logo lance
undo
Nacionais
Internacionais
Leste
Hawks
Celtics
Nets
Hornets
Bulls
Cavaliers
Pistons
Pacers
Heat
Bucks
Knicks
Magic
76ers
Raptors
Wizards
Oeste
Mavericks
Nuggets
Warriors
Rockets
Clippers
Lakers
Grizzlies
Timberwolves
Pelicans
Thunder
Suns
Blazers
Kings
Spurs
Jazz
Postado em 8 jun 2017 às 23:13
Com doença rara, prospecto francês pode ter carreira encerrada aos 19 anos

Jonathan Jeanne foi diagnosticado com síndrome de Marfan em exames no Draft Combine

Compartilhe nosso conteúdo!
Envie por email!
Compartilhe no Google+ Google +
Tweet esse post! Twitter
Compartilhar no Facebook! Facebook
Por Ricardo Stabolito Jr.

O pivô Jonathan Jeanne está fora do draft deste ano e poderá ter sua carreira no basquete profissional encerrada de forma prematura. De acordo com o empresário do atleta, Bouna Ndiaye, exames realizados no Draft Combine constataram que seu cliente é portador de uma rara doença conhecida como síndrome de Marfan. O prospecto francês está afastado das quadras por tempo indeterminado.

A síndrome de Marfan, também chamada de aracnodacitilia, é uma desordem dos tecidos conjuntivos caracterizada pelo crescimento anormal dos membros e mãos. Não por acaso, trata-se de uma doença acusada por pessoas extremamente altas. O jovem Jeanne, de 19 anos e 2.18m de altura, foi o atleta mais alto e com maior envergadura registrada no Combine deste ano.

Amigo e grande incentivador do jogador do Le Mans, da França, o também pivô e francês Rudy Gobert (Utah Jazz) usou as redes sociais para dizer-se chocado e abalado pela inesperada notícia.

Esse não é o primeiro caso de um prospecto diagnosticado com a doença antes do recrutamento. Em 2014, o pivô Isaiah Austin causou comoção ao redor da NBA após ter sua carreira declarada encerrada por conta da desordem. A reviravolta positiva aconteceu em dezembro do ano passado, quando ele foi medicamente liberado para voltar a jogar e assinou contrato com FMP Belgrado, da Sérvia.

Segundo Ndiaye, a intenção de Jeanne é tratar-se explorando a possibilidade de – como Austin – ser liberado para retornar às quadras no futuro. O jovem, que seria uma escolha de segunda metade de primeira rodada no draft deste ano, já atuava no basquete profissional francês há quase quatro temporadas e obteve médias de 3.0 pontos e 3.1 rebotes na campanha passada.  

  • Tárcio

    Que pena, tinha visto videos dele semana passada, após saber que o Lakers tava interessado em usar sua pick 28 na escolha dele!
    Jogador com perfil defensivo e protetor de aro, me pareceu um bom projeto de pivô!

© Copyright Jumper Brasil 2007-2017 - Todos os direitos reservados