“DeMarcus Cousins é o melhor pivô da liga”, crava Draymond Green

O Golden State Warriors conquistou a 32ª vitória da temporada neste domingo, em visita ao Sacramento Kings. E, para o ala-pivô Draymond Green, o duelo foi a oportunidade de reencontrar um de seus oponentes favoritos na NBA. O astro fez extensos elogios a DeMarcus Cousins nas entrevistas pós-jogo, que considera um dos atletas mais injustiçados da liga na atualidade.

“Eu acho que DeMarcus é o melhor pivô da liga. Muitas vezes, as pessoas não lhe dão o crédito que merece e tentam minimizá-lo por causa de sua reputação, faltas técnicas e coisas assim. Ele é um incrível jogador, espetacularmente talentoso. É o melhor pivô em atividade, sem dúvidas”, sentenciou o titular do Warriors e um dos responsáveis pela marcação do pivô no confronto.

Cousins não teve uma grande atuação na partida, com 17 pontos e dez rebotes em 29 minutos de ação – limitado pelo excesso de faltas. Mas Green vê a excelência do rival mais no vasto arsenal ofensivo do que nos números. “Jogar contra DeMarcus é sempre interessante porque ele é muito habilidoso. É um cara dominante que melhora ano após anos, não importa o que as pessoas digam”, finalizou.

Ricardo Stabolito Jr.
Ricardo Stabolito Jr.
Jornalista de 27 anos. Natural de São Bernardo do Campo, mas vive em Salvador há mais de uma década.
  • Gabriel Lucas

    Hoje em dia é o melhor, sem dúvida! Mas Embiid e Towns não irão deixar por muito tempo.

  • pedrokadf

    Não mentiu em nada…

  • Michel Moral

    Não é questão de ser politicamente correto.

    O problema é que o temperamento de Cousins atrapalha. Rasheed Wallace foi recordista de faltas técnicas, mas não atrapalhava o sucesso do time. Sir Charles Barkley idem.

    Cousins é a referência desse time de Sacramento, mas se comporta como se fosse um garoto de 18 anos que acabou de chegar na NBA.

    Tudo isso me leva a crer que ele não possui condições de ser um Franchise Player. Simples assim.

    O próprio Green é um jogador polêmico nas declarações e também no modo de jogar, mas seu modo de agir, pensar e jogar, mais ajuda o time do que atrapalha. Ou então, sequer chega a atrapalhar.

    Boogie parece perder o foco em determinados momentos. Ele se descontrola a um nível que não parece ser por causa de um jogo. Parece desequilíbrio mesmo.

    Acho que o pivô do Kings precisava jogar ao lado de um grande jogador. Aquele que sabe o que está fazendo e pode manter o nível de excelência do time quando acontecerem as cagadas.

    • KAJ

      É por isso que o último primeiro time que a NBA fez tem deandre jordan como pivo. Não por ser melhor, pois realmente cousins é muito versátil, mas dentro da posição, CENTER, deandre faz muito bem o seu papel. Existem muitos jogadores dito “super estrelas”, hoje, na nba, que “produzem” números incríveis, mas “invadindo” outras posições. Será que fariam o mesmo em times grandes? é o que todo mundo se pergunta quando projeta o próprio cousins, por exemplo, dentro de um GSW, CAVS, ou outro time de ponta hoje na liga. Eu nao tenho dúvida nenhuma que deandré faz só o “pivo”, e faz muito bem, pois o LAC é um time muito completo e inclusive adquiriu recentemente um bom reserva p ele. já o cousins, oras faz jogo de PF, até de SG. Drummond é outro exemplo, joga em um time inferior ao LAC, mas nao restam duvidas que seria proveitoso em qualquer time da nba, pois ele joga “exclusivamente” na posição center. Eu faço muita questao de valorizar esses dois pivos, o deandre e o drummond, pois em tempos de “small ball”, é legal ver pivos atléticos, que fazem bem a sua função. Eu tenho p mim que pivo nao deve ser tao versátil como alas e armadores, pois ele é a referencia de todos os chutes no reba ofensivo, e trancar o garrafao na defesa. Lembrando que nao estou criticando a versatilidade de cousins, apelas coloco uma interrogação no que ele seria capaz de fazer em um time grande, com grandes estrelas em todas as posições, tendo q fazer um jogo mais restrito
      ao que ele faz em sacramento. Espero que tenham entendido. abs

      • Michel Moral

        Faz todo sentido.

        Acho bacana que muitos pivôs estejam batalhando para desenvolver arremessos, assists e outros fundamentos não comuns aos pivôs. Mas concordo que muitos estão fazendo isso usurpando uma função que não é deles.

        Um bom exemplo de cuidados foi o de Kevin Garnett, que tentou mentir sua altura real porque queria jogar de SF (e tinha qualidade e versatilidade para isso). Porém, não era para ser assim. Se na época tivesse insistido e feito o que queria, também faria 60 pontos fácil.

        Outro exemplo positivo atual é o de Marc Gasol. Embora excelente defensor, não é bom reboleiro, atributo quase que indispensável para um pivô 5. Por outro lado, ele compensa em outros fundamentos que pivôs normais não dominam, como passe e arremesso. No entanto, é uma característica natural e não forcada. Sabonis pai era outro exemplo disso.

        Já Cousins e as vezes até Anthony Davis forçam jogadas que muitas vezes nem são donseu feitio. A bola até cai, mas o time perde muito com isso (ainda que os times sejam um desastre).

  • ThiagOo25

    Se não recebe crédito muitas vezes são pelas suas atitudes e escolhas. Só isso.

  • Guilherme Prates

    RÁ! ok…

  • Danilo Veroneze #GreenRunsDeep

    Achei q ele iria falar q era o pachulia

  • WESLEY

    tbm acho

  • Galvão 🔥 #HEATisOn #305

    Ah vá, é mesmo?