Após morte do melhor amigo, Jaylen Brown diz que se inspirou para grande atuação contra o Warriors

Horas antes do confronto entre Boston Celtics e Golden State Warriors, na última quinta-feira, Jaylen Brown recebeu a notícia de que seu melhor amigo de infância, Trevin Steede, havia falecido em Atlanta, por causa desconhecida. Abalado, Brown chegou a comunicar a Brad Stevens, técnico do Celtics, que não conseguiria atuar contra o Warriors. Contudo, ele foi convencido pela mãe do falecido amigo a jogar no confronto, em memória dele.

Em quadra, o ala de 21 anos liderou o Celtics à emocionante vitória por 92 a 88, sendo o cestinha da partida com 22 pontos. Coincidentemente, esse era o número que Steede usava em sua camisa na época de ensino médio.

“Meu melhor amigo faleceu na noite passada. Foi duro de aceitar isso”, disse Brown após a grande atuação. “Todos estavam meio em choque. Mas eu sei que ele gostaria que eu jogasse hoje. Foi difícil de organizar os pensamentos, mas depois de falar com a mãe e a família dele, eles me inspiraram a sair para jogar”, completou. “Eu não tinha condições de sair para jogar. Eu não queria sair do meu quarto. Mas eles me incentivaram a jogar. E eu saí e joguei com o espírito dele. Meus companheiros de equipe me apoiaram e nós conseguimos”.

No Twitter, Brown também homenageou Steede: “Essa foi para você, cara!! #RIP”, fazendo referência ao desempenho na partida.

Imediatamente após o fim do confronto, o armador Kyrie Irving procurou Brown e lhe deu a bola do jogo. “Kyrie me deu a bola do jogo e disse: ‘Essa foi pelo Trevin’. Isso significou muito para mim”, comentou o jovem ala.

Irving também falou sobre o ocorrido. “Eu sabia desde o início do jogo. Eu lhe dei algumas boas palavras que me foram dadas. Eu perdi pessoas próximas na minha vida. Nunca é bom quando alguém está passando por isso. Você faz o seu melhor para consolá-los e encorajá-los, mas, no fim do dia, isso é sobre a força dentro de si e ele mostrou muito disso nesta noite, sendo capaz de sair e jogar da forma que ele jogou. Eu sabia exatamente para quem a bola do jogo estava indo”, declarou o armador.

Brown, quando foi convidado para jogar basquete pela escola Joseph Wheeler, na Geórgia, ainda não tinha feito amigos. Após “três ou quatro dias” em que ficou solitário nos almoços, foi Steede que o convidou para sentar-se ao seu lado. Desde então, ambos formaram uma sólida amizade, que durava até os dias de hoje.

Nas últimas semanas, um vídeo em que eles se enfrentavam no um-contra-um após um treinamento do Celtics viralizou. Brown predominou no duelo.

Finalmente, o segundo-anista do Celtics agradeceu pelo apoio dos companheiros e de Stevens, que o auxiliaram tanto quanto na vez que Isaiah Thomas perdeu a sua irmã, durante a temporada passada.

O ala Jayson Tatum e o pivô Al Horford também elogiaram publicamente a capacidade de Brown. Ambos citaram que estavam orgulhosos pela atitude do companheiro. Na equipe adversária, Kevin Durant disse que o jovem fez a diferença no jogo, liderando o Celtics a retomar duas vezes a diferença de 17 pontos.

  • Thomazbrasil

    Os JJs de Boston vão dar o que falar!!!

    J. Brown e J. Tatum

  • Marcinho Mueller

    Esse Brown tem um futuro impressionante pela frente, não falo só do basquete que ele joga não. Mas por tudo que eu li dele, o cara é extremamente focado, competitivo, esforçado, buscando sempre melhorar e se aperfeiçoar. Ele tem a mentalidade que todos os grandes jogadores tem. Esse moleque ta de parabéns por tudo que conquistou até aqui e por ser esse exemplo pra todos, não só no meio do basquete. Torço muito por ele

  • Paulo Sérgio

    E o papel de liderança que o Irving tem demonstrado?

  • RL23

    ☘️

  • Enzo Soares

    Emocionante mesmo. Incrível.