Alonzo Mourning e Mitch Richmond são eleitos para o Hall da Fama

[youtube=https://www.youtube.com/watch?v=2LJcOnftxjQ]

Os ex-jogadores Alonzo Mourning e Mitch Richmond foram os principais nomes anunciados nesta segunda como membros da classe de 2014 do Hall da Fama. Além dos dois ídolos da NBA, outros oito candidatos foram escolhidos pelos comitês de seleção para “reforçarem” o templo máximo do basquete neste ano. A cerimônia de introdução dos novos integrantes acontecerá em 08 de agosto, na cidade de Springfield (Massachusets).

“Cada um dos eleitos deste ano deu grandes contribuições ao esporte e serve como inspiração para muitos fãs. Nós estamos ansiosos para homenagear esses novos merecedores membros em nossa cerimônia de introdução”, declarou o presidente do Hall da Fama Naismith Memorial, John L. Doleva. Como sempre, o anúncio foi feito no mesmo dia e local da decisão do Torneio da NCAA, que será disputada nesta noite por Kentucky e Connecticut.

Mourning conseguiu entrar no Hall da Fama em seu primeiro ano de elegibilidade, recebendo a aprovação de (no mínimo) 18 dos 24 votantes do comitê de honra da organização. Richmond, por sua vez, era elegível desde 2008 e havia sido finalista no ano passado sem sucesso. Dois ex-treinadores universitários, Nolan Richardson e Gary Williams, também foram eleitos neste ano por meio da aprovação do comitê de honra.

Os outros seis integrantes da classe de 2014 foram eleitos pelos comitês especiais do Naismith Memorial: o time do início da década de 1970 da Universidade Immaculata (comitê feminino), Bob Leonard (comitê da ABA), Nat Clifton (comitê dos pioneiros afro-americanos), Sarunas Marciulionis (comitê internacional), Guy Rodgers (comitê dos veteranos) e o recém-aposentado comissário da NBA, David Stern (comitê dos contribuidores do esporte).

“Esta classe de 2014 é um grupo altamente distinto de indivíduos que representam várias décadas e eras do basquete. Anualmente, nós seguimos a tradição de reconhecer aqueles que são líderes pelo basquete e este é um ano especial com uma seleção admirável de eleitos”, elogiou Jerry Colangelo, presidente do conselho do Naismith Memorial.

Cinco dos finalistas anunciados pelo Hall da Fama em fevereiro passados não conseguiram a votação necessária para entrarem na classe de 2014: dois ex-técnicos universitários (Harley Redin e Eddie Sutton) e três ex-atletas da NBA (Kevin Johnson, Tim Hardaway e Spencer Haywood).

Confira a lista de eleitos pelo comitê de honra para a classe de 2014 do Hall da Fama:

Alonzo Mourning: Ex-pivô convocado para o Jogo das Estrelas por sete vezes (1994-97 e 2000-02), selecionado para o quinteto ideal da temporada da NBA em uma oportunidade (1999) e com duas indicações para o time ideal de defesa (1999-2000, quando liderou a liga em tocos). Campeão da NBA pelo Miami Heat (2006). Camisa aposentada pela franquia (#33).

Gary Williams: Ex-treinador. A frente da Universidade de Maryland por 21 anos (1990-2011), o técnico levou a instituição a 11 participações consecutivas no Torneio da NCAA (1994-2004) e conquistou o título nacional em 2002. Acumulou 668 vitórias em 1080 jogos como treinador do programa.

Immaculata University: Equipe tricampeã universitária feminina entre 1972 e 74 com recorde acumulado de 60 vitórias e duas derrotas. Primeiro time universitário de mulheres a jogar uma partida televisionada e no Madison Square Garden. Tinha três futuras integrantes do Hall da Fama no elenco: Theresa Shank, Marianne Crawford e Mary Scharff.

Mitch Richmond: Ex-ala-armador presente em seis Jogos das Estrelas (1993-98, MVP da partida em 1995) e três vezes selecionado para o segundo quinteto ideal da NBA (1994-95 e 97). Vencedor do prêmio de calouro do ano da liga em 1989 e campeão pelo Los Angeles Lakers (2002). Teve médias de 21.0 pontos, com quase 39% de conversão nos arremessos de longa distância, em mais de 900 jogos disputados na carreira.

Nolan Richardson: Ex-treinador. Comandou a Universidade de Arkansas a três Final Fours do Torneio da NCAA (1990, 94-95) e um campeonato nacional (94). Ele liderou ainda outras duas instituições (Tulsa e Western Texas) a títulos nacionais de menor expressão. Faz parte do Hall da Fama do basquete universitário e teve carreira com 509 vitórias em 716 partidas.

 

Ricardo Stabolito Jr.
Ricardo Stabolito Jr.
Jornalista de 27 anos. Natural de São Bernardo do Campo, mas vive em Salvador há mais de uma década.
  • rhafaheat

    Aplausos aos dois, mas é claro, que por Zo fico mais feliz!!

    • pedrokadf

      Exato hehe !!

  • fernando

    So faltou o Hardaway

  • Gabriel Almeida

    Fico muito triste pelo Spence Haywood, nem acho que ele foi um cara espetacular e merece ser um HOF indiscutível , mas muita gente que não foi espetacular é.
    Mas esse negocio de todo ano chamar ele e nunca elege-lo é uma puta sacanagem parece que tão zuando com ele.

  • Gabriel Almeida

    Sobre o HOF acho que ta precisando reformular um pouco muito cara médio entrando todo ano. Acho que daqui uns anos ate o Shane Batier vai ser HOF.

    • Ricardo Stabolito Jr.

      Essa é uma impressão geral mesmo. Nada contra Mourning, que precisava entrar em algum momento no HOF mesmo, mas ele ser first ballot é um exagero. Os critérios estão caindo.

  • Mourning, Richmond, KJ medianos? Digitou abobrinhas, meu amigo…

    • Gabriel Almeida

      Acho os 3 muito abaixo de um HOF pra mim o HOF devia ser guardado pra caras espetaculares e estes foram estrelas da liga na sua época mas não HOF.

      • KJ foi simplesmente o 2º. maior jogador da história dos Suns (o 1º. para mim, é o Nash, embora tenha ficado menos tempo na franquia do que o KJ). E Mourning foi um dos pivôs mais dominantes de sua era, mesmo jogando contra caras como Olajuwon, O’Neal, Mutombo, Ewing, Robinson.

      • Gabriel Almeida

        barkley e Westphal foram maiores que KJ, mas enfim. Isso é gosto e o Mourning não foi dominante, não no nível destes outros caras.

  • Mourning pegou a Era de Ouro dos pivôs anos 90, teve sorte de conseguir seu título e Mitch Richmond só lembro dele no Warriors – Run – TMC kkk

  • Aderito

    Se o Mourning e HOF nao vejo porque o Vince Carter, Shawn Marion, Carmelo Anthony, Jermine Oneal entre outros não poderem ser

    • Exatamente o que eu acho.

    • vveiga1

      Só não sei tanto por marion.

    • Espere eles ao menos se aposentarem…

  • Comecei a acompanhar o Miami HEAT, por conta de Tim Hardaway, Zo, Mashburn,P.J. Brown, Lenard, Majerle, ZO era muito Guerreiro em quadra merece estar no HOF!

  • Oberdan Gonzalez

    Pra quem não viu saiba : KJ(Kevin Johnson) foi um MONSTRO na quadra. Jogava muita bola.
    Abs a todos!