Como Jordan quase parou no Rockets (duas vezes)

A importância de escolhas do draft para uma franquia chega a ser vital em algumas ocasiões, um jogador errado pode atrasar a desenvolvimento de um time por anos e achar o jogador certo pode mudar a história para melhor em pouco tempo. Agora imagine isso acontecendo no que é considerado o maior draft da NBA.

O Draft de 1984 é considerado o maior da história. Afinal, naquele ano saíram três integrantes do Hall da Fama: Hakeem Olajuwon, Charles Barkley e John Stockton; além daquela considerado o melhor de todos os tempos, Michael Jordan. Se já não bastasse, ainda foram selecionados três outros All-Star: Alvin Robertson, Otis Thorpe e Kevin Willis.

Em 1984, o sistema de loteria ainda não tinha entrado em vigor no Draft da NBA, o que aconteceu apenas na temporada seguinte. Os times de pior campanha tinham a mesma chance de conseguir a primeira escolha. A vida de Houston Rockets e Portland Trail Blazers foi decidida na “moedinha”, literalmente, com a sorte ficando do lado do time do Texas.

Naquele ano, o maior prospecto da classe era Patrick Ewing, que decidiu ficar mais um ano em Georgetown, tirou seu nome da seleção. Com isso, a escolha quase unânime era o pivô nigeriano da Universidade de Houston, Akeem Olajuwon (antes de incorporar a letra H ao nome). Além da qualidade, o jogador era um “herói” local e acabou selecionado pelo Rockets.

O Blazers acabou escolhendo um pivô, Sam Bowie, no que é considerado o maior erro da história do draft. O time de Portland simplesmente deixou passar jogadores melhores, até na universidade, como Barkley e a dupla de North Carolina, Jordan e Sam Perkins.

A decisão do Portland já foi explicada e explorada diversas vezes por todos que estudam o basquete. A justificativa mais difundida é que a equipe estava buscando um jogador alto para ser o pivô de uma equipe em formação. Além disso, a equipe contava com Jim Paxson e Clyde Drexler para a posição de Jordan. O primeiro tinha sido escolhido para o segundo time da NBA naquela temporada e enquanto Drexler era um jovem calouro com muito potencial.

Mas há outra história daquela noite de draft que é pouco conhecida. Sabendo a opção do Rockets por Olajuwon, o Blazers acreditou que a equipe poderia se desfazer do seu outro pivô, Ralph Sampson, que tinha participado do All-Star Game daquele ano em sua temporada de calouro, e fez uma proposta ousada.

Portland ofereceu a segunda escolha do draft e a sua jovem estrela e também fruto da Universidade de Houston, Clyde Drexler, pelo pivô. A direção do Rockets ficou bastante interessada no negócio e antes de confirmar resolveu consultar o técnico da equipe, Bill Fitch, que vetou a troca.

A NBA, no início dos anos 80, era dominada por homens grandes e o técnico de Houston queria montar uma dupla com Sampson e Olajuwon, e formar o garrafão mais forte da liga. Juntos, as “Torres Gêmeas” chegaram a final em 1986, mas o time do Rockets acabou se perdendo por conta de drogas e da lesão de Sampson no ano seguinte.

Se fosse concretizada, o Rockets teria as duas primeiras escolhas do Draft que reuniu os maiores talentos da história. Essa simples troca poderia ter mudado a história da NBA e quem sabe do basquete, não só dos anos 80 como até os dias de hoje. O Rockets, sem a necessidade de um pivô, não cometeria o erro de escolher Bowie e deveria escolher outro bom prospecto. O consenso era que Houston escolheria Jordan. Os scouts do time naquela época acreditavam que ele era o segundo maior talento daquele ano e a possibilidade de deslocar Drexler para a posição de ala seria posta em prática.

Outra possibilidade seria selecionar Barkley com a segunda escolha, pois o Rockets poderia considerar Drexler como seu ala-armador. O trio, que se reuniu em Houston em 1997, poderia ter jogado junto com 13 anos de antecedência.

Apesar da negativa de Fitch do negócio, os dois lados divergem em quem cancelou a troca. Do lado do Rockets, todos afirmam que o plano sempre foi juntar Olajuwon e Sampson, enquanto do lado do Blazers, eles afirmam que nunca quiseram se desfazer de Drexler. No fim das coisas, talvez ambos tenham desistido.

Além dessa vez, houve ainda outra oportunidade do Rockets ter Jordan em seu elenco. Após as finais de 1986, quando Houston perdeu para o Boston Celtics de Larry Bird, o Bulls fez uma proposta para ter Sampson em Chicago.

Sem um homem de referência no garrafão, o Bulls quis desfazer de seu jovem ala-armador para ter o já consagrado jogador de Houston. Mas a diretoria do Rockets não quis avançar na negociação e acreditando que poderia criar uma dinastia baseada na dupla de pivôs.

Com um desafio de imaginação já pensou como seria a década de 80 e a de 90 se o Houston tivesse juntado Michael Jordan com Hakeem Olajuwon ou ainda ter os dois mais Clyde Drexler? Seria muito bom para o torcedor do Rockets, mas infelizmente não aconteceu.

  • Victor Chittolina

    Se botassem Jordan, o melhor jogador de perímetro (e como um todo) da história junto com Hakeen, talvez o melhor jogador de garrafão da história, seria tipo a Ronda Rousey me chamando pra briga.
    Se além deles tivesse o Drexler também, aí era como se o Jon Jones viesse dar em mim.
    Resumindo: os times iam apanhar de qualquer jeito, mas com Drexler seria até covardia.

  • Eduardo Muniz

    Houston ficou próximo de ter uma dinastia por uma década… algo igual ao Celtics dos anos 60!

    • The Bulls

      Bem provável. Tipo Celtics

    • THE BULLS23

      É, mas o fato de Jordan ir jogar em time ruim engrandeceu muito seus méritos.

  • THE BULLS23

    Só uma correção. Felizmente para os Bulls e para Jordan isto não ocorreu.

    Uma das coisas que mais engrandecem a gloriosa carreira de MJ foi o fato de transformar um time sem expressão e coadjuvante no maior esquadrão de basquete do planeta.

    A história de Jordan não tem como ser melhor.

    Em tempo: Genial o texto!

    • George Raposo

      Obrigado!

  • Jefferson Jesus

    Foi muito bom para a nba que isso não ocorreu. Que me perdoe os torcedores do bulls mas a franquia antes de Jordan não era nada. Jordan ainda seria jordan em qualquer outra franquia, mas sem ele o bulls seria médio.Teria números piores? provavelmente sim mas ainda seria o gênio que foi. Com isso Houston e Bulls ganharam títulos ao invés de apenas o Houston.

    • Renan Ronchi

      Discordo de você, Jefferson. É claro que tirar Jordan do Bulls mudaria toda a história daquela época, mas lembre-se que em 87 o time de Chicago draftou Pippen e Horace Grant. E o próprio Toni Kukoc foi draftado em 90, apesar de demorar mais três anos pra sair da Europa. Krause era um merda, mas sabia montar equipes. Não há base pra dizer que o Bulls não poderia ser um contender sem Jordan. Até porquê se o Bulls draftasse o Sam Bowie eles seriam um time pior que o Basquete Cearense, e teriam grandes chances de pegar a first pick e draftar o Ewing no ano seguinte.

      • Jefferson Jesus

        Muito bom o seu ponto de vista. Mas mantenho o que disse sem Jordan não ganhariam, tanto que não ganharam, se ganhariam algo com Ewing ai já não sei ( tbm acredito que sim) mas ai temos que levar em conta que enfrentariam um time com hakeen e MJ nas finais. Mas são muitas suposições kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    • Zack Batista

      Se não tivesse draftado o Jordan, Pippen seria o grande nome da franquia e provavelmente, um dos 10 maiores da história. Chicago teve bons jogadores sim, além de ter sido celeiro de técnicos vencedores e competentes.

      Se seria mediano sem Jordan? Não dar pra afirmar isso, cara, não mesmo. E “se” tivéssemos draftado Malone, Hardaway e Kemp(como foi falado acima) e não Jordan em 84? Será q seríamos medianos mesmo? Tudo parte do pressuposto do achismo. 🙁

      • Jefferson Jesus

        Então pq quando jordan parou a primeira vez não ganharam?

        • Zack Batista

          Não ganharam pq o fator psicológico influenciou muito, diria… Mesmo sem Jordan e com a devida atenção a Pippen, na minha opinião, o Chicago seria grande e disputaria títulos sim. E hoje se discutiria se Pippen seria o maior ala da história da NBA. Muitos subestimam o Scott aqui, acho q por não ter tido oportunidade de tê-lo visto jogar. 🙁

          • Jefferson Jesus

            Entendi, discordo mas entendo o que quis dizer

          • Zack Batista

            Se o próprio LeBron com sua instabilidade emocional foi capaz de levar um time mediano para as finais e disputar titulo, pq Pippen não conseguiria? Já que aquele Chicago sem Jordan era melhor q o cavs de 2007… Não tenho dúvidas qto a isso. Mas claro q na época o leste era bem mais forte do q o James costuma a enfrentar nos tempos atuais, mas mesmo assim apostaria.

          • Renan Domok

            A liga era menos equilibrada naquela época, mas os contenders eram melhores. Difícil falar de “se”…

          • Jefferson Jesus

            Então Zack, como estamos dizendo e muito ” se” tudo isso e so especulação e ngm tem dados para provar que esta certo ou errado. Lebron jogou muito mas muito em 2007. Pippen faria aquilo? Na minha opinião não. Concordo que Lebron tem um lado emocional as vezes instável, mas como vc mesmo disse ele levou o time as finais sozinho 2 vezes, sendo assim o psicológico não serve como desculpa pro bulls não ter ganho sem jordan, pois como você mesmo disse era um time melhor que o cavs 2007 e provavelmente melhor do que jogou a ultima temporada.

          • Th Bulls

            A galera da pouco valor ao Pippen. Pippen era monstro!!

            O cara era o Lebron dos anos 90.

            Se Pippen jogasse hoje, coitado do camisa 23 do cavs….

      • Michel Moral

        Realmente. Exceto por uma cagada nível Trail Blazers, o Bulls inevitavelmente teria um Charles Barkley, Malone, etc., ou seja, um grande nome estaria em Chicago (claro que não nível MJ). Entretanto, concordo com você que é muito achismo.

        Ainda assim, só acho que é forçar bastante a barra dizer que Pippen seria top 10 all time. Para estar neste seleto grupo, ele teria de ter jogado muito mais do que jogou, independentemente de estar “na sombra” de Jordan.

        Ele é um dos maiores SF de todos os tempos. Provavelmente esteja no top 10 da posição, mas teve muita gente jogando mais do que ele no geral.

        • Zack Batista

          Mas esse é o fator crucial, Michel, ele não teve o aval de ser o franchise player da franquia, isso conta muito. O tempo de bola nas mãos e o sistema de jogo favorável pra si, eram bem menores pelo fato de jogar ao lado de um tal de M.Jordan, claro.

      • Marcos Alberto Brito

        com certeza seria mediano sem Jordan o cara e apenas o mair de todos os tempos

  • A questão é que fica pro Blazers, porque não o Sam Perkins? (ele era muito, muito bom jogador) Jordan & Drexler é difícil imaginar, ainda mais porque seus estilos são parecidos para serem combinados juntos no perímetro.

    • Michel Moral

      Realmente essa não deu para entender, André.

      Sam Perkins teve uma carreira muito boa.

      Até no final da carreira, jogando apenas com seus restos mortais, que mais parecia uma tartaruga ninja, eu curtia o estilo dele. Acho que ele aguentou até as finais de 2000, atuando pelo Pacers, nas finais contra o Lakers. Costumava abrir para arriscar o chute de longe com uma mecânica de arremesso muito engraçada.

      Mito.

      • Fabionez

        O estilo lhe rendeu o apelido big smooth…

    • George Raposo

      Tem uma livro muito legal “Tip Off” sobre esse Draft. Muita gente dos outros times acreditava que o Blazers selecionaria o Charles Barkley.

      • Tem que ter culhão para fazer uma escolha dessas hein Raposo!!! Por melhor jogador que seja a franquia sustentar numa pick alta um jogador de Auburn é algo pesado (nada contra, mas não é um projeto grande nem na SEC). O Sixers era confortável o suficiente para fazer isso já tinha um astro no time e poderia selecionar um bom jogador em potencial.

        Eu compartilho da mesma teoria do Ricardo Stabolito, nas três primeiras escolhas do Draft não pode errar!

  • MarceloLRBulls

    Essas coisas são interessantes… No Draft de 85 o Bulls poderia ter selecionado o Malone.. em 89 o Tim Hardaway/Kemp e o Divac

    • George Raposo

      E 87, o Sonics poderia ter ficado com o Pippen e não trocado pelo Polynice.

    • Pino EC

      E o Utah Jazz, que poderia ter o quarteto C Mark Eaton, PF Karl Malone, SF Dominique Wilkins e PG John Stockton nos anos 80, pena que Dominique fez de tudo para sair dos Jazz, tinha um timaço esperando por ele..

  • Marcio #Lakers

    O destino ja estava escrito, Jordan x Bulls e não teria como um ser separado do outro, Jordan nasceu pros Bulls fato! Não tem como explica esse draft de 1984.

    • Zack Batista

      Pronto! Concluiu! rsrsrs.. =D

    • Renan Domok

      Resumindo: Blazão não nasceu para o estrelato… kkkkkkkkk

  • Knickerbockers

    Sugiro que façam “Os erros históricos do Portland Trail Blazers”. kkkk

    • Jefferson Jesus

      Vdd seria épico kkkkkkkkkk

      • Knickerbockers

        Os caras só deixaram passar o Jordan e o Durant nos seus respectivos drafts, pior, foi a troco de nada kkk. Mas creio que foi azar mesmo, fizeram as apostas erradas, analisando friamente até que tinha alguma lógica as escolhas que fizeram.

        • Jefferson Jesus

          Na do Jordan sim , eu sinceramente pesquisei muito antes de entender o pq deles não terem draftado M.J mas no caso do Durant o mundo todo clamava pela escolha dele. sem comparar jogador foi uma cagada maior não escolher Durant

          • Olavo #RipCity #Emerging

            Nem todos, muitas pessoas (incluo eu no meio) defendiam a escolha do Oden em vez do KD. Chad Ford, um dos especialistas quando se fala em prospectos de basquete, fez uma lista a alguns anos atrás com os 25 melhores prospectos do Draft desde 2000. Oden ficou em 2º, apenas atrás do LeBron.

            http://insider.espn.go.com/nba/draft2014/insider/story/_/id/11099139/nba-draft-lebron-james-leads-rank-top-25-draft-prospects-last-15-years

          • Jefferson Jesus

            esta certo kkkkkkkkkkkkkkk já ate tirei meu comentário,

          • Rodrigo Santos

            Oden tinha tudo para dominar o garrafão. Seria melhor que o Howard do Magic. NÃO ESTOU EXAGERANDO…

          • Rodrigo Oliveira

            o Jogo do Howard é cheio de defeitos principalmente técnicos ofensivos.O Oden era bem mais técnico na Ncca do que o Howard, chuto uma mistura de Howard com a finesse do Duncan.

          • Dubnation

            caso parecido com o embiid nos dias de hj

          • Renan Domok

            Greg Oden seria o cara para pegar o bastão do O’neal como pivô dominante da liga. Tanto que até hoje não vejo nenhum pivô como dominante.

          • George Raposo

            O problema é que o Bowie teve uma lesão séria e muita das outras franquias nem sequer cogitou selecioná-lo por conta disso.

          • Olavo #RipCity #Emerging

            Pois é, mas na época do Draft quando o Blazers estava fazendo exames com o Bowie, em especial na tíbia aonde ele tinha sofrido aquela fratura por stress, ele mentiu para os médicos falando que não sentia dor no local, quando na verdade ele ainda sentia. Lembro que até saiu aqui no Jumper, a alguns anos atrás, uma matéria quando o Bowie confessou que mentiu na época.

        • Lucas

          Greg Oden tinha tudo pra ser melhor que o Durant.Tinha muita técnica e era comparado a Olajuwon. Não acho que foi um erro te-lo selecionado , foi algo como LeBron James em 2003 e Anthony Davis em 2012 .Todos achavam que ele era o melhor da classe.

          • Knickerbockers

            Exatamente.

          • Dubnation

            falou tudo , vendo o q ele jogou na highschool , e n adianta falarem , qlqer franquia teria escolhido ele com a pick 1 . blazzers n tem culpa se o cara nao vingou na nba por conta das lesoes .

  • Rafael Victor

    O Jordan falou recentemente que gostaria de ter jogado com o Olajuwon, que grande dupla seria formada, hein!? Talvez, fosse bem maior que Jordan-Pippen!

    • Zack Batista

      Falou sim… Mas não disse q seria em Houston…rsrs

      • Rafael Victor

        Pode crer! Olajuwon no Bulls com Jordan-Pippen-Rodman… UAU!

      • JimmyJordan

        hahahaha. show.

  • Dream Shake

    Que história cara, Jordan e Hakeem no mesmo time desde do início de suas carreiras, os dois sempre tiveram respeito entre si fora que a união do jogo deles era perfeito e ainda teria possibilidade do Drexler junto putz, imagine esses 3 gênios jogando juntos em seu auge é como colega disse em baixo nos comentários.
    Houston poderia fazer uma dinastia algo como o Celtics fez, MAS sempre tem o mas, os Gm’s e o treinador da época acharam que não valia a pena, fazer o que né hehe

  • VIEIRA – CHICO

    DE UMA COISA É CERTA – este lance de draft é muito louco –
    QUEM GARANTE QUE AQUELE JOGADOR SERÁ O MELHOR DA LIGA ?????
    e outra não depende apenas do talento do jovem jogador que naquele momento é apenas uma pedra bruta – o que precisa mesmo é TRABALAHAR e muito esta pedra bruta pra se tornar um DIAMANTE.
    E deste TRABALHO preciso de uma GRANDE EQUIPE DE APOIO – mas se deixar esta pedra bruta ser trabalhada por conta própria aí continuará sendo uma pedra bruta.

  • JimmyJordan

    De uma coisa é certa… A diretoria do Bulls segue fazendo m… desde “1986”. Obrigado, GM técnico do Rockets, entregadores de gatorade, texas, hambuguers, obrigado Jesus. Obrigado Jordan… Antes de Você só Artis Gilmore, Jerry Sloan and Bob Love de relevantes na franquia.. Mas a partir do careca da jersey 23… =D

  • pedrokadf

    Acho q jordan teria ganhado mais q 6 anéis rs !!

  • George Raposo

    Uma história bem interessante sobre o Draft de 1984 é que ninguém conhecia John Stockton. Muita gente chegou até a ficar surpresa com ele saindo na #16 pro Utah Jazz. E ele virou um dos melhores PG’s da história.

    • Pino EC

      E o nosso “Mão Santa” Oscar Schmidt também participou desse draft-1984, selecionado pelo New Jersey Nets, lá na 131st escolha, e Hall da Fama sem nunca ter jogado pela NBA, infelizmente

      • Gustavo Freitas

        Infelizmente mesmo. Assim, ele jamais diria que poderia ser um dos melhores da NBA.

        • Leonardo Augusto N. Dos Santos

          Ele adora dizer que fez um camp nos Estados Unidos e “matou” o Barkley, contou essa estória no ultimo bola da vez que fez na ESPN…

          • George Raposo

            Tem um texto que o cara descreve minuciosamente esse camp pré-Draft, e ele nem cita o Oscar. Se fosse tão impressionante assim teria falado, não acham?

  • Marcelao Melo

    nao tem jeito.. Blazzers nasceu para se foder… esquecem Brandon Roy, Aldridge e ODEN?
    obvio que nao pegariam Lillard..mas seria um tremendo Big 3.
    nasceu cagado de urubu…