(35-14) Boston Celtics 113 x 102 Los Angeles Clippers (23-24)

O Boston Celtics visitou o Los Angeles Clippers e voltou a vencer, após quatro derrotas consecutivas. Apesar dos desfalques de Al Horford e Marcus Smart, a equipe de Brad Stevens contou com Kyrie Irving e o novato Jayson Tatum para derrubar a equipe angelina. Com o resultado, a equipe se mantém em primeiro na conferência Leste, apesar de ver o Toronto Raptors muito mais próximo. Já o Clippers, segue na briga pela oitava vaga para os playoffs. 

O equilíbrio marcou o primeiro quarto e as equipes ficaram lado a lado no placar na maior parte do tempo, com Kyrie Irving e Aron Baynes contribuindo bem ofensivamente para o Celtics, enquanto no Clippers, a pontuação era bem distribuída. Apesar da vantagem pequena, os visitantes ficavam à frente e o segundo quarto começou muito bem para Jayson Tatum e Daniel Theis, que combinaram jogadas entre si, mas Montrezl Harrell mantinha o time angelino próximo no placar.

O Celtics abriu dez pontos na liderança do jogo, após duas cestas de três pontos, de Marcus Morris e Abdel Nader, e repetiu a dose mais tarde com Irving e Tatum, mas em ambas as vezes, o Clippers impediu que a vantagem ficasse muito maior. No intervalo, o placar era de 62 a 55 à favor do time de Boston.

Após a pausa, o Celtics deu indícios de que iria se distanciar e encaminhar a vitória, mas os donos da casa reagiram e o jogo voltou para apenas três pontos de diferença. Entretanto, ainda no terceiro quarto, as coisas voltaram a ficar favoráveis para os visitantes, que foram para o período decisivo com uma boa vantagem de 14 pontos. Nos 12 minutos finais da partida, o Clippers tentou mais uma reação, mas dessa vez não teve sucesso e o Celtics selou a vitória.

Destaques

Boston

Kyrie Irving: 20 pontos, oito rebotes, sete assistências
Jayson Tatum: 18 pontos, seis rebotes
Terry Rozier: 15 pontos, quatro assistências
Marcus Morris: 15 pontos
Aron Baynes: 12 pontos, seis rebotes

Los Angeles

Blake Griffin: 23 pontos, cinco rebotes
Lou Williams: 20 pontos, sete assistências
DeAndre Jordan: 15 pontos, 14 rebotes
Tyrone Wallace: 13 pontos
Montrezl Harrell: dez pontos, sete rebotes


(26-21) New Orleans Pelicans 101 x 96 Charlotte Hornets (19-27)

Destaques

New Orleans 

Jrue Holiday: 19 pontos, cinco rebotes, quatro assistências
Anthony Davis: 19 pontos, seis rebotes, quatro assistências, três roubos de bola
DeMarcus Cousins: 16 pontos, 13 rebotes, cinco assistências, cinco tocos, oito erros de ataque
E’Twaun Moore: 11 pontos

Charlotte

Dwight Howard: 22 pontos, 16 rebotes, três tocos
Kemba Walker: 20 pontos, sete assistências, cinco rebotes
Frank Kaminsky: 16 pontos, cinco rebotes
Marvin Williams: 14 pontos, 14 rebotes


(20-28) Utah Jazz 98 x 90 Detroit Pistons (22-24) (OT)

Destaques

Utah

Rudy Gobert: 15 pontos, oito rebotes, quatro tocos
Donovan Mitchell: 15 pontos, cinco assistências, quatro rebotes
Joe Ingles: 13 pontos, sete assistências
Ricky Rubio: 11 pontos, dez rebotes, cinco assistências
Joe Johnson: 11 pontos

Detroit

Andre Drummond: 30 pontos, 24 rebotes, quatro assistências, três roubos de bola, seis tocos
Ish Smith: 14 pontos
Tobias Harris: 13 pontos
Luke Kennard: dez pontos, dez rebotes, quatro assistências


(17-31) Phoenix Suns 101 x 116 Indiana Pacers (26-22)

Destaques

Phoenix

Josh Jackson: 20 pontos
Devin Booker: 19 pontos, seis rebotes, quatro assistências
Troy Daniels: 19 pontos
Greg Monroe: 16 pontos, 17 rebotes

Indiana

Thaddeus Young: 22 pontos, três roubos de bola
Victor Oladipo: 21 pontos, nove assistências, quatro rebotes, três roubos de bola
Domantas Sabonis: 19 pontos, oito rebotes
Bojan Bogdanovic: 17 pontos, sete rebotes


(18-30) Chicago Bulls 101 x 108 Philadelphia 76ers (23-21)

Destaques

Chicago

Bobby Portis: 22 pontos, 11 rebotes, três roubos de bola
Zach LaVine: 21 pontos, sete rebotes
Nikola Mirotic: 15 pontos
Lauri Markannen: 12 pontos

Philadelphia

Ben Simmons: 19 pontos, 17 rebotes, 14 assistências, seis erros de ataque
Joel Embiid: 22 pontos, cinco rebotes
Dario Saric: 21 pontos, dez rebotes
Robert Covington: 16 pontos, cinco assistências, quatro rebotes
Timothe Luwawu-Cabarrot e Justin Anderson: 12 pontos cada


(32-14) Toronto Raptors 108 x 93 Atlanta Hawks (14-33)

Destaques

Toronto

Fred VanVleet: 19 pontos, sete rebotes, cinco assistências, três tocos
Jonas Valanciunas: 16 pontos, 13 rebotes, três tocos
DeMar DeRozan: 14 pontos, quatro assistências
Serge Ibaka: 12 pontos
OG Anunoby: dez pontos, cinco rebotes

Atlanta

Dennis Schroder: 20 pontos, oito rebotes
John Collins: 13 pontos, 16 rebotes, quatro tocos
Kent Bazemore: 13 pontos


(34-12) Houston Rockets 104 x 97 Dallas Mavericks (16-32)

Destaques

Houston

James Harden; 25 pontos, 13 assistências, cinco rebotes
Trevor Ariza: 23 pontos, quatro rebotes
Eric Gordon: 17 pontos
Clint Capela: 16 pontos, 13 rebotes
Chris Paul: 12 pontos, sete rebotes, quatro assistências

Dallas

Wesley Matthews: 29 pontos, cinco assistências, quatro rebotes
Yogi Ferrell: 19 pontos, quatro rebotes, quatro assistências
Dennis Smith Jr: 11 pontos, seis assistências
Harrison Barnes: dez pontos, cinco rebotes


(32-18) San Antonio Spurs 108 x 85 Memphis Grizzlies (17-30)

Destaques

San Antonio

Patty Mills: 15 pontos
Pau Gasol: 14 pontos, 15 rebotes, nove assistências
Danny Green: 14 pontos, oito rebotes
Bryn Forbes: 14 pontos
Tony Parker: 12 pontos, quatro assistências
Dejounte Murray: 11 pontos, sete assistências, quatro rebotes
Davis Bertans: 11 pontos, quatro rebotes
Joffrey Louvergne: dez pontos, oito rebotes

Memphis

Marc Gasol: 18 pontos, sete rebotes
Deyonta Davis: 12 pontos, cinco rebotes
Dillon Brooks: dez pontos, sete rebotes


(31-19) Minnesota Timberwolves 114 x 123 Portland Trail Blazers (26-22)

Destaques

Minnesota

Andrew Wiggins: 24 pontos
Jamal Crawford: 19 pontos, cinco assistências
Karl Anthony-Towns: 16 pontos, nove rebotes
Jeff Teague: 15 pontos
Taj Gibson: 11 pontos, quatro rebotes

Portland

Damian Lillard: 31 pontos, seis assistências, quatro rebotes
CJ McCollum: 28 pontos, cinco assistências
Al-Farouq Aminu: 15 pontos, sete rebotes
Pat Connaughton: 12 pontos
Ed Davis: 11 pontos, dez rebotes

Eduardo Ribeiro
Eduardo Ribeiro
Paulista, cursando Jornalismo e membro do Jumper desde 2015. Twitter: @Edu_Ribeiro33
  • Guilherme Mardegan

    Como pode um time jogar sem Aldridge, Kawhi e Rudy Gay ganhar com tanta facilidade?
    Vão falar que o adversário é fraco e tudo mais. Mas contra o Cavs o Spurs tbm jogou desfalcado.
    Pop melhor treinador da liga!!!
    É quem dá chances pra todos jogarem e tira leite de pedra desse time que é “fraco” teoricamente falando.

    • Mathias

      Exato! mesmo sem seu FP e sem seu segundo melhor jogador o time joga com competitividade, enquanto muitos times iriam para o tank sem dó. E detalhe, 8 (OITO) jogadores fizeram mais de 10 pontos nesse jogo! Isso é basquete, não aquelas forçações de stats que muitos de nós as vezes nos apegamos.

      • Guilherme Mardegan

        Pop tem uma facilidade incrível de se renovar.
        Quando Duncan se aposentou, todos pensavam que tudo acabaria ali.
        Quando Kawhi se machucou, todos pensavam que agora tudo acabaria.
        Agora, olha só, estamos sem Duncan, Kawhi e Aldridge que assumiu o protagonismo da equipe. E mesmo sem eles, estamos ganhando, competindo de igual para igual com todos. O basquete coletivo não morreu. Só precisa de novas idéias e Pop tem armas secretas quando o assunto é esse estilo de jogo.

        • Marcio

          pop e mito..

    • Igor Dourado

      Pop é gênio, sem mais! Se adapta a qualquer tempo e estilo de jogo. Isso é algo quase impossível. Pra mim é o melhor de todos os tempos, sem muita concorrência de Phil Jackson. Há quem olhe anéis. Prefiro ver que o cara não virou refém de um único estilo, pelo contrário, já foi pioneiro nas tendências e agora consegue competir de igual para igual em um “outro” basquete.

    • Matheus Bernardo

      Tomara que esse cara demore a se aposentar, não consigo imaginar os Spurs sendo treinados por outro cara.

  • Joinha

    Faz tem que o POP é melhor treinador da Liga e, na minha opinião, o melhor de todos os tempos!

  • Antonio Jhennyson Souza Silva

    Meu Deus. Que falta faz KI no Cavs.

  • vsr.snake

    Que queda de desempenho abismal do Pistons nos últimos meses, realmente uma decepção. E parece que o Van Gundy não consegue arrumar uma alternativa para revigorar o time.

  • Danilo Celtics #Banner18

    aleluia!

    • Rafael Victor

      hahahahaha!

  • Doug

    Grande partida do Pação do meu coração…e que partidaça do Simmons…um TD cheinho…ô moleque, aprenda a arremessar logo…

  • Charles

    Drummond fora do allstar é sacanagem.

  • Thiago / The Legend of NFL

    O Jazz jogou com pivô? Kkkkkkkk
    Gobert engolindo.

    Olha a quantidade de jogadores que anotaram 10+ pontos no Spurs. Pop é sensacional.

    Esse Fred VanVleet está evoluindo bem. Já é ele e Jonas na rotação. Nogueira rodou. Melhor ir para outra franquia tentar seu espaço.

    • Eduardo Rebelatto

      Mas oq que o vanvlet tem a ver com o Nogueira? Nogueira disputa com poetl

      • Thiago / The Legend of NFL

        É. Vi aqui. Confundi as posições.
        Valeu

    • Thiago Pinto

      Bebe tinha q pedir a troca. Produz bastante quando joga e mesmo assim nunca joga.

      • Thiago / The Legend of NFL

        O fdp do treinador clamamente não gosta dele. Agora, não sei se o Nogueira está acomodado em Toronto ou tem receio de não ter mercado, mas deveria tentar outras franquias.

  • Marcelo Desoxi

    Outra derrota doída… Utah ficou 3 minutos sem pontuar no OT e não aproveitamos. Acredito que Knicks, Hornerts (se não trocarem todo mundo ) nos passem.
    De resto , “Hype” Gobert engolido pelo Tiriça, que partida do Andre, infelizmente resto do time não acompanhou.

    Harden jogando o fino… MVP.

    Howard engolindo Cousins , isso mesmo produção ?kkk

  • Eduardo Silva

    Finalmente Celtics, espero q agora o time embale em uma sequencia de vitórias.

  • Will

    Não sou torcedor dos Spurs, mas, por justiça, há que se dar o mérito a quem o tem.
    Esse mesmo elenco, nessa configuração atual e nas mãos de outros técnicos, estaria passando por grandes dificuldades. No caso do Pop, ele consegue pôr em prática nos Spurs um basquete coletivo que, sem holofotes, nem incenso, é forte na defesa, pragmático no plano tático e eficiente/suficiente nos resultados. Passa o tempo, passam as temporadas, e Pop continua como uma das principais referências (quiçá, a maior delas) da NBA como técnico.

  • Rafael Victor

    Simmons jogou fácil ontem contra o Bulls! E os Blazers foi show de bola! Quando a duplinha lá tá inspirada…

  • TRUETHIAGO

    Grande atuação do Simmons, ele tem dificuldade de manter um certo padrão durante todo o jogo, oscila de um quarto para outro, mas ontem jogou na mesma intensidade cada minuto que esteve em quadra. Inclusive porque ficou pouquíssimo tempo no banco, devido ao McConnell não estar disponível ontem. Sei que o Brett Brown é pupilo do Pop, gosta de rodar bastante o time, aliás vem sendo excelente para o Embiid essa estratégia de dosar, pórem talvez com o Simmons seja o caso de usar ele sem muita precaução, a não ser que esteja pendurado em faltas. Seja como o armador principal ou também dividindo alguns minutos junto com o McConnell, se posicionamento mais dentro do garrafão, como PF.

    E vale destacar também a sua melhora nos FTs, que de fato estava sendo algo preocupante no início da temporada. Provavelmente vai fechar esse mês de janeiro acima dos 60% (66%, por enquanto), bem melhor do que os péssimos 50% que teve em dezembro e 56% entre outubro/novembro. Claro que não é nenhuma maravilha no quesito, mas está dentro da média que tinha no College.

  • Dwight Howard mostrando seu valor frente as torres gêmeas… pena que falta vontade nele…

    • Luiz

      Até quando essa conversa de sem vontade? O cara faz media de 16/12,acho até que ele poderia ter ido pro Allstar no lugar do Horford.Pelo jeito se ele não voltar a ser DPOY,All Star,20ppg,voces sempre vao falar que ele está sem vontade.

      • Vitor Medson

        Mas se é uma característica dos últimos anos dele? Ele é um cara pra meter 20/12 fácil, mas preferiu ficar de birra no Lakers/Houston/Atlanta

      • Mano ele é cara pra fazer 20, 22 ppg por isso falo que é sem vontade, nem treinar pra melhor seu LL ele quis fazer

        • Luiz

          Não cara, os jogadores pioram, ele ja está nos 30 anos.