O início de temporada do Minnesota Timberwolves parece ter deixado sensações um tanto contraditórias. Embora tenha conseguido duas vitórias sobre o badalado Oklahoma City Thunder, a equipe só ganhou três de suas primeiras seis partidas na campanha e todos os triunfos aconteceram por diferença de uma posse de bola. O pivô Karl-Anthony Towns já elegeu um dos culpados pelo rendimento coletivo ainda “tímido”.

“Eu preciso ser mais efetivo em todos os aspectos. Essa equipe procura-me várias vezes por partida e, em minha opinião, não estou entregando o necessário. Tenho que ser um fator determinante. Ainda não estou mostrando o meu melhor e isso é incômodo para mim, então preciso treinar mais e encontrar formas de melhorar”, afirmou o jovem astro, sem impressionar-se com suas atuações até o momento.

Para quem olha só números brutos, a autocrítica de Towns pode soar exagerada. O jogador de 21 anos teve cinco duplos-duplos nos seis jogos do Twolves, registrando médias de 24.8 pontos (com 57.4% de aproveitamento nos arremessos de quadra), 11.8 rebotes e 1.8 tocos. Mas seu desempenho defensivo e nas tentativas de longa distância (30% de conversão em 3.3 tiros por jogo) é o que atormenta o titular de Minneapolis.

“Eu sou um competidor e não desisto. Jogo no mais alto nível que tenho condições a cada noite, sem importar o que o placar mostre. Sim, eu reconheço que preciso melhorar – e estou motivado para isso. Tenho que dar esse passo à frente, não só como um jogador de impacto nos dois lados da quadra, mas como uma liderança para meus companheiros”, cobrou-se Towns, vendo sua postura como algo tão importante quanto seu desempenho em quadra.

Ricardo Stabolito Jr.
Ricardo Stabolito Jr.
Jornalista de 27 anos. Natural de São Bernardo do Campo, mas vive em Salvador há mais de uma década.
  • Pedro Guedes

    Os Deuses do Basquete não podem permitir que o Thibodeau acabe precocemente com a carreira desse monstro.

    Controla os minutos dos jogadores do seu time, fdp!

    • Alex Vilela

      Pois é, meu Thunder agradece kkkkkk

    • Marcos Gordinho

      Rose e Noah eram sugados até o limite por Thibs, e não o vejo mudando. Enquanto a decisão for dele, titulares jogam 48 minutos de 48 minutos possíveis… mais prorrogações.

    • Pedro

      Nunca tinha pensado por esse lado, mas realmente os jogadores que são treinados pelo Thibodeau tem um declinio bem cedo, parece que são sugados mesmo! Acho que o Deng liderou a liga em minutos algumas vezes, e quando fez 30 anos já parecia que era um veterano de 40!

      • Marcelo Desoxi

        Deng parece uma carcaça em quadra, Noah deixou de ser o melhor defensor da liga pra um jogador fodido de lesões e o Derrick Rose uma sombra de jogador

  • Gustavo

    Precisa evoluir como protetor de aro. Têm ferramentas para isso.

  • Yan

    A franca evolução do Porzingis deve estar pesando na cabeça dele, acho que ele deve melhorar defensivamente pois ofensivamente ele é um monstrinho.

    • Rogério Rodrigues

      O que uma coisa tem a ver com a outra?

    • Marcelo Desoxi

      Rapaz, o Letão é monstruoso, mas eles estão em uma prateleira diferente

  • Baiano #PowerForHayward 🐳👴☘

    Tem que melhorar defensivamente, parar de ter os minutos cortados e receber a porra da bola pra resolver o jogo, no lugar do Wiggins.

  • Quando ele veio para NBA, era esperado que se tornasse candidato a DPOY e está muito longe disso. Tem ferramentas para ser um defensor muito superior.

  • Thiago26-NBA

    Deixa para os jogadores de perímetros acertaram as bolas de 3, ou o PF.
    rsrs

  • Luiz

    Uma curiosidade ele detem o streak de maior sequencia de jogos na NBA entre os titulares(nunca perdeu um jogo e foi titular em todos jogos da carreira)

  • Albert Medeiros

    Essa é atitude do melhor jogador de um time….