Devin Booker faz história na NBA com atuação de 70 pontos

Devin Booker colocou seu nome nos livros de recordes da NBA nesta sexta-feira. O ala-armador do Phoenix Suns quebrou várias marcas históricas ao marcar 70 pontos na derrota do time para o Boston Celtics. Não só foi a maior pontuação de um atleta nesta temporada, mas também a maior desde a performance de 81 pontos de Kobe Bryant contra o Toronto Raptors, em 2006.   

O titular do Arizona tornou-se apenas o sexto jogador da história da liga a anotar 70 ou mais pontos em uma partida, juntando-se a Kobe, Wilt Chamberlain, Elgin Baylor, David Thompson e David Robinson. Com somente 20 anos de idade, ele ainda passa a ser o mais jovem a atingir a marca e dono da maior pontuação de um atleta do Suns (superando Tom Chambers).

“Isso não acontece com muita frequência, né? Especialmente, contra uma equipe defensiva tão boa quanto o Celtics. Sabia que precisaria estar totalmente focado hoje, pois enfrentá-los em Boston nunca é fácil. O primeiro tempo foi bem difícil. Tentei ser bastante agressivo, meus companheiros começaram a me achar e o resto é história”, descreveu Booker, depois da partida.

Para o jovem, a sensação a cada cesta era que a lotada arena do Celtics se tornava o centro de treinamento do Suns. “É como se você estivesse no ginásio sozinho. Eu tento os arremessos e eles caem de forma consecutiva. Foi assim que eu comecei a me sentir. Senti-me confortável, como se estivesse treinando em minha quadra. Fica mais fácil a cada bola que você lança”, explicou.

O ala-armador acertou 21 de 40 arremessos tentados na noite e 24 dos 26 lances livres que cobrou. Mas, para alcançar os sensacionais 70 pontos, foi preciso mais. Mesmo com o jogo perdido, o técnico Earl Watson continuou pedindo tempos e a equipe cometeu faltas intencionais para que o jogo se estendesse e, com mais posses, Booker pudesse aumentar sua pontuação.

Para o astro Isaiah Thomas, a estratégia do oponente foi algo diferente de tudo que já viu em quadra. “Foi estranho demais. Eu nunca vi algo assim, perseguirem números dessa forma. Acho que ninguém nunca tinha visto. Continuarem pedindo tempos, fazendo faltas, perdendo por 15 pontos. Mas estava claro o que estavam tentando fazer”, contou.

Apesar da reação dos adversários, Watson não se sentiu na necessidade de pedir algum tipo de desculpas depois da partida. “Isso é basquete, gente. Eu não estou querendo que gostem de mim em Boston, não me importo com isso. Fizemos algo que estranharam, e daí? Estou deixando meus garotos jogarem. Algum problema?”, questionou o treinador, com naturalidade.

O vestiário do Suns foi tomado por uma sensação estranha ao fim do jogo também. Os jogadores comemoravam a atuação histórica de Booker e esqueciam que o time havia sofrido mais uma derrota – o 51º resultado negativo em 73 jogos disputados na temporada e o sétimo revés consecutivo. Não era a situação que o elenco queria estar comemorando em março, mas era um motivo de celebração.

“Foi uma sensação estranha porque nós somos vencedores por toda nossa carreira. Mas, ao mesmo tempo, estávamos buscando algum motivo para comemorar nesta temporada. Significou muito ver os veteranos contentes. Tyson Chandler vibrava no banco, Jared Dudley deu dez assistências só me procurando em quadra. Foi estranho, mas existe uma beleza em tudo isso. História foi feita aqui e não teria acontecido sem meus colegas”, finalizou o recordista da noite.

Ricardo Stabolito Jr.
Ricardo Stabolito Jr.
Jornalista de 27 anos. Natural de São Bernardo do Campo, mas vive em Salvador há mais de uma década.
  • Danilo Veroneze #GreenRunsDeep

    apesar da defesa e o jogo no final n ter sido taooo levado a serio , nada desmancha o talento desse garoto , e volto a lembrar qdo vi achei q ele tinha tipo feito mais de 10 bolas de 3 pra chegar nesse numero , porem nao , ele atacou o cesto ao maximo chutou 40 bolas , parabens!!

  • Hugo Thunder

    E pensar que essa belezinha foi escolhida uma pick antes do Paynão, O louco

  • Gabriel De Oliveira Meira

    Esse cara vai longe, rapaz romântico, curte um som do bom e ainda faz 70 pts numa noite!

  • Diego Costa

    “Isso é basquete, gente. Eu não estou querendo que gostem de mim em Boston, não me importo com isso. Fizemos algo que estranharam, e daí? Estou deixando meus garotos jogarem. Algum problema?”

    Boa!

  • Yan Alves #TankBrothers

    Vimos história ontem!! Que orgulho do garoto, eu sempre acreditei nele!

  • Henrique

    Pergunta: Aquela galera (no mundo todo) que desmerecia essa geração de jogadores, pós draft-2003-, ainda acha que essa geração é uma droga, fraca e que não tem a mínima qualidade em relação as outras do passado? Mesmo um garoto de imenso potencial metendo 70 pontos, uma geração de pivôs fantástica surgindo, um cara próximo de ter médias de TD, cinco potenciais MVP’s, alguns garotos europeus surgindo com força e dispostos a serem os FP’s de sua franquia, vários outros com grande qualidade e imenso potencial, fora dos grandes centros da mídia, mas arrebentando, e outros bons jogadores, ainda tem gente que acha que essa geração não é uma geração especial?

  • Thiago26-NBA

    Thomas, cuida da sua vida. Inveja?

    Vão chorar por mais uma derrota? Temporada já ta perdida mesmo…vão ser top alto no draft, tem que comemorar esse feito mesmo.

    • Caseh

      Thomas não disse nada de mais, apenas registrou uma surpresa (o que realmente foi)

  • Yan Alves #TankBrothers

    Pra quem quiser saber um pouco mais sobre o mito bookão, aqui tem uma matéria interessante com os feitos dele nessa temporada

    http://app.sportv.globo.com/nba/quem-e-devin-booker-o-jovem-de-20-anos-que-assombrou-a-nba-com-70-pontos/

    • Maurilei Teodoro

      Muito boa matéria !!

    • Wadson Pinheiro

      Garoto de Futuro. O Suns precisam mudar algumas coisas no seu staff e trazer uns dois jogadores de nível para ajudar o garoto e formar um bom time.

      • Yan Alves #TankBrothers

        Concordo, primeiramente acabar com o tank. Pega um monstrinho com essa nossa top pick desse ano e depois esquece isso. Tem que vir tentando ser competitivo de qualquer jeito, somos a 4º franquia mais vitoriosa da Nba, apesar de não termos nenhum titulo, porém sempre nos acostumamos a principalmente ir pros playoffs. Agora já fazem longos 7 anos sem conseguirmos ir! É hora de mudanças, já fizemos o percurso de draft até achar um bom jogador ao qual podemos montar um time em volta, agora só falta darmos um time pra ele.

  • Rafael Victor

    Acho do caralho quando algo dessa grandeza acontece de onde menos se espera! Legal!

  • Baixinho Sensação #BC
  • Só falta ir para um time melhor pra se desenvolver melhor ainda.

    • Wadson Pinheiro

      Deixa o Garoto no Suns. A a única certeza de futuro do time e o único acerto do GM todos esses anos.

  • Matheus Oliveira

    Jogando pra caçar número e com mais de 40 minutos de quadra, qualquer jogador de alto nível (KD, Stephen, LeBron, Kyrie, Harden, Westbrook etc..) consegue números gigantes.
    Mas pra auto estima do moleque é ótimo, é novo e o Suns não tinha nada a perder.

  • Edson Eu

    Podem dizer o que for, o cara tem talento, é inegável. Mas 70 pontos dessa maneira não é um feito, a parcela fabricada desse record faz tudo ser tão artificial.