Com mãe em coma induzido, Towns emociona-se e pede seriedade com coronavírus

Karl-Anthony Towns tornou-se mais um dos símbolos da NBA na luta contra o coronavírus. Nessa terça-feira, o pivô do Minnesota Timberwolves publicou um vídeo em suas redes sociais relatando que sua mãe está hospitalizada e foi colocada em coma induzido por conta de complicações de um mal respiratório, respirando com a ajuda de aparelhos. Embora o atleta não tenha dito no vídeo, a franquia confirma que Jacqueline Cruz foi diagnosticada com a doença. 

O jogador contou que seus pais não estavam sentindo-se bem desde o início da semana passada e a saúde deles deteriorou-se nos últimos dias, após não terem sido testados para o COVID-19 em uma primeira visita ao hospital. “Eu acho que é importante que todos compreendam a seriedade do que está acontecendo no mundo nesse momento e a minha situação atual pode ajudar nessa conscientização, por isso estou gravando esse vídeo”, explicou o jovem astro. 

Seu pai, Karl Sr., está em quarentena autoimposta por conta do resultado dos exames e tenta tratar o coronavírus de casa. Mas Cruz teve piora significativa no período de aguardo do diagnóstico. “Minha mãe é a cabeça de nossa casa, a chefona. Agora, ela está em coma. Não podemos conversar mais. Só fico aguardando atualizações de sua condição. É duro viver cada dia esperando o que vai acontecer, mas estamos sendo otimistas e fortes”, desabafou Towns. 

Towns espera que, com sua experiência tornando-se pública, as pessoas sejam conscientizadas sobre a ameaça que representa uma doença, que passa longe de ser apenas uma “gripezinha”. “Isso é real. A COVID-19 não pode ser encarada como algo leviano. Por favor, protejam todos que vocês amam e pratiquem o distanciamento social. Não fiquem se reunindo por aí. Isso é mortal, mas continuaremos lutando e vamos vencer esse mal”, sentenciou o líder do Twolves. 

Ricardo Stabolito Jr.
Ricardo Stabolito Jr.
Jornalista de 27 anos. Natural de São Bernardo do Campo, mas vive em Salvador há mais de uma década.