Blazers acerta nova extensão e permanência de C.J. McCollum até 2024

C.J. McCollum já estava garantido no elenco do Portland Trail Blazers até 2021, mas isso não foi o bastante para a equipe. De acordo com Adrian Wojnarowski, da ESPN, a franquia do Oregon fechou a extensão prévia do contrato do ala-armador, no valor de US$100 milhões por três temporadas. O vínculo, duração e valores já foram confirmados pelo empresário do atleta, Sam Goldfeder.

Uma das referências do time e ídolo local, o jogador de 27 anos tornou-se elegível para o alongamento do vínculo no sábado passado. Desde então, o gerente-geral Neil Olshey estava em negociações com o agente do arremessador para garantir sua permanência em longo prazo. O novo acordo fará com que ele arrecade um total de US$157 milhões em salários até junho de 2024.

“C.J. é uma das peças fundamentais da nossa organização e uma parte crítica de nosso futuro. Essa extensão representa o forte nível de comprometimento entre ele, nós e a cidade de Portland”, declarou Olshey à ESPN. McCollum fez parte da pré-convocação da seleção dos EUA para a Copa do Mundo FIBA desse ano, mas pediu dispensa para dedicar-se à preparação de sua equipe.

A negociação bem-sucedida assegura que a dupla de armação formada pelo ala-armador e Damian Lillard, líderes do elenco que chegou às finais do Oeste na temporada passada, fique no Blazers até o meio da próxima década. No início da offseason, a franquia já havia acertado a extensão prévia do contrato do craque para que permaneça no Oregon até 2025.

Selecionado com a 10ª escolha do draft de 2013, McCollum disputou as suas seis temporadas e mais de 400 jogos na liga com a camisa do Blazers. É comum vê-lo indicado como um dos melhores jogadores da NBA a nunca terem sido escolhidos para um Jogo das Estrelas. Ele registra 17.8 pontos (com 40.1% de conversão nos arremessos de longa distância), 3.1 rebotes e 2.9 assistências na carreira.

Ricardo Stabolito Jr.
Ricardo Stabolito Jr.
Jornalista de 27 anos. Natural de São Bernardo do Campo, mas vive em Salvador há mais de uma década.