DeRozan e Westbrook são eleitos melhores jogadores de abril

A NBA anunciou nesta sexta-feira que o ala-armador DeMar DeRozan (Toronto Raptors) e o armador Russell Westbrook (Oklahoma City Thunder) foram eleitos os melhores jogadores de abril nas conferências Leste e Oeste, respectivamente. Embora seja mensal, o prêmio leva em conta apenas as atuações até o fim da temporada regular.

DeRozan participou de sete dos oito jogos do Raptors no período, conduzindo a equipe a cinco vitórias e à quebra do seu recorde de triunfos em uma temporada (49). Ele anotou 24.1 pontos (maior marca do Leste no mês), 3.7 rebotes e 4.9 assistências, além de 49.2% de acerto nos arremessos de quadra. Mesmo perdendo uma partida, o ala-armador ainda liderou a liga em abril com 49 lances livres cobrados – e converteu 42 deles (85.7%).

Já Westbrook, que não conseguiu levar o Thunder aos playoffs, acumulou médias de 32.5 pontos (maior marca da liga no período), 8.0 rebotes e 8.1 assistências em oito confrontos disputados. No último domingo (12), ele quebrou o recorde de sua carreira ao marcar 54 pontos na derrota do seu time para o Indiana Pacers. Este é o terceiro prêmio mensal consecutivo recebido pelo armador.

Outros nove atletas foram citados na votação deste mês: Isaiah Thomas (Boston Celtics), Brook Lopez (Brooklyn Nets), Pau Gasol (Chicago Bulls), Stephen Curry (Golden State Warriors), C.J. Miles (Indiana Pacers), DeAndre Jordan, Chris Paul (Los Angeles Clippers), Anthony Davis (New Orleans Pelicans) e Kawhi Leonard (San Antonio Spurs).

 

Bogdanovic e Hood levam prêmio mensal entre calouros

A NBA também elegeu nesta sexta-feira os alas Bojan Bogdanovic (Nets) e Rodney Hood (Utah Jazz) como melhores novatos de abril nas conferências Leste e Oeste. Os dois jogadores estão recebendo a honraria pela primeira vez na temporada.

Bogdanovic liderou os estreantes da conferência Leste em pontuação (14.4) neste mês, com aproveitamento de 48.8% nos arremessos de longa distância. O europeu quebrou sua maior marca na NBA ao anotar 28 pontos na última quarta-feira (15), durante a vitória do Nets sobre o Orlando Magic. O triunfo selou a classificação dos novaiorquinos aos playoffs.

Hood, por sua vez, ajudou o Jazz a vencer cinco de seus oito últimos jogos na temporada com média de 16.7 pontos. Ele teve dígitos duplos em pontuação em seis das partidas, incluindo três atuações de 20 ou mais pontos. Ao longo de abril, o jovem estabeleceu novos recordes pessoais em assistências (oito, no dia 11, diante do Portland Trail Blazers) e pontos (25, no dia 05, contra o Sacramento Kings).

Outros seis estreantes receberam menções na votação mensal: Jordan Clarkson (Los Angeles Lakers), Andrew Wiggins, Zach LaVine (Minnesota Timberwolves), Langston Galloway (New York Knicks), Elfrid Payton (Magic) e Nerlens Noel (Philadelphia 76ers).

 

Stevens e Rivers são escolhidos técnicos do mês

Para completar, a NBA anunciou na última quinta-feira que Brad Stevens (Celtics) e Doc Rivers (Clippers) foram agraciados com os prêmios de melhores treinadores de março nas conferências Leste e Oeste, respectivamente.

Stevens comandou o Celtics à melhor campanha do período no Leste, com oito vitórias em oito jogos. O recorde incluiu triunfos nos quatro compromissos disputados longe de Boston e seis resultados positivos seguidos para fechar a temporada regular. Com isso, a equipe garantiu a sétima posição da conferência e encara o Cleveland Cavaliers na primeira rodada dos playoffs.

Já Rivers liderou o Clippers ao único recorde perfeito da NBA em abril, com sete vitórias. O time marcou 108.6 pontos em média nas partidas enquanto cedeu só 97.4, registrando o segundo melhor saldo da liga no período (+11.2). Terceiro colocado do Oeste, os angelinos vão enfrentar o atual campeão Spurs na fase inicial da pós-temporada.

Outros seis técnicos foram indicados pelos votantes do mês: Lionel Hollins (Nets), David Blatt (Cavaliers), Steve Kerr (Warriors), Frank Vogel (Pacers), Monty Williams (Pelicans) e Gregg Popovich (Spurs).

Ricardo Stabolito Jr.
Ricardo Stabolito Jr.
Jornalista de 27 anos. Natural de São Bernardo do Campo, mas vive em Salvador há mais de uma década.
  • Gustavo Celtics

    Rodney Hood tem um bom futuro pela frente sabe arremessar. Esse time do Jazz promete daqui uns anos

  • Eric Andrade

    O Hood eh muito bom, achei bem bizarro da parte do Celtics draftar o young e deixar o Hood passar, o garoto arrepiava em duke, vários jogos até mais que o Parker. O Jazz resolveu dar minutos pro garoto e ele vem correspondendo, ano que vem vai explodir.

    • Gustavo Celtics

      Eu também achei q o Celtics ia de Hood

  • Stockton to Malone

    Hood foi um steal na pick 23. Ele só não recebeu mais minutos antes pq sofreu com diversas lesões durante a temporada e quando voltou precisou ter seus minutos limitados. Mas o garoto é bom mesmo, arremessa bem, vai ser ainda mais importante pro time no futuro. Só espero que as lesões tenham ficado pra trás.

  • Quando sai o MVP da temporada ?

  • Nicolas Dias

    Termina de forma amarga a melhor temporada da carreira do Westbrook, e o pior é a injustiça que ele sofre. Voltou de lesão em dezembro pegou o OKC em último e colocou em 8° no selvagem oeste, eu sei que ele não será MVP mas pela competitividade do oeste isso foi um feito de MVP. Evoluiu muito mentalmente, esteve menos afobado, mais inteligente, teve números absurdos, segurou as pontas na ausência do Durant, mas com as lesões de Ibaka e Roberson a defesa enfraqueceu muito, e nem com seus poderes de tartaruga ninja Russ poderia defender 5 posições ao mesmo tempo e manter a vaga nos playoffs. O cara produziu minimamente 50 pts do seu time por noite, 1° em pts, 2° em steal, 4° em ast, 2° em eficiência, 11 TD, 31 DD, o último a ter seus números de fevereiro foi O.Robertson em 1965, e tem gente que injustamente o critica. “Mimimi ele é muito fominha, peladeiro, não é PG puro, não passa”, amigos, Steve Nash foi um PG puro, 3° que mais deu assistência, e não foi nem a uma final, as características do jogo do Westbrook não é responsável pelo insucesso do OKC, ao contrário, Thunder só chegou a última rodada brigando por playoffs por causa do Westbrook.

    • jc-lakers

      se ele continuar evoluindo desse jeito, a tendência é ele ter a mesma importância do Durant e com o kanter mantendo o mesmo nível e o Ibaka bem, é time pra ser campeão da nba, no mínimo um quarteto excelente.

  • lucas

    Kanter não é agente livre?