Para disputar títulos, Anthony Davis pede para ser trocado pelo Pelicans

Os dias de Anthony Davis como atleta do New Orleans Pelicans parecem estar próximos do fim. De acordo com Adrian Wojnarowski, da ESPN, os representantes do astro informaram aos executivos da franquia que seu cliente não tem intenção de assinar uma extensão contratual na próxima offseason e deseja ser trocado. A informação foi confirmada, horas mais tarde, pelo empresário Rich Paul.

“Anthony quer ser negociado para um time que permita-lhe ter chances de vencer constantemente e competir por títulos. Ele planejou ser honesto e claro sobre suas intenções e, por isso, informou-as com essa antecedência. Essa decisão é a melhor para os interesses futuros tanto do jogador, quanto da organização”, afirmou Paul, em declaração concedida à ESPN na manhã desta segunda-feira.

Em uma atitude pouco usual, o Pelicans emitiu uma nota oficial confirmando que a notícia. “Embora estejamos decepcionados com a decisão, a franquia reafirma sua prioridade em trazer um título para a cidade de Nova Orleans e construir um time que possa trazer sucesso em longo prazo. Informamos ainda que, além disso, nós já solicitamos que a NBA reforce as regras contra aliciamento”, declarou.

Davis chegou a contar que discordava de decisões dos dirigentes da Louisiana na última offseason, quando nem tentaram as renovações de contrato de DeMarcus Cousins e Rajon Rondo. Coincidentemente, meses depois, ele decidiu trocar de representação e contratou Paul – líder da Klutch Sports e controverso por ser um amigo próximo, sócio e empresário de LeBron James, do Los Angeles Lakers.

Várias franquias pretendem, pelo menos, entrar em contato com o Pelicans para entender possíveis condições para uma troca. Wojnarowski apurou que, diferente do que muitos fãs imaginavam, o astro não colocou pressão na direção da equipe pelo fechamento de um negócio rápido e, inicialmente, uma transação só deverá ser finalizada na próxima offseason.

O Lakers e o Boston Celtics são dois declarados interessados no craque de 25 anos, mas só os angelinos poderiam fechar uma negociação com o Pelicans nesta temporada. Pela chamada “Rose Rule”, o time de Massachussets só terá condições de adquirir Davjs quando o vínculo de Kyrie Irving expirar. Um possível “azarão” para surpreender e acabar contratando o pivô seria o New York Knicks.

Em sua sétima temporada em Nova Orleans, Davis possui contrato até junho de 2020. Ele seria elegível, porém, para uma extensão de US$240 milhões por cinco anos – a maior da história da liga – dentro de alguns meses. Nesta campanha, o postulante ao prêmio de MVP da liga acumula médias de 29.3 pontos, 13.3 rebotes, 4.4 assistências e 2.6 tocos em cerca de 37 minutos de ação por noite.