Aos 34 anos, Shaun Livingston confirma aposentadoria do basquete profissional

Shaun Livingston está oficialmente aposentado do basquete profissional, a partir dessa sexta-feira. O ex-armador de 34 anos confirmou a decisão de abandonar as quadras em uma postagem no instagram, encerrando trajetória de 14 temporadas e mais de 800 jogos disputados na NBA. Ele agradeceu times, treinadores, atletas, fãs e família pelo incondicional apoio em uma jornada de superação.

“Após 15 anos, eu estou empolgado, triste, agradecido de uma vez só. É difícil para sintetizar todas as emoções necessárias para realizar os seus sonhos. Não era para ter chegado até aqui e só quem derrotou as probabilidades entende o que é preciso para ganhar essa batalha – e isso sem contar, claro, inspirar outras pessoas”, desabafou o tricampeão da NBA pelo Golden State Warriors.

A longevidade da carreira de Livingston é vista como uma das maiores histórias de superação da NBA por conta de uma assustadora contusão que quase forçou a sua aposentadoria em 2007. Ele deslocou a cartilagem, rompeu três ligamentos e teve que tirar o menisco do joelho esquerdo, além de ter deslocado a junta tibiofemural, em uma queda desastrada durante partida do Los Angeles Clippers.

“A lesão deu a chance de provar para mim mesmo e para o mundo inteiro que não iria me deixar ser definido pelas circunstâncias. O que eu terei mais orgulho nessa jornada na NBA é a certeza de que meu caráter, valores e fé foram testados aqui – e superei”, afirmou o veterano, que correu risco de ter a perna amputada e passou meses reaprendendo a andar antes de pensar em retomar a carreira.

Especulava-se que Livingston não estava interessado ainda em parar de jogar, mas a dificuldade para reposicionar-se após ter sido dispensado pelo Warriors levou-o à decisão. Selecionado na quarta posição do draft de 2004, o ex-armador passou por 11 franquias da liga e encerra a trajetória profissional com médias de 6.3 pontos, 2.4 rebotes e 3.0 assistências em 20.6 minutos de ação por noite.

“É difícil colocar em palavras o quão agradecido sou por ter sido treinador de Shaun nos últimos cinco anos. Ele é dono de uma incrível combinação de talento, graça e caráter. Sentirei falta de sua liderança calma, presença, passes e arremessos perto do garrafão. Tenho certeza que só haverá coisas ótimas em seu futuro”, exaltou o técnico do Warriors, Steve Kerr, em nota de agradecimento.

https://www.instagram.com/p/B2W0HYllm6O/?igshid=186i8f7d2v5km