Brad Stevens elogia Jae Crowder: “Jogador versátil”

Por Rodrigo Santos

Depois de ter chegado ao Boston Celtics durante a última temporada, o ala Jae Crowder assinou na última offseason um contrato de US$35 milhões por um período de cinco anos e agora está muito mais confortável. O técnico Brad Stevens também está confortável quando o assunto é o ala de 25 anos.

“Com Jae, você percebe que mesmo sabendo o conforto de ter um contrato longo ele vai jogar da mesma forma,” disse Stevens depois do primeiro treino do Celtics para a próxima temporada. “Ele é um cara competitivo. Ele quer ir bem”.

Entrando em sua quarta temporada na NBA, Crowder já está notando diferenças de atuar pela franquia de Massachusetts.

“É totalmente diferente,” disse o jogador. “Eu estou estável. Estou em casa agora. Me sinto em casa. Estou pronto para jogar, dar aos torcedores meu máximo. O feedback que eu recebi nessa cidade tem sido inacreditável. Quero continuar deixando esses caras orgulhosos de mim, melhorando como um jogador e queremos melhorar como um time”.

Apesar de dinheiro não ser tudo, Crowder reconhece a segurança financeira que terá com seu novo contrato, especialmente pelo período da vigência.

“Como um jogador, você quer estar seguro. Como um pai de família, você quer estar seguro. Você quer estar estável”, afirmou. “Eu passei pela troca e foi um furacão pra mim. Muita coisa estava acontecendo, tive que acalmar tudo. Agora sabendo que estou aqui, é um sentimento muito melhor. Posso, realmente, só jogar basquete. Não me preocupar com mais nada. É isso que estou fazendo”.

As coisas começaram a mudar para Crowder quando ele chegou em Boston na troca envolvendo Rajon Rondo e começou a trabalhar com Stevens. Ele diz que no Dallas Mavericks era orientado a ficar aberto e ajudar a espaçar. Agora ele deve participar das ações. E se não tiver ação, ele cria.

“O técnico quer trabalhar comigo,” garantiu o ala. “Ele gosta do que eu trago diariamente. Ele acredita em mim e a cidade acredita em mim. É um sentimento ótimo”.

Para Stevens também. O treinador sabe que independente do esquema que estiver sendo usado, mais alto ou mais baixo, Crowder consegue se encaixar.

“Ele é um jogador versátil,” afirmou Stevens. “Ele pode jogar como ala-armador, ala e ala-pivô. Na última temporada, houve momentos em que ele marcou armadores e outros em que ele marcou pivôs. Eu falo isso faz tempo: quanto mais versátil você for, melhor. E, a não ser que você seja um especialista, quanto mais posições você marcar, mais valioso você é. Ou seja, ele vai jogar. Por causa dessa versatilidade”.

Gustavo Freitas
Gustavo Freitas
Mineiro de Uberaba, é co-fundador do Jumper Brasil e fã do Boston Red Sox.
  • Uncle Drew

    Faltam 29 dias pro inicio da temporada regular!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
    https://twitter.com/BreHenrique_/status/622028131575197700
    Grazadels tá chegando a hora, hoje tem as apresentações dos jogadores – o famoso Media Day – do OKC, 13:30 horário de Brasília, Cleveland Houston Suns, 14:00, Dallas, 15:00, Portland, 16:00. Chega logo NBA!

  • Anderson Tomás

    Muita intensidade em seu jogo. Os Celtas gostam disso…

  • Crowder é o típico role player que todo time precisa, Stevens está sabendo utilizá-lo da melhor forma nos verdes e tirar o melhor do potencial dele…