DeAndre Ayton fica “paralisado” ao conhecer Diana Taurasi: “Jordan da WNBA”

Ser a primeira escolha do draft coloca um jovem nos holofotes da NBA de um dia para o outro. Mas qualquer atleta de 19 anos, obviamente, tem ídolos e exemplos no basquete. Escolhido no topo do recrutamento deste ano, DeAndre Ayton teve um momento de “tiete” nessa terça-feira, ao ser apresentado à estrela do Phoenix Mercury e uma das maiores jogadoras da história da WNBA, Diana Taurasi.

“Eu estava surtando, cara! A Diana veio até mim, cumprimentou-me, disse que era ótimo ter minha presença aqui. E, enquanto isso, eu estava totalmente paralisado lá como alguém que conhece seu ídolo. Fiquei meio sem palavras. Ela é o Michael Jordan da WNBA”, revelou o novo pivô do Phoenix Suns, que foi surpreendido pela presença do ídolo do basquete feminino durante um treinamento.

Entre vários prêmios e conquistas, Taurasi é três vezes campeã, MVP, uma das 20 maiores jogadoras da história e a maior pontuadora de todos os tempos da WNBA. Ela ainda tem seis títulos da Euroliga e quatro medalhas de ouro olímpicas em seu currículo. “Os elogios significam muito, vindo de um jovem como DeAndre. Mostra que estou fazendo algumas coisas certas na carreira”, agradeceu a futura integrante do Hall da Fama.

Ricardo Stabolito Jr.
Ricardo Stabolito Jr.
Jornalista de 27 anos. Natural de São Bernardo do Campo, mas vive em Salvador há mais de uma década.
  • Joao

    Bem bacana esse reconhecimento do Ayton. Só acho que devíamos parar um pouco com esse negócio de “Michael Jordan” da WNBA. Ela é a Diana Taurasi, não precisa de nenhuma comparação com homem pra sua afirmação como ícone do esporte.

    • Franklin Gomes Peixoto

      Não achei nada demais. Na verdade achei até legal a comparação demonstrando a importância dela para a WNBA. Eu mesmo nem assisto WNBA e esse comentário do Ayton da pra ter uma ideia da relevância de Diana.

      • Poli Canassa

        Diana é uma das maiores da WNBA, a comparação de certa forma foi correta, ela recentemente chegou a marca de mais cestas convertidas em toda WNBA e 1000 cestas de 3 convertidas, são marcar absurdas, vale a pena acompanhar o Mercury e a dupla que ela forma com a Griner.

    • Wadson Pinheiro

      Exatamente.

    • Ayton não a comparou com um homem, ele a comparou com um Deus, esse é o ponto hahaha. Eu não acompanho tanto a WNBA (as vezes uma partida ou outra quando tem transmissão no twitter ou finais na ESPN) a liga é bem jovem, se não me engano tem pouco mais de 20 anos, e esse tipo de paralelo ajuda a compreender a dimensão da atleta, mas espero que no futuro isso não seja necessário, e ao invés disso possamos dizer, “A jogadora X é tão boa quanto a Diana Taurasi foi”.

  • Scary Terry

    Taurasi joga muito.

  • Rafael L

    A lebrona da wnba

  • Hallan Novais

    Legal esse momento humildade desse rapaz.