logo lance
undo
Nacionais
Internacionais
Leste
Hawks
Celtics
Nets
Hornets
Bulls
Cavaliers
Pistons
Pacers
Heat
Bucks
Knicks
Magic
76ers
Raptors
Wizards
Oeste
Mavericks
Nuggets
Warriors
Rockets
Clippers
Lakers
Grizzlies
Timberwolves
Pelicans
Thunder
Suns
Blazers
Kings
Spurs
Jazz
Postado em 6 ago 2017 às 18:27
O que Wilt Chamberlain tinha a dizer sobre os atletas dos anos 1980?

Lendário ex-pivô mostrava discurso muito parecido com ex-jogadores sobre basquete atual

Compartilhe nosso conteúdo!
Envie por email!
Compartilhe no Google+ Google +
Tweet esse post! Twitter
Compartilhar no Facebook! Facebook
Por Ricardo Stabolito Jr.

Dizem que a história tem a tendência de repetir-se. Bem, esse parece ser o caso de ex-jogadores da NBA ao analisarem o basquete atual. O site Hoopshype recuperou uma declaração do lendário pivô Wilt Chamberlain na década de 1980, comparando a situação do jogo na época ao tempo em que atuava. O discurso, certamente, soa bastante familiar ao que ouvimos muitas vezes hoje em dia.

“As pessoas estão tentando convencer-me de que os jogadores atuais são melhores do que antigamente. Deixe-me dizer algo, meu rapaz: eu joguei na era de ouro do basquete”, afirmou um dos atletas mais dominantes da história da NBA, que atuou profissionalmente entre 1959 e 1973. Ele faleceu em 12 de outubro de 1999, aos 63 anos de idade, por insuficiência cardíaca.

Um dos argumentos utilizados para justificar uma superioridade técnica dos jogadores atuais é o aumento do aproveitamento de arremessos de quadra. Essa também era considerada uma das vantagens dos atletas dos anos 1980 sobre os anteriores, mas Chamberlain rebatia o argumento com uma análise que também costuma-se ouvir hoje em dia.

“Vocês dizem para ver o índice de acerto de arremessos hoje. Estão falando que os caras de agora podem chutar melhor do que Jerry West e Bill Sharman? Não, eles não podem. Assisti a um jogo outro dia e contei que, somados, os times tentaram 57 bandejas. Só uma partida. Garanto que nenhuma equipe tentaria 57 bandejas em uma semana de temporada no meu tempo”, sentenciou.

Chamberlain finalizou a análise chamando a atenção para que avaliassem, de fato, a eficiência de um jogador e não só a plasticidade de seu jogo. “O basquete é bom agora, mas diferente. São mais performáticos, habilidosos, mas isso não os torna melhores. E Elgin [Baylor] já fazia o que fazem hoje há 30 anos”, concluiu, elogiando seu contemporâneo e companheiro por quatro anos no Los Angeles Lakers.

  • Igor Dourado

    O jogo evolui e as coisas mudam, assim como nosso gosto. O que nos apetecia há 10 anos atrás já não nos agrada mais e talvez o que temos hoje seja distinto e nem por isso pior ou melhor do que no futuro. A beleza do esporte é a competição e as transformações que ocorrem no meio deste processo. O que não dá para acontecer é ficarmos preso em um saudosismo injustificado. Cada época tem seus brilhos e defeitos!

    • William Felton Russell

      De acordo. O esporte é repleto de exemplos desse desenvolvimento, dessa evolução. Ontem vi um dos esportistas que mais admiro perder uma prova na qual ele foi o mais dominante rei, mas ainda assim foi legal. Eu me dei conta de que ele é sim um ser humano, que seu corpo tem sim seus limites, que o tempo chega até para as mais exuberantes lendas.

  • Vitor Martins

    Meia noite em Paris.

  • Jean Brazuna

    E tudo isso, e ele nem foi o melhor da época dele…mas enfim segue o jogo…

    • LETS GO CAVS.

      Como não ? Tá precisando assistir uns documentários sobre basquete.

      • Jean Brazuna

        Bill Russell, ele ganhava campeonatos não apenas jogos, e para quem alegar que ele não tinha bons times, dá uma pesquisada q o cara jogou com lendas como jerry west, elgin baylor entre outros, Russell para mim foi o maior do tempo dele.

    • LETS GO CAVS.

      Quem foi então ? Stephen Curry ?

      • William Felton Russell

        Fui eu!

        • Jean Brazuna

          Bill Russell

        • LETS GO CAVS.

          Não foi mesmo, apesar do Russell ter jogado o fino do basca

      • JOSE MARINHO

        Foi o kerr kkkkkk

        • LETS GO CAVS.

          Pra três.

  • Gabriel De Oliveira Meira

    É verdade, tudo o que vivemos tende a ser melhor do que os outros. Eu joguei rouba bandeira na rua, muleque hoje nem imagina o que seja isto. Costumo dizer que minha infância foi melhor do que as de hoje em dia… Saudosismo puro. Gostei do que disse o técnico do GSW, tudo evolui no mundo, melhora, somente o basquete que não! hehehe

    • William Felton Russell

      Hehehe, S. Kerr tirou uma onda mesmo. Também, pudera, uma hora cansa!

      • JOSE MARINHO

        Kerr tbm comanda um time fraco, né kkkkk como ser saudosismo dirigindo um time como o warriors? Esse warriors veio pra acabar com todo saudosismo kkkkk

        • Vitor Martins

          Não foi só isso, não foi uma declaração espontânea do Kerr. Creio que eles estão se referindo a declaração que o Kerr deu em resposta aos milhares de comentários (de Barkley até Pippen) falando que o Warriors não tinha chance contra os times do passado. Kerr rebateu sarcasticamente falando que eles tinham razão, que o time é ruim, que nada evolui no basquete.

          • JOSE MARINHO

            E so pode ser piada, o warriors de hoje é simplesmente animal, algo que ainda não foi visto ainda, problema do warriors eh ter King jan e no mesmo lapso de tempo, senãoia ser ainda mais desigual.

  • Charles

    Comparações são legais, por mais que em geral sejam saudosistas, ainda mais quando parte de jogadores falando de seus times, de sua época.
    Não vi nenhum absurdo quando o Rasheed disse que o Pistons de 2004 bateria o Warriors de hoje. É meio besta e sem sentido a comparação, mas aquele time foi o último que ganhou um anel sem a presença de um astro no elenco. Defensivamente era um time insano.
    Eu mesmo acho que não venceria, mesmo sendo meu time. Mas a comparação é legal, gera uma treta rsrs
    Daqui a 15 anos vai ter gente relacionada a esse Warriors de hoje dizendo a mesma coisa em relação ao time que dominará (se houver um dominante) neste futuro. E assim seguirá.

    • William Felton Russell

      Concordo, linhas gerais. Esse tipo de comparação é bom só pelo lúdico mesmo. Não dá pra tirar nada de concreto, efetivo, científico disso.

  • Henrique

    O ilusório e tosco mundo dos saudosistas do basquete… Nada evolui. Tudo no passado era melhor. Os arremesssos, tocos, steals, bandejas, dunk’s… tudo regrediu com o tempo. A teconologia na melhora da perfomance? Bobagem, firula de pamonha de universidade. O aprendizado acumulado ao longo das décadas? Coisa de idiota que só fala e não joga…

    Levamos a sério um monte de bobagens ditas por ex-jogadores a respeito disso. Deveriamos ignorar mais esses cara quando falam sobre isso.

    • Tiago

      Não só no basquete. Basta ver algumas declarações de ex- treinadores e ex-jogadores.

      • Vinícius Maia

        Ao mesmo tempo que o saudosismo exagerado é chato, eu entendo o lado dos ex-atletas e ex-treinadores ao tentarem desmerecer as novas gerações. Tomemos como exemplo o Wilt Chamberlain: o cara foi o mais dominante do seu tempo, quebrou recordes, ganhou campeonatos e tudo mais. Você acha que seria fácil para um cara desses admitir que ele foi superado? A maioria dos grandes atletas da história eram/são muito competitivos e para um cara competitivo que foi dominante, deve ser muito difícil admitir que foi superado.

        • Tiago

          Tem esse lado também.

        • Ricardo Stabolito Junior

          E quem pode afirmar que eles foram realmente superados, né? Não tem como colocar jogadores de diferentes épocas no auge em quadra, um contra o outro.

          Logo, para mim, os dois lados têm chances parecidas de estarem certos. Ambos possuem direito de falar. Às vezes, eu acho que condenamos demais os saudosistas.

    • FSilva

      Parece que vc nao conseguiu ignorar o que ele disse…

  • Caseh

    Sempre houve saudosismo e sempre houve anti saudosistas (e sempre haverão). O importante é cada lado respeitar o outro, e segue o jogo.

  • O que foi tornará a ser, o que foi feito se fará novamente; não há nada novo debaixo do sol.
    Haverá algo de que se possa dizer: “Veja! Isto é novo! “? Não! Já existiu há muito tempo; bem antes da nossa época.
    Eclesiastes 1:9,10

    Ausahusahushausa

    • Will

      A história se escreve em espirais descendentes.

  • #SixersWillRuleSoon

    Taí um monstro… Wilt the Stilt!

  • Diego Pereira Dos Santos

    Acho que hoje o jogo é mais eficiente do que antes… portanto , neste quesito melhor. Porém sinto saudade dos variados estilos de arremesos , de bater bola dos jogadores que vinham das ruas… dos Dunks monstruosos e inimagináveis, dos trash talks e rivalidades mais acirradas entres os times. Hj se nego arremessa com a posição das mãos diferente do padrão já não presta pra arremessar, nem vê seu percentual de acerto!

  • Vinícius Maia

    Não sou saudosista e acho que o basquete vem evoluindo continuamente e, ao contrário do que muitos pensam, eu acredito inclusive que mais cedo ou mais tarde, vai surgir alguém que irá superar os feitos de Jordan.

    Mas existe uma coisa das décadas passadas que eu acho melhor do que nós tempos atuais: a competitividade e rivalidade entre os jogadores. Vi um vídeo sobre um treino do Dream team onde falam sobre um treino em que colocaram Magic Johnson e Jordan em times opostos e os dois jogaram como se fosse uma partida de campeonato. Magic estava tentando provar que ainda estava no topo. Jordan aceitou o desafio e jogou para mostrar que ele já tinha tomado o topo.

    Essas rivalidades mais acirradas onde um jogador tenta, a todo custo, mostrar que é melhor, fazem falta.

    https://youtu.be/ht3h4yLgN7I

    • QUE VÍDEO MARAVILHOSO!!!!

    • Eduardo Muniz

      NBA RAIZ !!

    • Nilton Junior

      O jogo hj é muito top, mas o politicamente correto estraga de mais.

    • ldalles12

      E infelizmente esta falta de competitividade e o politicamente correto infla os números dos jogadores. Não querendo tirar o mérito, mas temos o exemplo dos 70 pts do Booker.

      • Vinícius Maia

        Acho que não tem nada a ver uma coisa com a outra. Na década de 90 e inicio dos anos 00, era muito mais comum jogadores com médias de 30 pontos do que nos tempos atuais.

  • Essa blusa do Seattle da foto é uma das mais lindas que já houveram.

  • FSilva

    São dois lados da MESMA MOEDA. Hoje tem varios jogadores que nem acertam lance livre. Se for pra pegar por base os melhores de cada epoca pra mim tem empate. Se for pra falar do basquete em si é logico que sempre se está evoluindo. Mas isso nao quer dizer que seja melhor. Basquete é bola na cesta. Isso se faz hoje ou ha 50 anos atras.

  • dueti

    Eu admiro os jogadores de gerações passadas que mostravam seus talentos sem ter toda essas tecnologias, infraestruturas, esses milhões de salários. As mudanças são fatos que ocorre naturalmente com o tempo, na época do Wilt era uma forma de ver o jogo, 80 já era outro com Magic, Bird, 90 já era outro com Jordan e assim vai até o cenário de hoje, que as estatísticas são muito importantes, os arremessos de 3, etc. Muitos desmerecem e outros gostam de saudosismo, mas que muito queriam ter a oportunidade de ver um Wilt e outros astros de outras épocas jogando.

  • Álvaro S.R.

    Sou um defensor das gerações mais antigas, mas não em relação a técnica ou efetividade dos atletas porque isso evoluiu com o avanço da tecnologia, acho que os jogadores de antigamente eram mais talentosos, mas os caras hoje possuem um preparo físico superior e um treinamento tático/técnico melhor. O jogo evoluiu, ficou mais veloz, mais fluido, porém, perdeu muito em competitividade, antigamente os jogadores davam a vida em quadra, independente de ser temporada regular ou playoffs os caras queriam vencer o tempo todo, hoje em dia poucos caras defendem durante a regular, e menos ainda demonstram vontade de vencer. No mundo perfeito teríamos o jogo como é jogado hoje com a competitividade de antigamente.

    • Stefan Obermark

      Verdade. Eu até penso, em adição ao que foi dito, os atuais sabem que não aguentam atacar e defender extenuantemente por 82 jogos intercalados com viagens extensas é longos períodos fora de casa.
      Me pergunto, se av temporada fosse reduzida, se os jogadores dariam mais sangue.
      Será que jogar só duas vezes com outro time não seria mais interessante esportivamente, em oposição ao que o “business” deseja?

  • Leo #GoCeltics ☘🏆

    Vai ser sempre assim, saudosismo é algo difícil de lidar,todo mundo acha que sua época é melhor

    Qualquer esporte evolui..estatísticas..análises..tecnologia, tudo em favor de melhorar, isso não é demérito de nenhum atleta

  • Steve Mix

    Qundo foi exatamente o ano dessa declaração? “Anos 80” ficamuito subjetivo

© Copyright Jumper Brasil 2007-2017 - Todos os direitos reservados