Craig Sager trabalhará em seu primeiro jogo de finais da carreira

 

Craig Sager 1

Após mais de três décadas de carreira, o icônico Craig Sager vai trabalhar em seu primeiro jogo de finais da NBA nesta quinta-feira. O repórter da TNT será cedido a ESPN por uma noite, por meio de um acordo inédito entre as emissoras detentoras dos direitos de transmissão da liga nos EUA. Assim, o veterano dividirá o posto de repórter de quadra com Doris Burke durante a sexta partida da decisão deste ano.

“Eu gostaria de agradecer a TNT e ESPN por proporcionarem-me essa oportunidade grandiosa. Tenho acompanhado essa série com muita atenção e, sem querer ser uma distração do evento em si, estou ansioso para estar em quadra para esse incrível jogo. A comunidade da NBA é muito especial para mim e será uma grande honra”, celebrou o profissional de 64 anos, por meio de comunicado oficial.

Sager, que ficou conhecido por vestir ternos “chamativos” à beira da quadra, trava uma longa batalha contra a leucemia e, nos últimos dois anos, teve participação limitada em transmissões da TNT por conta dos seguidos tratamentos a que foi submetido. A ESPN já anunciou que prestará uma homenagem ao “concorrente”, agraciando-o com o Jimmy V Perseverance Award no ESPY’s deste ano, em julho.

Ricardo Stabolito Jr.
Ricardo Stabolito Jr.
Jornalista de 27 anos. Natural de São Bernardo do Campo, mas vive em Salvador há mais de uma década.
  • Rodolfo Ribeiro #ThunderUp⚡

    Esse aí é mito

  • Jefferson Cavalcanti

    Caramba, que acordo legal que a TNT e a ESPN fizeram, parabéns para as emissoras.

  • Uncle Drew

    Isso é sensacional. Sager trabalha desde a década de 80 como repórter da NBA pela TNT. Uma lenda da NBA, e exemplo de vida para todos. Mesmo com a quimioterapia e o médico lhe dando um prazo de cerca de 6 meses de vida…, ele continuava/continua trabalhando nos Playoffs desse ano, inclusive dirigindo mais de 2 horas de carro.
    Q faça um excelente trabalho hoje, e… #SagerStrong.

  • Que ótimo! Sager é uma figura sensacional da imprensa esportiva americana, tomara que fique curado logo…

  • Jeck Dias

    Incrível isso. Americanos podem ter seus defeitos mais o caras sabem valorizar a luta de uma pessoa independente de qualquer coisa.