“Ainda vou surpreender muita gente”, crava Hassan Whiteside

Por Rodrigo Santos

Dois anos atrás, o pivô Hassan Whiteside iria fazer sua estreia na Liga de Desenvolvimento da NBA. Seus parentes viajaram algumas horas de New Jersey até Westchester, em Nova York para ver seu primeiro jogo profissional.

O que era para ser uma ocasião festiva se transformou em um grande baque. Whiteside jogou apenas 30 segundos.

“Partiu o coração dele”, disse Hassan Arbubakrr, pai de Whiteside. “Ele ficou muito mal, tipo: ‘Pai, vocês vieram até aqui para me ver e eu não tive a chance de jogar'”.

Memórias como essa continuam vivas na cabeça de Whiteside com o Miami Heat se preparando para começar os treinos na próxima terça. Agora, o pivô titular do Heat vem fazendo de tudo para não regredir depois da explosão na temporada passada.

“Ele pensa em todas essas coisas que aconteceram com ele e não vai desperdiçar esta oportunidade”, completou Arbubakrr.

Depois de sua saída da liga, o pivô jogou na China e no Líbano até ter mais uma chance no melhor basquete do mundo – e ele aproveitou a aposta do Heat. Com médias de 11.8 pontos e 10 rebotes por jogo, Whiteside se transformou em uma das grandes surpresas da NBA na última temporada.

Uma nova temporada está prestes a começar e a dúvida agora é se Whiteside consegue dar sequência à sua ascensão meteórica. E ele está tranquilo quanto a isso.

“Nunca tem pressão em mim”, diz o pivô. “Muitas pessoas nunca acreditaram em mim mesmo, não espero que comecem agora”.

Leia mais
Tempo de quadra de Whiteside não deve aumentar este ano

Whiteside se diz despreocupado sobre agência livre em 2016
Lenda, Bob Cousy compara impacto de Whiteside a Bill Russell

Treinando duas vezes por dia na American Airlines Arena, Whiteside diz que melhorou seus arremessos e lances livres a fim de continuar surpreendendo.

“Ainda vão ter algumas coisas que as pessoas vão falar: ‘Uau, não sabíamos que ele podia fazer isso'”.

Mais maduro, o filho do seu Hassan e da dona Debby acha que pode se tornar um dos dez melhores pivôs da liga, ajudando o Heat na conferência Leste. Depois de ter treinado com o time da Liga de Verão no início da offseason, o jogador trabalhou com Chris Bosh e Juwan Howard, “uma honra” para o pivô.

“Estou animado”, disse Bosh. “Estou muito animado. Com a explosão que Hassan teve no ano passado e com os poucos jogos que fizemos juntos, dá pra ver a possibilidade de uma grande química entre nós”.

Os únicos relaxamentos para Whiteside nos últimos meses foram duas viagens; uma de nove dias para a Itália com o companheiro de equipe Tyler Johnson e outra de uma semana para visitar a família em Gastonia, na Carolina do Norte.

“No começo, foi meio difícil para eu aceitar”, disse Whiteside sobre a primeira viagem, rindo. “Eu nunca tinha saído do país para me divertir. Era sempre por causa do basquete. Tivemos muito tempo livre”.

A excursão foi seguida por um tempo passado com a família, mais uma lembrança de como sua vida mudou. Nas ruas, era cumprimentado por muitos amigos e parentes, que o chamavam de inspiração.

“Todos me disseram que estavam orgulhosos de mim e que não iriam desistir de seus sonhos”, completou Whiteside. “Estou feliz de ter inspirado tanta gente. É uma benção de uma jornada que eu comecei e quero continuar.”

Gustavo Freitas
Gustavo Freitas
Mineiro de Uberaba, é co-fundador do Jumper Brasil e fã do Boston Red Sox.
  • Juka

    Assim espero lado branco! que vc consiga surpreender pelo lado positivo!

  • Renan Domok

    Parece ser um cara humilde. Merece o sucesso. Tomara que continue evoluindo, porque a NBA carece de especialistas em rebotes e “carregadores de piano”.

  • Augusto Filho

    Um dia vai ser 88 no 2k… Muito humilde…

  • AlysonEGomes

    Se jogar essa temporada o que jogou na temporada passada vai brigar forte pelo DPOY e MIP. Um cara humilde e que se esforça demais. Quem segue ele o instagram deve ver sempre os vídeos dele treinando. A Heat Nation conta com você Hassan!!

    #WeAreHeatNation
    #LetsGoHeat

    • Victor Chittolina

      Mas tem que treinar a mente também, velho. Jogando 15 minutos por partida é difícil ganhar qualquer premiação.

  • jc

    Me agradou muito ver o Whiteside jogando na temporada passada. Cara muito brigador! Espero que cresça ainda mais e cale a boca dos críticos.

  • Gustavo

    Muita gente fala que KD ano que vem pode chegar, mas sinceramente, sou mais apostar agora no Whiteside que com o time de Miami acho que tem grandes chances de chegar ao titulo com todos saudaveis. Obviamente KD é muito mais jogador, porém, Whiteside já esta aqui e pode continuar crescendo como cresceu na temporada passada.

  • Gustavo Almeida

    Novo Jeremy Lin

  • Oberdan Gonzalez

    Sem querer aparecer, mas para mim era óbvio que o Hassan ia virar um bom jogador. Até hoje não entendi como o Kings liberou esse cara. E ele ficou dando sopa por aí um tempão(Aingee vacilão. Era exatamente o que o Boston precisa, por um valor bem baixo)…

  • Rafael Victor

    Temporada de afirmação pro Whiteside, vai ter que jogar tudo que jogou na temporada passada e muito mais pra se afirmar de vez! Boa Sorte! O Whiteside é FODA!

  • FelipeB.

    Não torço contra o jogador, e acho que tem potencial mas não entendo o hype. Pra mim, hoje, a diferença entre ele e o Mahinmi, é que só um é ejetado todo jogo, seja por flagrante dois ou por limite de faltas.

    • pedrokadf

      Ai vc pegou pesado amigão !! #freia

      • FelipeB.

        O cara nunca fez nada, não merece ser tratado como Shaq. O dia que fizer algo, qualquer coisa, vou vir aqui e elogiar sem problemas.

        • pedrokadf

          Ele não fez nada ?
          teve médias de 11.8 pontos, 10.0 rebotes e 2.6 tocos por partida.
          Ficou em 4° lugar dos jogadores q mais evoluíram com bem menos jogos que estes (48 partidas disputadas, apenas 32 como titular)
          Contra o bulls fez um triplo duplo, em apenas 24 minutos de ação ele anotou 14 pontos, 13 rebotes e 12 tocos…
          já teve jogos de 24 pts e 20 rebotes e outro jogo, etc etc…
          Claro q ele não é o novo shaq, mas compara-lo com o ”pobre” Mahinmi, vc está de brincadeira, já está levando pro lado pessoal…

          • FelipeB.

            Lin em 2011/12 teve médias de quase 15 ppg, pouco mais de 6 apg em 35 jogos, com 27 minutos de quadra. Vi esse cara fazer mais de 30 pts em multiplos jogos. Eles tem muito em comum, “passearam” por varios times, d-league, etc. No que o primeiro se tornou? Ja disse, não torço contra o JOGADOR, mas vi torcedores do Miami aqui, nessa offseason, dizendo que tinham que guardar espaço no CAP pra dar contrato máximo. Ta louco! O cara se destacou em um dos piores times da liga ano passado(sim, eu sei dos problemas de lesão). Esse ano, com um time muito melhor, pelo menos no papel, veremos o que ele pode fazer. Ainda não fez nada pra merecer esse hype, e se fizer, mudo minha opinião tranquilo.

          • Victor Chittolina

            Quanto ao contrato máximo, agora ele vai ter uma temporada inteira pra provar que pode ser o pivô dominante que foi na metade final dessa última. Mas precisa estar em quadra por mais minutos, cometer menos faltas e parar de agredir (sim, fisicamente) os adversários.
            Pode ser que ele seja o que esperam dele. A NBA em si sente falta de um bom duelo de pivôs. Não acho que o jogo da NBA mudou tanto. Acho que o small ball que se tem jogado hoje é por falta de um pivô dominante. Eu duvido muito que um treinador arriscaria botar um ala-pivô arremessador pra marcar um Hakeem ou um Shaq.
            A hype que se tem no Whiteside é por causa dessa escassez de bons jogadores na posição. Quase todo mundo que eu conheço e que gosta de basquete, gosta de um jogo bem jogado dentro do garrafão.
            Mas, resumindo: concordo contigo por um lado, Felipe. Não tenho essa hype toda com o Hassan, mas entendo pela conjuntura da NBA na atualidade.

          • É, concordo com essa perspectiva mais pé no chão. Vamos ver.
            Sou torcedor do Miami.
            Acredito que o hype gerado pode abalar muito o Whiteside. Ele tem cabeça fraca, se você o segue no Instagram vê claramente que ele já abraçou a ideia de ser uma surpresa boa para as pessoas, mesmo sem antes ter pisado os pés na quadra. Ele tem uma mente de certa forma infantil, sendo que ele não é nenhum garoto de 20, 23 anos. Gostei do seu ponto de vista mano… as pessoas gostam de criticar quem é contra o senso comum, mesmo quando quem fala é o bom senso

          • Renan

            Concordo plenamente! Mesmo torcendo pro Miami, espero que os números dele caiam um pouco, mais em acordo com sua categoria de jogador, talvez 10 pontos e 8 rebotes por jogo. Contudo, se estourar, será uma grata surpresa, pois ele é mais rápido e habilidoso que Jordan, Howard, Drummond, porém, consegue ser mais burro… 1 Assistência a cada 10 jogos, é osso.

        • AlysonEGomes #HeatNation

          Concordo, Quem é Whiteside comparado aos mitos McGee, Dalembert e Pachulia né?

          • FelipeB.

            O que tem haver? O trio que trouxeram depois do mico do Jordan não da metade do Chandler, e daí? Isso não muda a opinião sobre o Whiteside. Um assunto não tem relação com o outro.

          • Renan

            Dalembert está bem acima destes né… Não o deve ter acompanhado nos 76Ers… Agora, está em fim de carreira.

        • Renan

          Nem tanto ao sol, nem tanto ao mar. Nem deveria citar o nome Shaq na mesma oração que tem Whiteside… Kkkkkk. No entanto, também não é assim, NÃO FEZ NDA. Em sua 1ª temporada jogando regularmente, teve médias de double-double, foi líder em Tocos da NBA e deu 10 tocos em um jogo.

          Este ano, veremos se irá manter, ou se irá cair… Talvez seus números caiam pra 10 pontos, 8 rebotes, 1,5 toco… O que seria mais normal, falando em perspectivas.

      • AlysonEGomes #HeatNation

        Deve ser torcedor do dallas pedro. Sonho com DeAndre Jordan, acordou com McGee e garanto que preferia ter o Whiteside no seu time. Pura inveja 😉

        • pedrokadf

          Só pode ser kkkkkk

    • Rodrigo Santos

      Pela falta de Centers é normal criar esse Hype. Ele tem bola para ser um ótimo jogador para o nível atual da NBA, conseguiu bons números sem jogar tanto assim.
      Só precisa provar que não é o famoso jogador fogo de palha(jogador que todos pensam que será brilhante e no fim era apenas uma enganação)

  • Rodrigo Santos

    2K Boy mostrou bola entrando no meio da temporada em um time com problemas de contusão. É esperado um ano sem loucuras dele, perdeu a cabeça algumas vezes durante a última temporada e precisa estar mais maduro para não comprometer o time.
    Ele é UFA em 2016, se manter o bom nível de jogo será um dos mais visados…

  • Um bom exemplo de como é difícil se manter dentro do mercado da NBA, mesmo após um ano de sólido em termos de impacto defensivo ele continua sendo questionado. Espero que ele trabalhe muito mesmo pelos próximos anos, se não vai voltar para o ostracismo de outros tempos.

  • Se colocar a cabeça mais no lugar, pode melhorar ainda mais esses números…
    vamos ver o que ele fará na próxima temporada

  • Alysson Alberto Elias

    Positiva ou negativamente????? Eis a questão.

  • Victor Chittolina

    Hoje em dia, com a escassez de pivôs dominantes, o Whiteside foi uma grata surpresa. É engraçado que ele parece muito humilde, tranquilo e gente boa, mas desce a lenha e perde a cabeça facilmente nos jogos.
    Não duvido muito que ele se torne um TOP 3 da posição, sinceramente. Mas tem que melhorar a cabeça que, assim, automaticamente melhora o jogo ofensivo e defensivo dele.
    Pode ser fogo de palha, um Jeremy Lin da vida… mas ele tem físico de pivô e adversários que não tem um 5 à altura da história da NBA. Não vemos mais um Shaq, Hakeem, Almirante e Pat Ewing. Hoje ele duela com Cousins, Howard, Drummond, Noah, Marc…
    Dá pra se sobressair.

  • JoaoFJ

    Forte , alto e rápido. Vai ser um baita pivô no futuro , principalmente se treinar bastante sua deficiência.

  • Alisson-Bulls

    Haaaaa mais ou menos.

  • Renan

    É um ótimo jogador… Mas muito burro, consegue ter um QI de Basquete menor que do Howard, ou D. Jordan. Contudo é muito bom protetor de garrafão, alto e forte, além de ter uma mobilidade e habilidade um pouco maiores que os outros pivos de força…
    No entanto, um cara que não consegue dar 1 assistência em 10 jogos, atrapalha muitas vezes o time.
    Pra essa temporada eu reduziria seu tempo de jogo, pois com ele em quadra muito tempo, as possibilidades de jogo do time ficam reduzidas, eis que, além de não passar, 99,9% das bolas que recebe a bola, parte pra dentro (impulsivo e previsível em excesso).
    Ainda, Stoudemire e Bosh devem ajudar e muito em seu desenvolvimento, além do que devem ser a dupla dos momentos decisivos.

    • Hebert Lemos

      você viu todos os jogos de basquete da nba, menos do heat quando hassan jogou.

      • Renan

        Creio que você não tenha visto… Pois, se assistia jogos do Heat, deve ter visto várias entregadas dele e do Chalmers nos momentos finais. Toda bola que ele pega, parte pro garrafão, assim, fica excessivamente prevísivel, e quando a marcação aperta no fim de jogo, fica ainda mais díficil. Mesmo o Howard, não ataca 100% das bolas que recebe, uma ou outra ele volta pro armador, abre pra um ala, etc

        Uma prova disso é que os números dele sempre caem no four quarter, quando a marcaçao aperta. Ainda, na 1ª parte da temporada ele era mantido na última parte, mas depois Spolestra passou a tirá-lo, por conta disso.

    • #LetsGoHeat

      Claro porque o mais importante pra um pivô é ter 8 ast por jogo né

      • Renan

        A questão não é o nº de assistência, mas um Pivô também precisa da qualidade de quando o garrafão estiver fechado, abrir o jogo pra alguém chutar de fora, ou outro jogador infiltrar, pelo menos algumas vezes no jogo.

        Se assistia jogos do Heat, deve ter visto várias entregadas nos momentos finais, pois toda bola que ele pega, parte pra pro garrafão, assim, fica excessivamente prevísivel, e quando a marcação aperta no fim de jogo, fica ainda mais díficil. Mesmo o Howard, não ataca 100% das bolas que recebe, uma ou outra ele volta pro armador, abre pra um ala, etc…

  • RennanLAL

    Essa é a temporada pra provar se ele vai ser um Jeremy Lin da vida que enganou muita gente em pouco tempo ou se vai vingar mesmo em um bom jogador.

  • Pra mim ele já surpreendeu bastante nessa última temporada, pra um cara que em uns 3, 4 anos de NBA ainda não tinha encontrado espaço em franquia nenhuma e chegou tomando conta da posição de pivô no Heat, inclusive com um jogo dando mais de 10 tocos, resta ver se ele se mantém nesse nível ou cresce ainda mais de agora em diante…