Cinco grandes jogadores que não venceram o MVP

Quando falamos dos melhores jogadores, pensamos imediatamente se eles foram campeões, quantas vezes foram para o Jogo das Estrelas, quantos prêmios individuais possuem. E foi justamente aí que idealizamos essa votação de hoje. São grandes nomes que, por mais que tenham sido importantíssimos para a NBA, jamais foram MVP.

Participaram da votação:

Antonio Carlos Júnior (Jumper Brasil)
Bruno Humberto Pollice (consultor Jumper Brasil/Bruneco’s Store)
Christian Camilo (Brasil Epic Buzzer)
Eduardo Ribeiro (Jumper Brasil)
Gustavo Freitas (Jumper Brasil)
Gustavo Lima (Jumper Brasil)
Michel Moral (Jumper Brasil)
Renan Della Corte (consultor Jumper Brasil)
Ricardo Romanelli (Hoop 78/Jumper Brasil)
Ricardo Stabolito (Jumper Brasil)

Os cinco mais votados foram

Isiah Thomas – 8 votos

Segunda escolha do draft de 1981, o ex-armador do Detroit Pistons obteve dois títulos na NBA como um dos melhores jogadores de sua época. Thomas, que não fez parte do Dream Team de 1992, por conta das problemas que tinha com diversos atletas daquele grupo, como Michael Jordan, Scottie Pippen, Larry Bird e até Magic Johnson, era extremamente talentoso, sabia defender bem e tinha grande visão de quadra. Thomas teve quatro temporadas consecutivas com pelo menos dez assistências de média, atingindo 13.9 em 1984-85. Eleito para o Hall da Fama, ele foi para 12 All Star Games seguidos e foi eleito cinco vezes para os times ideais da liga, duas vezes MVP do Jogo das Estrelas e MVP das finais de 1989-90, mas MVP da temporada, nunca.

Elgin Baylor – 7

Oito vezes finalista da NBA, Elgin Baylor é reconhecido como um dos melhores jogadores da liga em todos os tempos, porém, também por jamais ter vencido uma final. Baylor, que fez toda a carreira pelo Minneapolis/Los Angeles Lakers, chegou a fazer 38.3 pontos, 18.6 rebotes e 4.6 assistências em uma temporada, mas ainda assim não conseguiu o MVP. Hall da Fama, Baylor foi 11 vezes All Star, dez vezes eleito para os times ideais da liga, além de calouro do ano e MVP do Jogo das Estrelas uma vez. A liga não registra, mas ele fez parte do elenco campeão em 1971-72, embora tenha feito apenas nove jogos naquela campanha, a última da carreira.

Jerry West – 7 votos

O ex-armador Jerry West está no Hall da Fama e foi campeão pelo Los Angeles Lakers em 1971-72. Segunda escolha do draft de 1960, “O Logo” até chegou perto de ser MVP, mas nunca conseguiu a premiação. West jogou com Elgin Baylor em uma época em que eles dominavam a liga, mas sempre perdiam nas finais e jamais conseguiram o maior prêmio individual. Os culpados por isso? Wilt Chamberlain e Bill Russell, quatro vezes cada um. West encerrou a brilhante carreira em 1973-74, com médias de 27.0 pontos, 6.7 assistências e 5.8 rebotes.

Dwyane Wade – 6 votos

Cestinha da temporada 2008-09, Dwyane Wade parou de jogar na temporada passada após vencer três títulos da NBA. Único dos cinco a não ter seu nome incluso no Hall da Fama, por ainda não estar elegível, Wade foi MVP das finais de 2005-06, além de obter oito indicações para os times ideais da liga, 13 participações no Jogo das Estrelas e três vezes nas equipes ideais de defesa. Wade lidera o Miami Heat em quase todas as estatísticas e terminou a carreira com médias de 22.0 pontos, 5.4 assistências, 4.7 rebotes e 1.5 roubada em 1.054 jogos.

Scottie Pippen – 6 votos

Campeão em seis oportunidades com o Chicago Bulls, Scottie Pippen é, sem dúvida, um dos melhores alas de todos os tempos. Com passagens não tão vencedoras pelo Houston Rockets e Portland Trail Blazers, Pippen era um defensor de elite e liderou a liga em roubadas de bola na temporada 1994-95. Nunca foi MVP das finais, até porque tinha Michael Jordan ao seu lado. Foi para sete Jogos das Estrelas, o que pode parecer pouco, mas das duas campanhas que poderia ir, em uma ele estava lesionado e só retornou às quadras dias antes do anúncio dos reservas e, na outra, ficou de fora com médias de 17.8 pontos, 7.3 rebotes, 6.2 assistências, 2.4 roubos de bola e 1.1 bloqueio. Eleito para o Hall da Fama, Pippen fez parte de seis times ideais da NBA e dez de defesa.

Outros votados

Clyde Drexler – 3
Chris Paul – 2
Patrick Ewing – 2
Jason Kidd – 2
Rick Barry – 1
John Havlicek – 1
Pete Maravich – 1
Tracy McGrady – 1
John Stockton – 1
Dominique Wilkins – 1

Gustavo Freitas
Gustavo Freitas
Mineiro de Uberaba, é co-fundador do Jumper Brasil e fã do Boston Red Sox.