logo lance
undo
Nacionais
Internacionais
Leste
Hawks
Celtics
Nets
Hornets
Bulls
Cavaliers
Pistons
Pacers
Heat
Bucks
Knicks
Magic
76ers
Raptors
Wizards
Oeste
Mavericks
Nuggets
Warriors
Rockets
Clippers
Lakers
Grizzlies
Timberwolves
Pelicans
Thunder
Suns
Blazers
Kings
Spurs
Jazz
Postado em 13 jun 2017 às 10:31
Heptacampeão, Steve Kerr celebra recuperação física e novo título: “Abençoado”

Técnico do Warriors passou grande parte dos playoffs afastado por conta de saúde debilitada

Compartilhe nosso conteúdo!
Envie por email!
Compartilhe no Google+ Google +
Tweet esse post! Twitter
Compartilhar no Facebook! Facebook
Por Ricardo Stabolito Jr.

A sensação de ser campeão da NBA não é desconhecida para Steve Kerr. O técnico ganhou seu segundo título no comando do Golden State Warriors nesta segunda-feira, juntando mais um anel ao cinco que já havia conquistado como atleta da liga. No entanto, o sétimo campeonato teve um gosto especial pela superação física e de saúde que estar à beira das quadras representou.

“É incrível estar aqui e sentir essa alegria depois da decepção do ano passado, sem dúvidas. Eu tenho sorte por ter sido parte de tantos times campeões, como jogador e treinador. A sensação de vencer nunca me cansa. Mas, hoje, ela parece um pouco diferente por tudo o que passei para estar aqui”, disse o ex-armador, em entrevista à ESPN após fechar a série contra o Cleveland Cavaliers.

Kerr ficou afastado da maior parte dos playoffs – sendo substituído, interinamente, por Mike Brown – por causa de um problema recorrente nas costas. Entre outros sintomas, o treinador sentia fortes dores, tonturas e vomitava. “Foi uma jornada dura. Saúde é tudo e nada tem real valor se você não pode acordar pela manhã, aproveitar o dia. Em vários sentidos, essa temporada trouxe alguns momentos complicados, mas sou um abençoado por tudo”, finalizou.

Apesar das dificuldades para manter-se no cargo nesta temporada, o gerente-geral Bob Myers já disse que a plena intenção e esperança é que Kerr siga como técnico da equipe na próxima temporada e tente a conquista do terceiro campeonato em quatro anos.

  • Guilherme Petros

    Vai ultrapassar o Phill Jackson em número de anéis.

    • Tiago

      Como técnico acho que não, só se for no total.

      • Guilherme Petros

        Sim, pensando no total mesmo.

    • Gabriel De Oliveira Meira

      foi o último, não vai ganhar mais nada!

      • Guilherme Petros

        Como assim? o cara está há 4 aneis de igualar o total do Phill e ainda está em seu 3 ano de treinador. Sem falar que é um treinador absolutamente incrtível e revoluvcionário.

        • Leonardo Moreira

          Phill Jackson tem 13 títulos onze como técnico , e 2 como jogador pelos Knicks

          • Guilherme Petros

            Editado. Valeu

    • Danilo Celtics #Banner18

      não msmo

  • Vai fazer história, já fez na verdade. A metodologia que implantou no GSW é quase revolucionária, expandiu os limites de várias referências e reinventou o run-and-gun, elevando o tipo de jogo em todos os sentidos. Um verdadeiro entendedor de basquete.

    • Vitor Martins

      Eu lembro de uma transmissão gringa em que ele tava comentando, acho que era um jogo do Indiana ou do Boston e o Leandrinho tava voltando de lesão e fez uma boa jogada em quadra, o Kerr comentou: “Barbosa saudável joga no meu time”. E jogou. Ele tem claramente uma filosofia de jogo, é um D’Antonie 2.0, anulando vários defeitos daquele Phoenix que ele era diretor.

    • Guilherme Petros

      Quase não. O Kerr é absolutamente revolucionário.

  • Vadss Guera

    Esse daí não fugiu da sexta, igual certo clube do país ai não.

  • Rafael Victor

    Engraçado… ele não montou esse time, a maioria já estava lá quando ele chegou, o maior préstimo dele foi botar o Green de titular! Também não dirigiu o time naquela sequencia de vitórias invictas no começo da temporada passada, nem no 12-0 desses Playoffs! Tem seus méritos, mas…

    • Rafael

      Vc só pode ser um fracassado na vida! A maioria dos seus comentários tem esse teor de tentar diminuir as pessoas… babaca, mongolão!

    • Guilherme Petros

      hahahahaha
      ta

    • Eduardo Samponi

      esse só posta merda kkkkkkkkkkkkk

    • TRUETHIAGO

      O Mike Brown assumiu o time a partir do jogo 3, em Portland, nos dois primeiros ainda era o Kerr (que voltou no jogo 2 das finais). Ou seja, na verdade o recorde do Brown foi 11-0.

      • Rafael Victor

        Pode crer!

  • Vitor Martins

    Na minha opinião é o melhor da NBA, embora o Stevens possa roubar esse título já já. Popovich é hors concours.

    • Guilherme Petros

      Não esqueça o Rick Carlisle

      • Vitor Martins

        Carlise é muito bom também, mas acho que tem que se reinventar agora.

    • vsr.snake

      Eu já discordo. Essa filosofia de jogar espaçado e no perímetro foi implantada pelo Mark Jackson, aliás, essa base quem estabeleceu foi o Jackson, tanto é que o time começou a aparecer de volta nos offs foi com ele.

      Kerr fez dois ajustes importantes, melhorou a forma de defender da equipe, e fez o time rodar um pouco mais a bola, da mesma forma como aprendeu com o Popovich em seus tempos de Spurs. Isso, e mais a chegada de alguns role players, ajudou o Warriors a deslanchar.

      Ele teve seus méritos (e já foi reconhecido por isso, com COTY de 2016), mas acho que o trabalho dele está bem longe de ser revolucionário ou algo do tipo.

  • Thiago26-NBA

    homão

  • The Real Jay

    Imagino o Stevens com uma equipe como essa, o cara ia ganhar uns 6 títulos fácil. Esse Steve Kerr é fachada, o Warriors joga assim desde da época do Jackson, oq rolou foi um amadurecimento dos jogadores e uma defesa melhorada.

    • TRUETHIAGO

      Eu já enxergo muita diferença, não somente na defesa, como no lado ofensivo.
      Não tem nem comparação, e os números deixam isso bem evidenciado.

      OFFENSIVE RATING / DEFFENSIVE RATING

      2011-12 > 105.4 (14º) / 109.1 (27º)
      2012-13 > 106.4 (11º) / 105.5 (14º)
      2013-14 > 107.5 (12º) / 102.6 (4º)

      2014-15 > 111.6 (2º) / 101.4 (1º)
      2015-16 > 114.5 (1º) / 103.8 (5º)
      2016-17 > 115.6 (1º) / 104.0 (2º)

      Considerando que na última temporada dele o time até teve uma eficiência defensiva boa, a disparidade maior fica na parte ofensiva, claramente. O GS atual é uma equipe bem mais equilibrada, dos dois lados.

      • The Real Jay

        Thiago eu concordo contigo, mas é claro que rolou o amadurecimento do Curry e Klay, e o achado Green.

  • TRUETHIAGO

    Falar que o Steve Kerr fez apenas “ajustes” em relação ao time do Mark Jackson é de um reducionismo absurdo, mas não me surpreende como mais um “argumento” para rebaixar o GSW atual e seus componentes, em geral. Claro que ele não pegou uma equipe do 0 e tal, existia uma espinha dorsal, só que bem longe do que vemos atualmente, seja na defesa ou também no ATAQUE. Nem se compara em termos produtividade e eficiência, embora valha ressaltar não somente os méritos do Kerr como de toda comissão técnica que ele trouxe junto. O Ron Adams, por exemplo, é considerado um dos melhores assistentes defensivos ao redor da liga.

© Copyright Jumper Brasil 2007-2017 - Todos os direitos reservados