O treinador com mais vitórias na história da NBA está curtindo a aposentadoria na calmaria do Havaí. Don Nelson vive no paradisíaco arquipélago desde que saiu do Golden State Warriors, em 2010, de forma muito diferente do que diversos fãs imaginariam. Agora ostentando uma barba, o ex-técnico e atleta da liga gerencia negócios no estado, e até cultiva maconha legalmente em um de seus terrenos.

“Eu tenho uma fazenda, onde crio flores, café e maconha. Recebi a licença médica para cultivo, então sou um produtor legal aqui. Só comecei a fumar há uns quatro anos. Quando os jogadores envelhecem, parece que cada lesão que você já sofreu ‘ressurge’ e a maconha ajuda-me a enfrentar as dores sem analgésicos”, contou o pentacampeão da NBA como atleta do Boston Celtics, na década de 1960.

A substância ainda não é totalmente descriminalizada no Havaí – embora seja de comum produção, discretamente, pelos moradores –, mas trata-se de um estado dos EUA que permite o cultivo e até venda com fins médicos. Nelson diz produzir bem mais do que consome e até criou um nome específico para sua erva, mas garante que sequer pensa na possibilidade de comercializar o excedente.

“Eu realmente só cultivo para uso próprio. Chamo-a de ‘Nellie Kush’ [o apelido do ex-técnico na NBA era ‘Nellie’] e é de ótima qualidade. A planta vem da Índia e o cara que trouxe combinou-a com um outro composto para chegar a essa ‘receita’ única. Eu tenho o bastante aqui para fumar de forma legal e particular, mas acho que nunca venderia”, explicou o integrante do Hall da Fama.

Nelson reconhece ter se afastado cada vez mais do basquete profissional, passando a preocupar-se com seus imóveis e ser organizador de uma das mesas de pôquer mais exclusivas do Havaí – com os atores Owen Wilson e Woody Harrelson como participantes. No entanto, quando o assunto é playoffs, o ex-técnico não precisa estar acompanhando para torcer pelo último time que treinou na NBA.

“Eu não estudei o bastante para fazer uma boa análise. Todos dizem que o Rockets é muito bom, mas, pessoalmente, não gosto de Houston pela rivalidade que travei com eles ao longo dos anos. Torço pelo Warriors, estou na torcida aqui, mas acho que precisam de Stephen Curry totalmente saudável para bater um adversário assim”, concluiu Nelson, do alto da experiência de quem venceu 1.335 partidas como treinador na NBA.

Ricardo Stabolito Jr.
Ricardo Stabolito Jr.
Jornalista de 27 anos. Natural de São Bernardo do Campo, mas vive em Salvador há mais de uma década.
  • Beto #47DiasParaoDraft #MFFL

    Lenda viva!! rs, pena que o filho não tem a mesma competência

    • Fiasco City Tank

      “Torço pelo Warriors, estou na torcida aqui” – Don BeTO

  • xmaah

    Eu queria cultivar para fins comerciais infelizmente não quero ir preso.

  • Rafael Victor

    aposentadoria dos sonhos

    e nessa foto aí o don nelson ta parecendo o bukowski

  • chateadi

    Esse sabe viver

  • Hilton Silva

    Logo ele, o cara que sempre gostou de velocidade!

  • CHAMPaul

    Para sempre, verde.