Derrick Rose “supera” saída traumática e não descarta retornar ao Bulls

DENVER, CO - NOVEMBER 25: Derrick Rose #1 of the Chicago Bulls looks on during a break in the action against the Denver Nuggets at Pepsi Center on November 25, 2014 in Denver, Colorado. The Nuggets defeated the Bulls 114-109. NOTE TO USER: User expressly acknowledges and agrees that, by downloading and or using this photograph, User is consenting to the terms and conditions of the Getty Images License Agreement. (Photo by Doug Pensinger/Getty Images)

Derrick Rose nunca escondeu que ter sido trocado pelo Chicago Bulls, em 2016, foi um dos maiores “baques” sofridos na carreira. O armador, que jogava limitado por lesões há anos, ficou revoltado e até flertou com a depressão por acreditar que a cidade que assumiu como casa na liga havia rejeitado-o. Só o passar do tempo e a experiência ensinaram o atleta a lidar e superar a traumática saída da equipe.

“Eu acho que minha relação com Chicago reparou-se muito bem. Meu ânimo estava lá embaixo quando fui negociado e, naquela situação, você ouve tudo o que dizem e leva para o pior lado possível. Mas isso forçou-me a amadurecer como homem e jogador. Eu cresci com tudo o que vivi e aquilo mudou o meu caráter”, afirmou o destaque do Detroit Pistons na temporada, em entrevista à ESPN.

O remorso não abalou a idolatria de Rose em Illinois: desde que foi negociado, ele é ovacionado pelos torcedores de Chicago a cada vez que volta à cidade. O sonho dos fãs é vê-lo novamente com a camisa do Bulls e o jogador, que vai ser agente livre em julho, não descarta o retorno. “Eu estarei aberto a qualquer possibilidade quando a temporada terminar. E Chicago seria, certamente, uma delas”, cogitou.

Ricardo Stabolito Jr.
Ricardo Stabolito Jr.
Jornalista de 27 anos. Natural de São Bernardo do Campo, mas vive em Salvador há mais de uma década.