Brasil joga mal, é atropelado pela República Tcheca e se complica na Copa do Mundo

O Brasil não repetiu as boas atuações da primeira fase da Copa do Mundo, no duelo deste sábado contra a República Tcheca. Dominado desde o início da partida, a seleção brasileira foi derrotada por 93 a 71 e se complicou por uma vaga nas quartas de final da competição. 

A defesa brasileira sofreu o tempo todo com a movimentação constante dos tchecos e não criou muita coisa no setor ofensivo diante da marcação por zona dos europeus. Perdido, o técnico Aleksandar Petrovic não conseguiu encontrar a formação ideal para pelo menos fazer um jogo mais equilibrado contra a inspirada República Tcheca.

Maestro de sua seleção, o armador Tomáš Satoranský foi o grande nome do duelo, com 20 pontos, nove assistências e sete rebotes. Outro jogador tcheco que chamou a atenção foi o pivô Ondřej Balvín, que alcançou um  duplo-duplo: 15 pontos e 11 rebotes.

Pelo Brasil, que teve uma atuação coletiva ruim, o cestinha foi o ala-armador Vítor Benite, com 12 pontos. O aproveitamento da seleção brasileira no perímetro foi sofrível (30%), com apenas oito acertos em 27 arremessos. 

Caso tivesse vencido os tchecos, o Brasil teria garantido a classificação antecipada para as quartas de final da Copa do Mundo, já que, no jogo de fundo, os EUA bateram a Grécia por 69 a 53. Com os resultados deste sábado, as quatro seleções do grupo seguem com possibilidades de classificação.

Para chegar às quartas, a seleção brasileira vai precisar, de qualquer maneira, vencer os Estados Unidos, que ainda não perderam no torneio. Na última rodada, em caso de triunfo da Grécia sobre os tchecos, uma vitória por qualquer placar contra os norte-americanos bastará para o Brasil se classificar. Mas em caso de vitória da República Tcheca, a seleção canarinho teria que vencer os EUA por pelo menos 22 pontos de vantagem. Se perder, o Brasil estará eliminado da Copa e sem a vaga olímpica (haverá uma segunda chance no pré-olímpico mundial do ano que vem). 

As quatro seleções voltam à quadra nesta segunda-feira para a rodada decisiva. Às 5h30 (horário de Brasília), a Grécia enfrenta a República Tcheca e, às 9h30, o Brasil tem um jogo de vida ou morte contra os Estados Unidos. Ambas as partidas terão a transmissão do SporTV 2.

 

Brasil (71)
Vítor Benite: 12 pontos; 23 minutos
Marcelinho Huertas: 11 pontos e seis assistências; 17 minutos
Leandrinho Barbosa: 11 pontos; 18 minutos

República Tcheca (93)
Tomáš Satoranský: 20 pontos, sete rebotes, nove assistências, três roubos de bola, dois tocos e 7-10 nos arremessos de quadra
Ondřej Balvín: 15 pontos, 11 rebotes e 7-9 nos arremessos de quadra
Patrik Auda: 14 pontos e quatro rebotes
Jaromír Bohačík: 12 pontos e quatro rebotes

Resultados da sexta-feira

Grupo I: Polônia 79 x 74 Rússia / Argentina 87 x 67 Venezuela (Polônia e Argentina classificadas) 
Grupo J: Sérvia 90 x 47 Porto Rico / Espanha 67 x 60 Itália (Sérvia e Espanha classificadas)

Outros jogos deste sábado

Grupo K: Estados Unidos 69 x 53 Grécia
Grupo L: Austrália 82 x 76 República Dominicana / França 78 x 75 Lituânia (Austrália e França classificadas)