Blake Griffin é trocado para o Pistons

O mercado da NBA ficou agitado na noite desta segunda-feira com a surpreendente negociação fechada entre Detroit Pistons e Los Angeles Clippers. De acordo com o repórter Adrian Wojnarowski, da ESPN, o ala-pivô Blake Griffin está a caminho de Detroit.

Segundo a publicação, o Clippers vai receber o ala Tobias Harris, o ala-armador Avery Bradley, o pivô Boban Marjanovic e duas escolhas de draft – uma de primeira rodada protegida até a quarta escolha, e outra de segunda rodada do recrutamento de 2019. Além de Griffin, o pivô Willie Reed e o ala-pivô Brice Johnson vão defender o Pistons.

Vale lembrar que, na última offseason, Griffin assinou uma extensão contratual no valor de US$171 milhões, válida por cinco temporadas. Primeira escolha do draft de 2009, o ala-pivô de 28 anos se junta a Andre Drummond para formar uma das melhores duplas de garrafão da liga.

A intenção do Pistons, que vem de uma série negativa de oito partidas, é buscar uma vaga nos playoffs. A equipe dirigida por Stan Van Gundy, que chegou a ficar no topo do Leste, hoje é apenas a nona colocada da conferência, com 22 vitórias em 48 partidas.

Já o Clippers, de acordo com Wojnarowski, planeja reconstruir o elenco, mas sem deixar de ser competitivo. O armador Lou Williams e o pivô DeAndre Jordan deverão ser os próximos a deixarem a equipe. O time angelino espera obter escolhas de draft e jogadores jovens pela dupla.

Contratos dos jogadores envolvidos na negociação

Blake Griffin: US$ 132 milhões até 2020 e uma player option de US$39 milhões na temporada 2021/22
Willie Reed: expirante de US$1.4 milhão
Brice Johnson: expirante de US$1.3 milhão

Tobias Harris: US$30.8 milhões até o final da próxima temporada
Boban Marjanovic: US$14 milhões até o final da próxima temporada
Avery Bradley: expirante de US$8.8 milhões

Gustavo Lima
Gustavo Lima
Jornalista graduado pela UFMG e pós-graduado em Produção em Mídias Digitais pela PUC-MG. Natural de Ipatinga e residente em BH. Editor do Jumper Brasil desde 2007. Acompanha a NBA desde 1993. Torcedor do Phoenix Suns, mas adepto da imparcialidade.