logo lance
undo
Nacionais
Internacionais
Leste
Hawks
Celtics
Nets
Hornets
Bulls
Cavaliers
Pistons
Pacers
Heat
Bucks
Knicks
Magic
76ers
Raptors
Wizards
Oeste
Mavericks
Nuggets
Warriors
Rockets
Clippers
Lakers
Grizzlies
Timberwolves
Pelicans
Thunder
Suns
Blazers
Kings
Spurs
Jazz
Postado em 24 jun 2017 às 12:17
Técnico do Hornets aposta em retorno em alto nível de Dwight Howard

Steve Clifford se vê pronto para tirar melhor do pivô, após comandá-lo duas vezes anteriormente

Compartilhe nosso conteúdo!
Envie por email!
Compartilhe no Google+ Google +
Tweet esse post! Twitter
Compartilhar no Facebook! Facebook
Por Ricardo Stabolito Jr.

Dwight Howard não é um dos nomes mais populares da NBA no momento, mas o Charlotte Hornets resolveu apostar em seu basquete ao adquiri-lo em uma troca fechada no início da semana. A contratação do pivô foi um pedido do técnico Steve Clifford, que já o treinou em duas oportunidades anteriores e acredita conhecê-lo a ponto de guiar seu retorno aos melhores momentos da carreira.

“Após estar ao seu lado em diferentes situações, eu tenho a sensação de que sei o que Dwight gosta de fazer em quadra e o que precisa para atuar bem. Ele entende que conheço-o como pessoa e jogador. Não existe razão para que não possa voltar a jogar em alto nível”, assegurou o treinador, que era auxiliar técnico do Orlando Magic e Los Angeles Lakers nas passagens do veterano pelos times.

Howard tornou-se uma das figuras mais mal vistas nos últimos anos, após diversas manifestações de descontentamento nas franquias em que atuava. Clifford garante que essa impressão não poderia estar mais longe da realidade. “É bem fácil gostar e lidar com um atleta como Dwight. Ele é inteligente, divertido e possui um grande senso de humor. Acho que vai se encaixar muito bem aqui”, rebateu.

Na negociação junto ao Atlanta Hawks, o Hornets adquiriu o experiente pivô e a 31ª escolha do draft deste ano (que, em seguida, foi repassada ao New Orleans Pelicans) em troca de Miles Plumlee, Marco Belinelli e a 41ª seleção geral (Tyler Dorsey).

  • Rafael Victor

    Sempre a mesma conversa sobre o Howard quando muda de time, quem sabe dessa vez as coisas possam ser diferentes!

  • Thiago26-NBA

    Ele apostou no Hilbbert e nao deu muito certo.

  • Victor Chittolina

    Eu acho que o estilo de jogo do basquete atual é mais decisivo pra queda nos números do Howard que ele próprio. Talvez ele não seja mais aquele pivô superatlético dos tempos de Magic, mas ainda é um dos melhores da posição.
    Ele fez 13,5 pontos e pegou 12,7 rebotes em menos de 30 minutos por jogo. Tudo isso, acertando absurdos 63,5% dos arremessos de quadra. O que prejudica ele é a comparação com ele próprio dos tempos de Magic, que tinha um esquema voltado pra ele, numa época anterior à “revolução das bolas de 3 pontos”. Como pivô, ele tinha muito mais atribuições no ataque do que simplesmente ir brigar pelo rebote ofensivo. É injusto esse tipo de comparação.
    Os números mostram que ele ainda é um pivô interessante. Dependendo do tempo de quadra e do estilo de jogo da, pode muito bem fazer 15 ou 16 pontos por jogo e ainda pegar seus 13 rebotes.

    Eu não costumo ser saudosista, mas sou um grande fã do jogo de garrafão, o jogo de pernas de costas pra cesta, bundada pra tudo que é lado, cotovelo no peito… E o Howard é um dos últimos representantes desse estilo de jogo em extinção.

    • Zack Batista

      “Dependendo do tempo de quadra e do estilo de jogo da, pode muito bem fazer 15 ou 16 pontos por jogo e ainda pegar seus 13 rebotes.” Até mais do que os 16pts, acredito… No mais, concordo inteiramente com sua análise…Perfeito!! 🙂

      • Victor Chittolina

        Pode crer, velho. Eu fui conservador nos 16 pontos, mas vejo potencial pra algo mais próximo da casa dos 20.
        A grande questão é o encaixe dele nessa nova conjuntura da NBA pós-Kerr. Ele não é mais o melhor pivô da liga (acho que é o Towns) e nem se trata de um Shaq, que em qualquer época seria compensador jogar em função dele. Vai muito do papel que o treinador quiser que ele desempenhe no time.

    • Rodrigo Morais

      Hornets conseguiu uma troca interessante e acerta em passar confiança pro seu novo jogador, ele realmente pode beirar os 20 pts e 13 rebotes por partida facil

    • Knickerbockers

      Exatamente. Howard já está em declínio há alguns anos, mas ainda tem lenha pra queimar. Se ele aceitasse suas limitações atuais até que seria um pivô decente. Pena que ele ainda acha que é um All star, quer ser o centro das atenções, ego inflado… Isso que prejudica.

      • Victor Chittolina

        Eu acho que a questão fora da quadra é um problema diferente. Além de ele ter esse ego enorme, teve problemas de vestiário com vários companheiros diferentes é, mesmo que desempenhadas um papel parecido com o de outrora, poderia não ser interessante.
        Mas bola mesmo, vejo pouquíssimos pivôs mais capacitados que ele.

        • Knickerbockers

          Se não me engano ele sofreu com contusões também. São vários fatores aí. Uma pena, eu virei fã dele na época de Magic. O mais dominante depois de Shaq, sem dúvidas.

    • Albert Cavs

      Falou tudo irmão.

  • The Real Jay

    Olha oq eu digo, Malik Monk vai impactar mais que o Howard.

  • Danilo Celtics #Banner18

    kkkkkkkkkkkk

  • Doug

    Çei…

  • xmaah

    Se ele parar de reclamar e se preocupar em jogar basquete, quem sabe. Todo time sempre vai explorar seus melhores talentos, a bola sempre vem na mão do Towns e Embiid, basta ele se esforçar pra ser esse jogador.

  • Ricardo Faria

    Vai dar certo d+++
    Kemba – Monk – Batum – Marvin – D12
    Ainda com MKG – Kaminsky e Zeller, com 8,3M pra investir em um guard bacana na FA

© Copyright Jumper Brasil 2007-2017 - Todos os direitos reservados