Devin Booker: “Ainda tenho um longo caminho para ser o jogador que desejo”

Muitas franquias não viverão na temporada inteira o que o Phoenix Suns passou nas primeiras dez partidas da campanha. Entre uma polêmica nas redes sociais, demissão de um técnico após vexatório começo de competição e a troca de um titular absoluto, o time já encarou uma crise e teve que repensar seus planos no primeiro mês de jogos. Uma situação inesperada, que Devin Booker admite ter trazido críticas injustas ao elenco.

“Tudo aconteceu de uma vez. Viramos o foco das atenções, todo mundo só falava da gente. Foi uma situação dura, pois temos um plantel jovem e ninguém sabe o quanto trabalhamos aqui. Ninguém diz como a NBA é talentosa e como fica difícil ganhar quando não se tem experiência. Hoje, somos um grupo jovem realmente bom lutando para competir contra adultos e enfrentando todas as adversidades”, afirmou o ala-armador, em entrevista à ESPN.

Para Booker, as profundas mudanças trazem a confirmação de que o Suns aposta e precisa de seu desenvolvimento para ser a peça central do time no futuro. O atleta de 21 anos já deu sinais de que pode ser o craque que a direção do Arizona deseja, após anotar 22.1 pontos de média na última temporada, incluindo uma fantástica atuação de 70 pontos contra o Boston Celtics. Um currículo surpreendente para alguém que ainda inicia sua terceira temporada na NBA.

“Eu estou surpreso com tudo o que já fiz, mas, ao mesmo tempo, nunca satisfeito. Sempre encontro algo que posso aprimorar, fazer melhor, em meu jogo. Então, os feitos que consegui mostram que estou no caminho certo. No entanto, ainda tenho um longo caminho a percorrer para ser o jogador que desejo. Ser conhecido como ‘Mr. 70’ não é ruim, mas prefiro ser um vencedor”, avaliou o cestinha da equipe de Phoenix, candidato a disputar seu primeiro Jogo das Estrelas em 2018.

Mas, mesmo que o caminho ainda seja longo para Booker, ele se vê pronto para dar o passo à frente que muitos dentro do Suns esperam. “Eu cresci idolatrando os caras, os líderes de franquias, como Kobe Bryant. Ser a referência de uma equipe é uma grande responsabilidade, dentro e fora de quadra, mas não posso reclamar da posição em que estou. É uma responsabilidade que, na verdade, eu sinto estar me preparando para assumir a minha vida inteira”, assegurou.

Um time forte é feito de mais do que uma referência, no entanto. E, nesse sentido, o Suns precisa dar muito mais passos para estar preparado para vencer: além do jovem ala-armador, o elenco só tem outros dois atletas com média de dez pontos por partida (T.J. Warren e o calouro Mike James). Parece realmente ainda faltar anos para que essa equipe seja competitiva, mas o cestinha aposta no talento de seus companheiros na mesma medida que a franquia aposta nele.

“Nós sabemos o que precisamos fazer: seguir o desenvolvimento. Warriors, Spurs têm bases mantidas a cinco, dez anos. Isso é o que os fazem fortes. Então, para ser sincero, acho que estamos no caminho certo. Com mais alguns anos de rodagem, com os jovens talentos que temos, tenho certeza de que estaremos em uma boa posição para sermos competitivos”, finalizou Booker, conseguindo ver o início de uma grande mudança em Phoenix.

Ricardo Stabolito Jr.
Ricardo Stabolito Jr.
Jornalista de 27 anos. Natural de São Bernardo do Campo, mas vive em Salvador há mais de uma década.
  • Khan

    garoto, lhe falta ódio para figurar entre os grandes, o ódio foi o que mudou minha vida e graças a mim pude sair da merda que eu estava
    https://uploads.disquscdn.com/images/547e0692153d9cdff0efd09e63d4c4ea98389124f7dc550ef4fbe649784f41e2.jpg

  • Leo Matos

    Mesmo depois desses problemas iniciais que teve o Suns nesse começo de temporada o mulek ta com 23,2pts de média, vai ser um scorer nato.

  • Thiago26 // NBA GAME

    All stars e mvp em breve.. o Yan pira

    • Yan ”Banido” Alves #Suns

      Ele vai vencer o título da NBA pra gente sozinho

  • Marcelo Desoxi

    Se fosse mais atlético, seria um Kobe melhorado.

    • Gabriel S Monteiro

      Precisava gostar de defender também né, que não é muito o forte dele! haha
      Mas tem tudo pra ser um baita jogador!

      • Marcelo Desoxi

        Acredito que o máximo que ele vai alcançar defensivamente é o nível médio, atleticismo ajuda muito no quesito defesa.

  • Guilherme Petros

    Já entrou pra história da NBA, tem tudo pra marcar o nome ainda mais. Vai brilhar, o menino.

    • Felipe Murakoshi

      Kobe defendia, Booker não.

      • Guilherme Petros

        Mas… o que tem a ver?

      • Yan ”Banido” Alves #Suns

        Melhorou 255% sua defesa nessa temporada

  • Rafael Victor

    Moleque bom!

  • Uma pena estar numa equipe tão ruim como o Suns…

  • Yan ”Banido” Alves #Suns

    Devin ”G.O.A.T” Booker

  • Talento bruto, mas precisa melhorar pra 3.

  • Jefferson Cavalcanti

    Parece ser bem maduro. Vamos ver. Eu me acostumei com o Suns brigando lá em cima, temo que a franquia entre em um processo Kings ou Wolves de ter jovens talentos mas nunca sair do buraco.

    A diretoria do Suns parece ser muito ruim e os bons jogadores estão saindo de lá insatisfeitos (Bledsoe, Markieff, Isaiah Thomas e Dragic) Isso me preocupa mais que a incapacidade do time em defender.

  • Israel Pegado

    Joga o fino do basquete esse rapaz. Gosto muito de vê-lo em ação.

  • osmfapsmfafmsa

    com phoenix dificil amigo

  • Danilo Celtics #Banner18

    jogando em phoenix dificil

  • Fabrica de Vassilo

    Com ctz é um dos meus jovens favoritos. Também torço por sua evolução ano a ano, pena que o Suns não parece um time muito próspero pros próximos anos