Big Three decide na prorrogação e Heat fica perto da final da NBA

O Miami Heat deu um grande passo rumo à segunda final de NBA de sua história. Jogando diante de sua torcida e contando com o poder de decisão de seu Big Three na prorrogação, o time da Flórida derrotou o Chicago Bulls por 101 a 93 e abriu 3 a 1 na série. O Heat está a apenas uma vitória de ganhar a Conferência Leste. As duas equipes voltam a se enfrentar na próxima quinta-feira, dia 26, às 21h30 (horário de Brasília), desta vez em Chicago.

Assim como aconteceu nos outros jogos da série, o primeiro tempo foi marcado pelo equilíbrio. O Bulls venceu por 46 a 44 graças a sua ótima defesa.  Bem marcado, o Heat converteu apenas 13 arremessos em 36 tentativas, um aproveitamento de 36.1%. O terceiro quarto continuou equilibrado. O trio Derrick Rose, Luol Deng e Carlos Boozer anotou 19 dos 22 pontos do time de Chicago no período. Já a dupla LeBron James e Chris Bosh marcou 16 dos 19 pontos do Heat. O Bulls foi para o último quarto com uma vantagem de cinco pontos: 68 a 63.

No período final, o time de Miami contou com a atuação inspirada do reserva Mike Miller, que marcou nove pontos, para encostar no placar. Até então, o astro Dwyane Wade fazia uma partida discreta. O fim de jogo foi eletrizante. A oito segundos do fim, o placar apontava 85 a 85. O Heat tinha a posse de bola, mas LeBron James cometeu uma falta de ataque e a bola voltou a ser do Bulls. Na sequência, Derrick Rose teve a chance de matar o jogo, mas errou o arremesso de média distância e a partida foi para a prorrogação.

No tempo-extra, o Big Three deu as cartas, marcando todos os 16 pontos do Heat. O outrora apagado Wade foi decisivo ao dar dois tocos sensacionais em Rose e Deng. O time de Chicago ainda cometeu três erros no ataque e o Heat fechou o jogo sem muitas dificuldades. Bem marcado por James, Derrick Rose ficou zerado na prorrogação.

LeBron James foi o cestinha da partida, com 35 pontos. Ele ainda pegou seis rebotes, distribuiu seis assistências e deu três tocos. Chris Bosh contribuiu com 22 pontos. Já Dwyane Wade anotou 14 pontos (seis deles na prorrogação) e deu três tocos. O reserva Mike Miller entrou bem, marcando 12 pontos e pegando nove rebotes.

Pelo Bulls, o cestinha foi Derrick Rose, com 23 pontos. Ele ainda distribuiu seis assistências, mas cometeu sete erros. Rose acertou apenas oito arremessos de quadra em 27 tentativas. Carlos Boozer foi o único em quadra a conseguir o duplo-dígito: 20 pontos e 11 rebotes. Luol Deng contribuiu com 20 pontos e oito rebotes. Joakim Noah, um leão no garrafão, pegou 14 rebotes (seis deles no ataque) e distribuiu seis assistências.

Confira os melhores momentos da partida.

[youtube=http://www.youtube.com/watch?v=7jmnO1LJ3YY&feature=feedu]

Gustavo Lima
Gustavo Lima
Jornalista graduado pela UFMG e pós-graduado em Produção em Mídias Digitais pela PUC-MG. Natural de Ipatinga e residente em BH. Editor do Jumper Brasil desde 2007. Acompanha a NBA desde 1993. Torcedor do Phoenix Suns, mas adepto da imparcialidade.