#BrazilianWeek – Edição 5

Toronto Raptors centre Lucas Nogueira (92) dunks as Los Angeles Lakers guard Jordan Clarkson (6) looks on during first half NBA basketball action in Toronto on Friday, December 2, 2016. THE CANADIAN PRESS/Frank Gunn

Todas às segundas-feiras, Jumper Brasil dedica uma coluna especificamente aos jogadores brasileiros na NBA. Nosso articulista Gabriel Farias vai trazer as estatísticas da semana, analisar desempenhos e ranquear os jogadores ao longo da temporada. Este é o nosso ponto de encontro para discutir os nove representantes do país na maior liga de basquete do planeta.

Enriqueçam a discussão e deixem suas sugestões nos comentários para que possamos melhorar cada vez mais esse novo espaço do site. Então, segue nosso quinto #BrazilianWeek da temporada 2016-17:

#1 Nenê Hilário (Ala-pivô, Houston Rockets)

Médias na semana: Quatro pontos, quatro rebotes, um toco e 25% de aproveitamento nos arremessos em um jogo
Médias na temporada
: 7.6 pontos, 3.6 rebotes, 0.9 assistências e 57% de aproveitamento nos arremessos em 16 jogos

Nenê Hilário foi poupado de duas das três partidas do Houston Rockets na última semana. Quando atuou, o brasileiro foi mal nos arremessos de quadra, acertando apenas dois em oito tentativas. O técnico Mike D’Antoni deve continuar poupando Nenê durante toda a temporada, e o pivô já deve se preocupar com seu tempo de quadra com o jovem Montrelz Harrell ganhando espaço em formações mais baixas.

#2 Lucas Nogueira (Pivô, Toronto Raptors)

https://www.youtube.com/watch?v=OIYVBHfM_QU

Médias na semana: 8.5 pontos, 4.3 rebotes, 1.8 tocos, dois roubos de bola e 86% de aproveitamento nos arremessos em quatro jogos
Médias na temporada
: 4.9 pontos, 4.1 rebotes, 1.9 tocos e 77 % de aproveitamento nos arremessos em 14 jogos

Lucas Bebê continua como melhor opção defensiva para o garrafão do Toronto Raptors. O pivô registrou pelo menos um roubo de bola e um toco em cada uma das quatro vitórias consecutivas do time canadense. Seja no garbage time ou dentro da rotação principal, Bebê tem mostrado toda sua energia dos dois lados da quadra, anotando 13 e 11 pontos nos últimos dois jogos respectivamente, marcas que só não superam os 14 pontos alcançados na temporada passada.

#3 Leandro Barbosa (Ala-armador, Phoenix Suns)

Médias na semana: Quatro pontos, um rebote, uma assistência e 40% de aproveitamento nos arremessos em dois jogos
Médias na temporada
: 4.8 pontos, 1.3 rebotes, 1.2 assistências e 45% de aproveitamento nos arremessos em 19 jogos

Mais uma vez, o tempo de quadra de Leandrinho ficou dependente de seu aproveitamento nos arremessos de quadra. Contra o Atlanta Hawks, o brasileiro atuou por 13 minutos com 50% de acerto nos tiros gerais em oito tentativas. Contra o Golden State Warriors, Leandrinho não conseguiu pontuar e, apesar do extenso garbage time, jogou apenas seis minutos.

#4 Anderson Varejão (Pivô, Golden State Warriors)

Médias na semana: Zero pontos, dois rebotes e uma assistência em um jogo
Médias na temporada: 1.8 pontos, 1.8 rebotes e 0.8 assistências em seis jogos

Com apenas uma das três partidas do Golden State Warriors definida no terceiro período ou menos, Anderson Varejão atuou por apenas quatro minutos contra o Phoenix Suns, entrando em quadra quando seu time vencia por 28 pontos.  Excluindo qualquer contusão no quinteto titular, Varejão só será utilizado por Steve Kerr para finalizar partidas vencidas antes do último período.

#5 Cristiano Felício (Ala-pivô, Chicago Bulls)

Médias na semana: Três pontos, quatro rebotes, um toco e 33% de aproveitamento nos arremessos em um jogo
Médias na temporada: 2.2 pontos, 3.2 rebotes e 37% de aproveitamento nos arremessos em doze jogos

O passeio sofrido pelos titulares do Chicago Bulls no primeiro quarto contra o Dallas Mavericks permitiu que Cristiano Felício atuasse por quase 15 minutos após não jogar em duas partidas seguidas. Durante a semana, Felício foi enviado para a D-League, mas não participou de qualquer partida do Windy City Bulls.

#6 Marcelinho Huertas (Armador, Los Angeles Lakers)

Médias na semana: 1.7 pontos, três assistências e 33% de aproveitamento nos arremessos em três jogos
Médias na temporada: 1.4 pontos, um rebote, 2.7 assistências e 28% de aproveitamento nos arremessos em nove jogos

A semana de Marcelinho Huertas estava prestes a terminar da mesma forma que todas as outras: Poucos minutos ou pouca qualidade demonstrada. Porém, o brasileiro finalmente aproveitou a lesão de D’Angelo Russell para mostrar o basquete que surpreendeu muitos na temporada passada. Foram sete assistências em 14 minutos de jogo contra o Memphis Grizzlies. Demonstrar sua qualidade de passador com poucos minutos em quadra é uma missão difícil para Huertas, uma vez que o técnico Luke Walton parece preferir os pontos de Lou Williams e Jordan Clarkson vindos do banco.

#7 Raul Neto (Armador, Utah Jazz)

Médias na semana: Três pontos e 100% de aproveitamento nos arremessos em um jogo
Médias na temporada
: 1.6 pontos, 0.2 rebotes, 0.2 assistências e 62% de aproveitamento nos arremessos em oito jogos

Com as ausências de George Hill e Rodney Hood, e a péssima partida do australiano Dante Exum, Raul Neto conseguiu participar de sete minutos na apertada derrota do Utah Jazz para o Miami Heat. O brasileiro acertou seu único tiro de longa distância no jogo, mas o Jazz sofreu 12 pontos a mais com o armador em quadra. Os armadores Goran Dragic e Tyler Johnson somaram 15 pontos enquanto Raulzinho jogou.

#8 Bruno Caboclo (Ala, Toronto Raptors)

Médias na semana: Não atuou
Médias na temporada
: Um ponto, 1.3 rebotes, uma assistência e 33% de aproveitamento nos arremessos em três jogos

Após registrar médias de 7.5 pontos, cinco rebotes, um roubo de bola, um toco e 32% de aproveitamento nos arremessos de quadra em dois jogos pelo Raptors 905, da D-League, Bruno Caboclo retornou ao time principal e finalmente entrou em quadra. Com uma semana impecável dos titulares, Caboclo entrou no garbage time em três das quatro vitórias do Toronto Raptors. Com média de 3.8 minutos, o ala conectou seu primeiro arremesso da temporada contra o Los Angeles Lakers, e conseguiu pegar três rebotes contra o Atlanta Hawks, melhor marca em seus 17 jogos na NBA.

#9 Tiago Splitter (Ala-pivô, Atlanta Hawks)

Médias na semana: Não atuou
Médias na temporada
: Não atuou

Tiago Splitter continua sua recuperação por conta de uma contusão na panturrilha. De acordo com as expectativas do Atlanta Hawks, o brasileiro deve ser liberado em cinco semanas.

  • Felipe Monteiro

    Com a contusão do Calderon somado à já rotineira ausência de D´Lo, Huertas deverá ser o titular hoje contra o Jazz. Boa sorte a ele!!

  • Renato Neira

    Torço muito pelos nossos brazucas, mas a temporada não tem sido boa com eles.
    Espero melhor sorte antes dos playoffs

  • David Ribeiro

    Me vê 1 real de tempo de quadra pra Felício, por favor!

  • Georginho tem todo o estilo de armador da NBA (e com mais recursos que Cabloco), deve ser o futuro do Brasil na NBA

  • Vinícius Maia

    “Após registrar médias de 7.5 pontos, cinco rebotes, um roubo de bola, um toco e 32% de aproveitamento nos arremessos de quadra em dois jogos pelo Raptors 905, da D-League.”

    Com esses números na D-League, duvido muito que Caboclo se torne alguma coisa na liga. Deve ser dispensado mais cedo ou mais tarde. Já li em diversos lugares que Caboclo foca muito seu jogo no perímetro, principalmente nos arremessos de três, enquanto muitos vêem nele potencial para desenvolver um bom jogo próximo a cesta. É uma pena que apenas ele não enxergue isso e insista em ser um arremessador.