#BrazilianWeek – Edição 9

Todas às segundas-feiras, Jumper Brasil dedica uma coluna especificamente aos jogadores brasileiros na NBA. Nosso articulista Gabriel Farias vai trazer as estatísticas da semana, analisar desempenhos e ranquear os jogadores ao longo da temporada. Este é o nosso ponto de encontro para discutir os nove representantes do país na maior liga de basquete do planeta.

Enriqueçam a discussão e deixem suas sugestões nos comentários para que possamos melhorar cada vez mais esse novo espaço do site. Então, segue nosso nono #BrazilianWeek da temporada 2016-17:

#1 Nenê Hilário (Ala-pivô, Houston Rockets)

Médias na semana: 9.8 pontos, 2.8 rebotes, 1.3 assistências, 1.3 roubos de bola e 72% de aproveitamento nos arremessos em quatro jogos
Médias na temporada
: 7.4 pontos, 3.7 rebotes, 0.8 assistências e 58% de aproveitamento nos arremessos em 34 jogos

Titular em duas das quatro partidas do Houston Rockets desde a virada do ano, Nenê teve uma semana acima de sua média graças ao aproveitamento de 72% nos arremessos de quadro. Contra o Oklahoma City Thunder, Nenê acertou todos os seis tiros de quadra e ainda adicionou mais seis pontos da linha de lance livre, dois deles decisivos para a vitória da equipe. Os 18 pontos anotado garante a melhor marca da temporada. Com a sequência de triplos duplos do armador James Harden, o brasileiro ficou abaixo de sua média nos rebotes, mas nada que o tire do posto de melhor brasileiro na NBA.

#2 Lucas Nogueira (Pivô, Toronto Raptors)

https://www.youtube.com/watch?v=ITrzcMHfKhk

Médias na semana: 4.2 pontos, 4.6 rebotes, uma assistência, 1.8 tocos e 40% de aproveitamento nos arremessos em cinco jogos
Médias na temporada: 4.6 pontos, 4.7 rebotes, 1.8 tocos e 64% de aproveitamento nos arremessos em 30 jogos

Titular pelas primeiras duas vezes na temporada, Lucas Bebê teve uma partida especial contra o Chicago Bulls. Foram 42 minutos atuados, com nove pontos e oito rebotes e dois tocos.  A incrível sequência do brasileiro nos tocos só aumenta. Agora, são 24 jogos consecutivos e 29 nos 30 jogos atuados na temporada. Líder de tocos na atual campanha, Rudy Gobert já ficou três jogos sem registrar um bloqueio. Atualmente, Lucas Bebê está na oitava posição no quesito de tocos por jogo.

#Leandro Barbosa (Ala-armador, Phoenix Suns)

Médias na semana: 4.8 pontos, 1.8 assistências e 35% de aproveitamento nos arremessos em quatro jogos
Médias na temporada
: 5.9 pontos, 1.4 rebotes, 1.2 assistências e 46% de aproveitamento nos arremessos em 37 jogos

Com o alto nível apresentado pelo quarteto Devin Booker, Brandon Knight, T.J. Warren e Eric Bledsoe, Leandrinho teve seu tempo de quadra reduzido desde o início de 2017. Nos momentos que esteve em quadra, Leandrinho não teve bom aproveitamento nos arremessos de quadra, fato que limitou seus minutos.

#4 Cristiano Felício (Ala-pivô, Chicago Bulls)

https://www.youtube.com/watch?v=NUGjzeNDumE

Médias na semana: 3.3 pontos, 6.3 rebotes, duas assistências e 44% de aproveitamento nos arremessos em três jogos
Médias na temporada: 3.7 pontos, 4.8 rebotes e 48% de aproveitamento nos arremessos em 29 jogos

Novamente acima dos 15 minutos por partida, Cristiano Felício continua impressionando o técnico Fred Hoiberg. Enquanto Nikola Mirotic e Doug McDermott aprimoram os tiros de longa distância, Felício traz atleticismo e poder defensivo para o garrafão do Chicago Bulls. Com pelo menos cinco rebotes em todas as partidas disputadas, o brasileiro pode ver seu tempo de quadra aumentar se Hoiberg continuar alterando seu plano de jogo a cada partida.

#5 Marcelinho Huertas (Armador, Los Angeles Lakers)

Médias na semana: Dois pontos, uma assistência e 100% de aproveitamento nos arremessos em um jogo
Médias na temporada: 2.7 pontos, 1.1 rebotes, 2.7 assistências e 39% de aproveitamento nos arremessos em 15 jogos

Huertas foi utilizado pelo técnico Luke Walton em apenas uma das cinco partidas do Los Angeles Lakers desde o ano novo. Na larga vitória sobre o Miami Heat, Huertas jogou dois minutos, anotando dois pontos e uma assistência. A melhora do novato Brandon Ingram como armador diminuiu ainda mais as oportunidades do brasileiro na equipe angelina.

#6 Raul Neto (Armador, Utah Jazz)

Médias na semana: 3.5 pontos, 1.5 rebotes, uma assistência, 1.5 roubos de bola e 60% de aproveitamento nos arremessos em dois jogos
Médias na temporada: 2.8 pontos, 0.8 rebotes, 0.7 assistências e 50% de aproveitamento nos arremessos em 20 jogos

Com mais uma lesão de George Hill, Raulzinho atuou em dois dos cinco jogos do Utah Jazz em 2017, com média de 13 minutos por partida. Contra o Brooklyn Nets, o brasileiro registrou dois roubos de bola, melhor marca na temporada. As três partidas que Raulzinho não entrou em quadra aconteceram após o retorno de Hill.

#7 Anderson Varejão (Pivô, Golden State Warriors)

Médias na semana: Não atuou
Médias na temporada: 1.2 pontos, 2.4 rebotes, 0.8 assistências e 25% de aproveitamento nos arremessos em nove jogos

Anderson Varejão ainda não atuou em 2017. Na maioria das oportunidades, o brasileiro sequer foi relacionado pelo técnico Steve Kerr, que prefere uma rotação com David West, Zaza Pachulia, JaVale McGee e Kevon Looney. Além de ficar atrás dos quatro concorrentes, Varejão ainda tem que lidar com os muitos minutos da “Lineup of Death”, com Draymond Green e Kevin Durant revezando como pivôs.

#8 Bruno Caboclo (Ala, Toronto Raptors)

Médias na semana: Zero pontos, zero rebotes e zero assistências em um jogo
Médias na temporada: 0.5 pontos, 0.8 rebotes, 0.5 assistências e 25% de aproveitamento nos arremessos em seis jogos

Aproveitado pelo técnico Dwane Casey na derrota por 28 pontos contra o San Antonio Spurs, Bruno Caboclo não registrou qualquer estatística em sua sexta partida na temporada 2016-17. Ainda assim, o brasileiro caminha para seu recorde de partidas jogadas em seu terceiro ano na liga. As idas e vindas entre o time principal e o Toronto 905 têm prejudicado as atuações de Caboclo na D-League. Em três partidas na Liga de Desenvolvimento, o brasileiro registrou apenas 8.3 pontos, cinco rebotes, 1.3 assistências, 1.3 tocos e 34% de aproveitamento nos arremessos em pouco mais de 25 minutos por jogo.

#9 Tiago Splitter (Ala-pivô, Atlanta Hawks)

Médias na semana: Não atuou
Médias na temporada
: Não atuou

Tiago Splitter continua sua recuperação por conta de uma contusão na panturrilha. De acordo com as expectativas do Atlanta Hawks, o brasileiro deve ser liberado em mais uma semana

  • Rômulo Franco Cardozo

    Será que se caboclo ganhasse espaço na rotação, teria um crescimento em seus números como o lucas? Seus números são sofríveis…

  • Bruno Kreischer Bandeira Diniz

    Bebê é o segundo lugar quando se coloca em Block/48M perdendo somente para “The Process”
    Ótima temporada dele que se continuar assim vai garantir um futuro na NBA.

  • Yan Alves #TankBrothers

    Jazz mandou o Raulzinho, Alec Burks e o Dante Exum tudo pra D-League

    • Chimbinha

      No 2k , Dante Exum no ano que ele foi draftado diz no jogo que ele é o melhor australiano de todos

      • Yan Alves #TankBrothers

        KKKKKKKKKK

      • David Ribeiro

        No 2k Daniel Orton era 3 estrelas (muito potencial). Podemos ver que ele foi mt bem desenvolvido 😉 hu3hu3

  • Lucas

    No final das contas temos dois jovens no garrafão que prometem ter uma carreira de bom role player, acho que Felipe dos Anjos virá para ser o melhor.