DeMarcus Cousins surpreende e reforçará “supertime” do Warriors

O mercado da NBA sofreu um legítimo abalo sísmico na noite desta segunda-feira: o atual bicampeão da liga conseguiu a façanha de adicionar mais um astro ao seu já estrelado plantel. De acordo com o repórter Shams Charania, do portal Yahoo! Sports, o Golden State Warriors apalavrou a contratação do craque DeMarcus Cousins até o final da próxima temporada.

Pelo novo contrato, o pivô de 27 anos receberá a chamada exceção salarial média da NBA: só US$5.3 milhões totalmente garantidos. A ferramenta é uma “brecha” prevista no acordo coletivo de trabalho da liga para que franquias que já estejam acima do teto salarial possam contratar, anualmente, atletas de maior relevância do que os disponíveis pelo salário mínimo para veteranos.

Cousins revelou ao repórter Chris Haynes, da ESPN, que não recebeu uma oferta sequer – nem de renovação com o New Orleans Pelicans – desde o início da agência livre. Isso levou o astro, que ainda se recupera de uma grave lesão no tendão de Aquiles, a considerar cenários alternativos e pediu ao seu empresário para entrar em contato com o time de Oakland.

A versão foi contestada pelo analista Zach Lowe, da ESPN, que noticiou que o pivô recebeu algumas propostas abaixo de US$10 milhões por ano, sendo que a maioria delas exigia um segundo ano de vínculo com opção de extensão para o time, como medida de segurança por sua situação física. Dentro das circunstâncias, os atuais campeões eram a clara melhor alternativa.

O gerente-geral do Warriors, Bob Myers, confirmou que as negociações começaram a partir do contato do agente John Greig e confessou ter ficado em choque com o interesse. Diante da oportunidade, a situação evoluiu em poucas horas. Especulou-se que o Boston Celtics também fosse opção para Cousins, mas a imprensa que cobre a equipe negou que uma oferta tenha sido feita.

Los Angeles Lakers e Washington Wizards foram apontados, desde o início da offseason, como times que monitoravam a situação do atleta e podiam contratá-lo. Haynes apurou que o Portland Trail Blazers chegou a abrir discussão para tentar adquirir o craque por meio de uma negociação de sign-and-trade, mas as conversas não evoluíram de forma satisfatória.

O Warriors terá um quinteto inicial em potencial com cinco jogadores que já foram selecionados para o Jogo das Estrelas – algo sem precedentes na história da liga – com a chegada de Cousins, mas ele pode só ter condições de atuação na segunda metade da próxima campanha. Em 535 jogos ao longo de oito temporadas, o problemático pivô registra médias de 21.5 pontos, 11.0 rebotes e 3.2 assistências.

Gustavo Lima
Gustavo Lima
Jornalista graduado pela UFMG e pós-graduado em Produção em Mídias Digitais pela PUC-MG. Natural de Ipatinga e residente em BH. Editor do Jumper Brasil desde 2007. Acompanha a NBA desde 1993. Torcedor do Phoenix Suns, mas adepto da imparcialidade.