Brett Brown se assusta com arremesso de Fultz: “Nunca vi algo assim”

O arremesso de Markelle Fultz continua a ser o maior pesadelo do Philadelphia 76ers nesta temporada. O primeiro escolhido do último draft está recuperado de incômodos no ombro, mas sua mecânica de tiro segue tão estranha quanto no início da campanha. Em quase 40 anos de carreira, o técnico Brett Brown admite que nunca observou mudança tão radical na forma de arremesso de um atleta.

“Eu já sou velho e nunca vi algo assim. Realmente nunca vi. Agora, nós temos um desafio recuperando o arremesso que Markelle tinha até o universitário. Ninguém, porém, sabe quanto tempo vai demorar para conseguirmos isso, pois acredito que ele ainda deva ter dores e é isso o que vem comprometendo a mecânica”, disse o treinador, sugerindo que o jovem não está totalmente recuperado fisicamente.

Fultz é dono de uma das reviravoltas mais enigmáticas da temporada, depois de apresentar-se ao Sixers com uma mecânica de arremesso totalmente diferente (para não dizer pior) daquela que rendeu-lhe aproveitamentos superiores a 50% nas tentativas de quadra e 40% nos tiros de três pontos na NCAA. O armador só acertou nove de 27 arremessos nos primeiros quatro jogos como profissional.

Ricardo Stabolito Jr.
Ricardo Stabolito Jr.
Jornalista de 27 anos. Natural de São Bernardo do Campo, mas vive em Salvador há mais de uma década.
  • Chimbinha

    Que zica !

  • Gustavo Henrique

    Zica é pouco pra esse time

  • Rodrigo Soares

    Parece que a historia do Space Jam virou realidade ! Roubaram a técnica do garoto. Ta parecendo a mulecada na aula de educação fisica arremessando

    • Mandelinho

      Space Jam é meu pau no seu cu

  • Marcio

    Eita sera que e pior que a do Ball??

  • Fillipe Carel

    Muito desanimador para o torcedor essa situação. Não só pelo fato da lesão, de não ter o cara jogando logo, mas também de ninguém saber realmente se ele vai voltar a jogar como antes.

    A questão que fica no ar. Será que os Celtics sabiam disso desde o inicio??
    Eu não duvido.

  • Thiago Pinto

    O 76ers podia chamar uma entrevista coletiva com os médicos e o próprio Fultz para esclarecer essa história.

  • Chimbinha

    Muito estranho esse lance . Só se muda a mecânica de arremesso se tiver com dor e se tá com dor , tem que se tratar e voltar zerado se não vão estragar esse moleque

  • Thiago // NBA GAME

    Ao invés de irem a público e falarem a vdd fica essa chuva de notícias com o garoto. Cada um lá diz uma coisa

  • André Passamani

    Uma das histórias mais bizarras e esquisitas de toda a NBA , surreal. Primeira escolha de draft desaprendeu a arremessar ? Ou é algo diferente disso ? Não da pra entender.

  • Rogério Júnior

    Ferrou. Manda o moleque pra D-League logo. O rapaz desaprendeu a jogar basquete.

  • Gabriel De Oliveira Meira

    Fica aquela no ar “Celtics tinha seus informantes”

  • Teóricos da conspiração estadunidenses (aos quais eu confesso que estou aderindo) estão falando que é uma estratégia para poupar o garoto em seu ano de calouro; fazer mais ou menos o que fizeram com Simmons, para que ele não venha a competir com a pressão de se tornar um bust. Comentar que é lesão deixa todo mundo preocupado, sim, mas não num sentido depreciativo como o Ingram teve em seu ano de rookie.
    Eu creio que quando Fultz vier pra próxima temporada, estará jogando e arremessando com maior qualidade. Acredito que o “The Process” é real e bem detalhadamente planejado para o sucesso em torno do Embiid, Simmons, Fultz, Saric e quem mais estiver lá. Só o tempo dirá a verdade…

    • Faz sentido, lembro que quando o Simmons lesionou a expectativa do Sixers é que ele ainda estreasse em 2016-17 mas seu agente logo adiantou que ele só voltava em 2017-18.

    • João Víctor Matos

      Claro que deixa preocupado po. Acompanha os torcedores dos sixers nas redes sociais. Ainda mais pq os executivos e o departamento médico não abrem o jogo para os torcedores, nos deixando dependentes de informações passadas por Brett Brown ou de jornalista que cobrem o clube, os quais postam vídeos onde claramente se percebe a dificuldade do arremesso de longa distância do Fultz. Pelo o que a direção passa parece que ele já está apto pro jogo, mas “desaprendeu” a arremessar e por isso não entra. No caso de ben simmons era diferente porque já sabiamos que ele não jogaria a season por causa da lesão.

  • Vinícius Maia

    A menos que o garoto ainda esteja sentindo dores, isso não faz muito sentido. Dificilmente um atleta que jogou tanto tempo muda a sua mecânica. Esses rumores em torno do Fultz estão muito estranhos, parece que a franquia está escondendo algo.

  • Cedi LeBrOSMAN

    É um negócio todo estranho. Não tem técnica nenhuma nesse novo arremesso dele, ele parece q só empurra a bola com uma mão.. e pronto, sai o arremesso. O Shawn Marion parecia querer se livrar da bola, o Fultz parece é q empurra a bola.
    O mais louco é q nos lances q eu vi ele treinando com isso aí, mts vezes dá air ball, ou a bola sai toda torta e bate quase na tabela, rs.

    • O mais louco é que isso aconteceu em poucos meses, as projeções diziam que ele era um pontuador nato, vasto repertório ofensivo que pontuava de qualquer forma e lugar, o que de fato foi visto em Washington, e de repente o arremesso virá isso aí. Mas uma coisa é certa, Fultz já superou o Ball no quesito “mecânica estranha”.

  • Os rumores vindos de Phila dizem o seguinte, após um treino coletivo Fultz se ofereceu para ajudar o Simmons a treinar seu arremesso, de alguma forma, ao invés de ensinar parece que Fultz aprendeu com o Simmons e adotou sua mecânica, como isso aconteceu é um mistério, mas a diretoria do Sixers já está tentando entrar em contrato com Freud no outro mundo, para ver se ele explica esse caso.

  • Don

    Depois o Lonzo q arremessa mal e vai ser bust.. mas pelo jeito quem tá mais perto de Bust é esse Flutz ai…

    Não existe desaprender a arremessar, a do Lonzo é esquisita mas quando engrena vai..

    Já o Fultz é full bizarro !

    • Gabriel S Monteiro

      Fultz não arremessava assim, a mecânica del na NCAA era excelente, ou seja, ele ainda está fudido do ombro!

  • Hugo

    O Departamento Médico do Sixers, como sempre, escondendo lesões e/ou não informando, de forma verídica, as informações.
    A mudança substancial na postura de arremesso de Fultz remete, obviamente, a uma lesão em seu ombro, que aconteceu por uma queda feia na Summer League.
    Até que ponto isso está incomodando e o que, de fato, foi feito para a cura são mistérios que sequer temos a noção de quando serão bem respondidos.
    Não faz sentido pôr o Fultz para jogar agora. Dê o mesmo tratamento a ele que deram ao JoJo, ao Simmons e ao Noel.

    Fultz é, sem dúvidas, do draft deste ano o que tem maior arsenal ofensivo, porém parte de seu jogo sem os “jumpers” é perdido. Só que isso é questão de ter paciência, cuidar da lesão, retirar o líquido, dando força novamente ao seu arremesso e confiança; pois ele voltando não será bust como alguns aqui afirmam. Aliás, longe disso. Um combo guard que joga como um SG no off-ball que completará Simmons.

    • Rogério Rodrigues

      Perfeito comentario amigo. Em questões ofensivas era claro que o Fultz era o mais talentoso e com maior potencial, fora que achava o arremesso dele muito bonito e fluido.

  • Lucas SEP

    Será que os Monsters do Space Jam voltaram para roubar habilidades dos jogadores da NBA ?

    • Brad

      KKKKKKKKKKKKKKKKKK boa

  • marcelo pinaffo

    Marketing puro, mantem o nome dele na midia, tira a pressao dele, pq ninguem sabe ao certo o q e. Enquanto isso ele se trata tranquilamente. Bela jogada do phila.
    Ps, sera q o the process, foi projetado cmq todos os principais promessas do time, tirassem pelo menos o primeiro ano off do time?

    • Guilherme Petros

      Pode parecer (e até ser mesmo, não sabemos) paranóia. Mas não é uma teoria de se descartar. Põe o cara um ano pra pegar corpo e treinar com os profissas e estreia no pique do Simmons, acostumado com a força do jogo.
      Aquela coisa, não chega a inventar a lesão, mas tbm não faz aquela força danada pro cara voltar logo.

      • marcelo pinaffo

        Concordo, mas e de se pensar, pq os principais jogadores, tiveram lesoes, e nao buscaram outro tipo de recuperacao, parece q manteram o padrao, e pro time q nao ta com pressa de fazer sua base, e uma otima saida pro time

  • Marcelo Desoxi

    76ers , louco pra estragar outro prospecto.

    • Guilherme Petros

      Mas é diferente. O caso do Fultz, todo mundo viu. Ele tem um aproveitamento estrondoso na NCAA e uma mecânica de arremesso eficaz, fluida e bonita. De repente, o cara não consegue nem esticar o braço todo pra bater lance livre. Ou vc se posiciona publicamente ou abre pra imprensa (e, consequentemente, o país e o mundo) especular a vontade.

      • Marcelo Desoxi

        Você sinceramente tá engolindo isso que ele esqueceu como arremessar ? rs.
        Bizarro demais pra mim… na minha opinião, tá óbvio que ele ainda está lesionado.
        Acharia mais interessante vir a público e dizer que ele não está 100 % recuperado – como já fizeram em outros casos – , do que dizer ” O moleque que usamos nossa pick 1 esqueceu como arremessar”

        • Guilherme Petros

          Não que esqueceu, muito pelo contrário. O que estou dizendo é que o mundo todo viu a mudança, não dá pra colocar panos quentes, vc tem que vir a público e falar algo. O Brett Brown não falou que ele esqueceu, falou que vão trabalhar para recuperar sua mecânica. Lembre-se que o time não foi transparente quanto a lesão em nenhum momento, complicado agora falar precisamente sobre isso tbm. É tudo um delicado jogo de comunicação, mídia e repercussão.

  • Michel Moral

    Desculpa, mas sou cético mesmo.

    Não existe esse negócio de que o jogador mudou de forma esdrúxula a mecânica de arremesso.

    Uma coisa é você ter 12 anos e querer imitar o arremesso do Kevin Garnett, que colocava a bola quase na nuca no molde do arremesso, ou o Peja Stojakovic, que entortava a mão antes do arremesso… Aí vinha o técnico da escolinha dizer que “não pode fazer assim, que tem que deixar os dois pés equilibrados para frente, não podendo colocar a palma da “mão boa” para segurar a bola, que a mecânica começa no umbigo e finaliza com o braço esticado quebrando a munheca”.

    Agora, um jogador primeira escolha de draft, com o potencial ofensivo que tinha, não muda assim. Não tem como…

    Só se for Space Jam, como a galera citou aí…

  • João Víctor Matos