoma City Thunder) com melhor arremesso

Projeção: entre 20ª e 45ª escolha geral

Confira alguns lances de Semi Ojeleye:

Legenda:
– Junior (terceiro ano universitário)

© Copyright Jumper Brasil 2007-2017 - Todos os direitos reservados