Artigo: Rose mereceu ganhar o MVP

Aos 22 anos, o armador Derrick Rose, do Chicago Bulls, foi eleito o jogador mais valioso (MVP) da temporada da NBA. Ele superou o pivô Dwight Howard, do Orlando Magic, e o ala LeBron James, do Miami Heat, respectivamente, segundo e terceiro colocados na votação. Rose é o jogador mais jovem a receber o prêmio na história da Liga. Mas, o que está por trás desta escolha? Ele realmente merece a honraria? Howard e James foram injustiçados?

Vamos falar primeiro sobre o desempenho do MVP. Rose liderou o Chicago Bulls a fazer a melhor campanha na temporada regular. O time de Chicago jogou boa parte da temporada sem Carlos Boozer (23 jogos de fora) e Joakim Noah (34 jogos de fora). Quem segurou o rojão? Quem levou o time nas costas? Derrick Rose. Ele foi decisivo para que o Bulls alcançasse a campanha de 62 vitórias e 20 derrotas. Suas médias foram de 25.0 pontos, 4.1 rebotes e 7.7 assistências. Claro que devemos lembrar também do ótimo trabalho do estreante treinador Tom Thibodeau (vencedor do prêmio de melhor técnico do ano), que melhorou a defesa do time, passando de 13a, na última temporada, para a segunda melhor na atual.

Vale destacar também a evolução técnica do jogador. Ele aumentou seu repertório de jogadas, melhorou seu arremesso de média distância, foi mais agressivo nas infiltrações no garrafão adversário – atacou mais a cesta – e passou a arremessar mais e melhor da linha dos três pontos. Na temporada passada, ele arremessava, em média, 0.8 bolas de três por jogo e o seu aproveitamento era de 26.7%. Na atual, ele passou a arremessar 4.8 bolas por partida e o aproveitamento subiu para 33.3%. Além disso, hoje ele é um dos melhores armadores defensivos da Liga. Suas médias em tocos foram de 0.6, a maior entre os jogadores da posição 1.

Lista dos feitos alcançados por Derrick Rose nesta temporada

– Mais jovem a ganhar o prêmio na história da NBA.

– Titular no time do Leste que disputou o All-Star Game deste ano.

– Terceiro jogador nos últimos 30 anos da NBA a conseguir a marca de pelo menos 2.000 pontos e 600 assistências em uma única temporada. Quem foram os outros dois? Michael Jordan e LeBron James.

– Foi o sétimo cestinha e o décimo em assistências. Rose foi o único jogador que ficou no TOP 10 em ambas as categorias. O único jogador da história do Bulls a conseguir isso foi um certo Michael Jordan, que, na temporada 1988/1989, foi o líder em pontos e o décimo em assistências.

– Sétimo jogador na história da Liga a alcançar médias de, pelo menos, 25.0 pontos, 4.0 rebotes e 7.5 assistências, em uma temporada. Os outros seis jogadores a conseguirem tal proeza foram Michael Jordan, Oscar Robertson, Jerry West, Larry Bird, Dwyane Wade e LeBron James.

Os critérios para a escolha do MVP

Vamos comentar agora os critérios da NBA para a escolha de MVP da temporada, que sempre rendem discussões e polêmicas. Se o critério fosse apenas as estatísticas, LeBron James merecia ter ganhado o troféu. Ele teve médias de 26.7 pontos, 7.5 rebotes e 7.0 assistências. Até o ala-pivô Kevin Love, do Minnesota Timberwolves (time que fez a pior campanha da temporada), teria chances por esse critério.

Se acrescentarmos às estatísticas o poder de decisão, talento individual, liderança, Kobe Bryant seria o primeiro nome lembrado. Então, se fosse para comparar individualmente, Rose não seria páreo para Bryant e James, os dois jogadores mais talentosos da NBA já há algum tempo. Rose, na minha opinião, nem é o melhor armador da Liga (Chris Paul e Deron Williams são os melhores da posição, na opinião deste colunista). Aliás, Rose é um combo guard (jogador que pode atuar tanto na posição 1 quanto na 2 e que se preocupa mais em fazer cestas do que passar a bola).

Mas o detalhe é que o prêmio também envolve outros fatores. Pesa muito o fato de o jogador ter liderado a equipe que fez a melhor campanha da temporada. De 2003 para cá, apenas dois jogadores que ganharam o MVP não estavam no time de melhor campanha da temporada regular: Steve Nash, do Phoenix Suns (quarta melhor campanha), em 2006; e Kobe Bryant, do Los Angeles Lakers (terceira melhor campanha), em 2008. Para a NBA e os jornalistas dos Estados Unidos e Canadá que têm direito ao voto, o MVP é a referência da equipe que se destacou na temporada regular, aquele jogador que foi fundamental para que seu time fosse alçado ao posto de um dos favoritos ao título.

LeBron James, apesar das ótimas estatísticas, não é a referência do Heat. Ele divide o posto de astro da equipe com Dwyane Wade, que teve médias de 25.5 pontos, 6.4 rebotes e 4.6 pontos. Já Dwight Howard é a referência do Orlando Magic. O pivô teve médias de 22.9 pontos, 14.1 rebotes e ainda levou o prêmio de melhor defensor da temporada (pelo terceiro ano seguido). Então, por que ele não ganhou o MVP? Simples, o Magic fez a quarta melhor campanha da Conferência Leste. Howard não levou sua equipe ao topo. Se o time de Orlando tivesse feito a melhor campanha, provavelmente o prêmio seria dado a Howard. Rose levou o Bulls ao topo. Ele foi o jogador mais valioso da equipe. Não dá para negar que ele foi o grande responsável, dentro de quadra, pela ótima campanha do time de Chicago.

Há quem diga que o vencedor do MVP desta temporada seja produto da mídia. Bobagem. A imprensa sempre vai ter seus jogadores preferidos. Esse tipo de colocação desmerece o talento do atleta, o que ele fez durante a temporada. Rose não ganhou o prêmio porque é o “queridinho” da imprensa. Ele teve méritos, foi decisivo, liderou o time de melhor campanha da temporada, mostrou um jogo de alto nível, teve ótimas estatísticas, alcançou marcas. Os números de Rose, que apresentei acima, comprovam isso. E ele tem apenas 22 anos… Ainda tem muito a evoluir…

Confira as dez melhores jogadas de Derrick Rose na temporada.

[youtube=http://www.youtube.com/watch?v=jazZWXqiVBQ]

Gustavo Lima
Gustavo Lima
Jornalista graduado pela UFMG e pós-graduado em Produção em Mídias Digitais pela PUC-MG. Natural de Ipatinga e residente em BH. Editor do Jumper Brasil desde 2007. Acompanha a NBA desde 1993. Torcedor do Phoenix Suns, mas adepto da imparcialidade.