“Celtics não está nem perto do nível que gostaria”, admite Marcus Smart

Seis vitórias em dez partidas seria visto como um bom início de temporada por boa parte dos times da NBA. Para o Boston Celtics, porém, os resultados e (acima de tudo) desempenho têm sido uma grande decepção. Essa é uma visão que pode ser ambiciosa demais, mas ultrapassa torcedores e analistas para ser admitida até por jogadores do elenco considerado favorito ao título do Leste.

“Não estamos nem perto do nível que gostaríamos. Temos consciência e queremos mudar isso. Mas nós não vemos como algo que o treinador [Brad] Stevens e a sua comissão precisam resolver. Somos nós, os jogadores, que entramos em quadra e temos que descobrir o que está errado lá”, reconheceu o armador Marcus Smart, após a recente derrota da equipe para o Denver Nuggets.

As ótimas projeções para o Celtics não levavam em conta só o aspecto técnico, mas também a manutenção do elenco. Mas, mesmo com todos se conhecendo, Smart pondera que o entrosamento não retorna automaticamente e demanda paciência. “Nós entendemos que isso leva tempo. Não se pode desesperar com dez partidas disputadas. Temos tempo para nos acertar e tudo vai ficar bem”, garantiu.

Ricardo Stabolito Jr.
Ricardo Stabolito Jr.
Jornalista de 27 anos. Natural de São Bernardo do Campo, mas vive em Salvador há mais de uma década.
  • Danilo Celtics #Banner18

    ta patético

  • Tem várias coisas erradas. Kobe destruiu o Tatum, que agora acha que é o Kobe e tenta arremessos ridículos (tá com aproveitamento bem baixo tanto para 2pts quanto para 3pts).

    Gordon tá longe de jogar bem. Não marca bem, não ataca bem, parece perdido em quadra muitas vezes, se perde na ofensiva do time e geralmente também na defesa de transição.

    Jaylen não evoluiu. Tá tijolando freneticamente e com pouca participação.

    Kyrie melhorou, mas começou mal demais a temporada e continua uma água na defesa.

    Tem que melhorar muita coisa.

    • Guilherme Petros

      Não adianta, a galera reclama, chia, faz bico, pede pra trocar, mas o jogador mais regular e frio do time é e sempre será o Al Horford….

    • Marlon

      Kobe destruiu o Tatum? Ano passado o aproveitamento dos arremessos ñ era essa maravilha ñ, vai oscilar pra caralho, normal esperar isso de um garoto na segunda temporada.

      O Gordon eu tenho que concordar , parece que ele está jogando com a marcha reduzida, deveria fazer ele voltar aos poucos e ñ da maneira que está sendo.

    • Guilherme

      Esse imediatismo de análises é algo engraçado. Quando Tatum começou destruindo nos 3 primeiros jogos da temporada, todos falavam no quanto treinar com Kobe na pré-temporada ajudou. Até comparavam alguns arremessos dos dois pra atestar isso. Agora já se fala que Kobe prejudicou ele. Eu vejo como uma oscilação extremamente natural de um jogador que está em seu segundo ano na liga. Sinceramente, não vejo como treinar com um dos maiores da história possa prejudicar alguém, de qualquer forma. O próprio Kobe começou suas três primeiras temporadas com médias bem modestas. Seria ilusão pensar que Tatum viria pra 25ppg em um time em que ele é a segunda opção ofensiva, e com Hayward saudável, muito provavelmente vai ser a terceira.

      • Ué, mas não é uma análise imediatista e sim em cima da matéria.

        • Guilherme

          Uma matéria que fala sobre os primeiros 10 jogos do time, que sim, vem jogando muito aquém do esperado. Mas no momento que você afirma que “Kobe destruiu Tatum”, baseado nas últimas más atuações dele, você está sendo imediatista sim, ou exagerado rs.

  • Lucas Antunes

    Oscilação de começo de temporada obviamente que é normal, mas também é verdade que algumas coisas têm incomodado até aqui. Perder para Nuggets e Pacers fora de casa não é nenhum demérito e até respeitável (levando em consideração o grande trabalho desses dois times), mas a FORMA perdeu, cometendo os ERROS que cometeu que acaba irritando um pouco.

    – Kyrie tem melhorado consistentemente jogo após jogo, mas pelo contrato que quer receber (e merece mesmo receber!) tem que botar a bola debaixo do braço e derrubar na marra.

    – Tatum, que está oscilando com certa frequência, está sendo cobrado por uma maturidade que já demonstrou em outros jogos, mas que é de se entender pra um segundo-anista. As defesas estão marcando um pouco mais em cima agora, e tenho sentido ele hesitar um pouco mais em agredir o garrafão (consequentemente, tem forçado mais arremessos de midrange e perímetro não mt acertados). Precisa voltar a se aproximar da área pintada (e continuar evoluindo o post).

    – Brown melhorou demais nos últimos 10 dias (isso é mt bom, pq foram jogos mais difíceis), e tem procurado olhar mais seus companheiros no perímetro quando atrai a marcação para o garrafão. Precisa ser um pontuador mais consistente ao longo de toda partida.

    – No caso do Hayward, infelizmente é um cara que não vai dar pra contar tão cedo. Não é fácil voltar de um ano inteiro parado por lesão, cada um leva seu tempo pra readquirir sua melhor forma. Enquanto isso, precisa continuar testando seu corpo com alguns movimentais mais “plásticos”, mas evitar tantos arremessos e procurar mais seus companheiros.

    Do mais, é parar de dar trela pra essa turma do hype e se concentrar mais em fechar jogos com seriedade.

    • Danilo Celtics #Banner18

      boa analise amigo , acho q o toronto vai ter mando de quadra facil contra o celtics

      • Marcos Oliveira

        Esse time do Toronto chato, que defende muito, muito forte fisicamente, e com o KL vai ser foda de ganhar pra eles nos Offs

  • Roberto Castilho de Assis

    Esse Celtics é o tipo de time que vai crescendo na temporada. Apesar do início fraco é bom lembrar que se mantém como uma das melhores defesas. O estilo de jogo mais “oldschool” obriga o time a controlar muito a partida para tirar o seu melhor basquete e não se perder na correria adversária. Por ora ainda não preocupa, ao meu ver. Mas o Tatum e o smart jogarem bem é fundamental para a subida de produção.