“Comecei a chorar quando soube que eu era um All Star”, afirma Young

Selecionado pela primeira vez para o Jogo das Estrelas, o segundanista Trae Young, do Atlanta Hawks, não conseguiu esconder a emoção que teve ao descobrir que havia sido selecionado. O jogador, de apenas 21 anos, foi o mais indicado pelos fãs para a posição de armador na conferência Leste com cerca de 2.8 milhões de votos.

“Eu estava muito empolgado, comecei a chorar e todas as emoções vieram ao mesmo tempo”, disse o armador. “Todo o trabalho duro que eu fiz durante a offseason está sendo recompensado. Eu queria vencer mais jogos pelo meu time, mas ser um All Star é um honra”.

Em 40 aparições na atual temporada, Young, que ficou em segundo lugar no prêmio de melhor calouro de 2019, possui médias de 29.2 pontos, 8.6 assistências e 139 cestas de três pontos em cerca de 35 minutos por embate.

Gustavo Freitas
Gustavo Freitas
Mineiro de Uberaba, é co-fundador do Jumper Brasil e fã do Boston Red Sox.