“Didi” Louzada realiza sonho e torna-se 15º brasileiro draftado na história da NBA

O Brasil tem mais um representante no melhor basquete do mundo. O ala Marcos “Didi” Louzada confirmou as projeções da maioria dos serviços especializados e foi selecionado na 35ª posição do draft desse ano, pelo New Orleans Pelicans, com escolha originalmente pertencente Atlanta Hawks. Ouvir seu nome chamado pelo vice-comissário da NBA, Mark Tatum, foi a realização de um sonho para o jovem.

“Eu estou muito feliz por estar vivendo isso. É um sentimento único, difícil de ser descrito, que nunca senti antes. Quero dedicar esse momento, especialmente, à minha mãe, Rosane, e minha vó, Tereza, porque foram elas quem deram todo o apoio e batalharam para que eu tivesse condições de lutar para isso”, contou o atleta de 19 anos, que perdeu a avó há poucas semanas, logo após ser draftado.

“Didi” ganhou projeção internacional com boas atuações pelas seleções de base e principal, onde foi peça importante na conquista da vaga na Copa do Mundo FIBA desse ano, além de já fazer parte da rotação de um dos mais competitivos times nacionais. Pode soar que o garoto só apareceu agora para o grande público, mas ele sabe que teve uma longa jornada até o Barclay’s Center nessa quinta-feira.

“Esse é um dos dias mais felizes da minha vida. Ouvir o meu nome ser chamado e saber que uma franquia confia no meu basquete é especial. Lembro do caminho que percorri para chegar aqui e sei que a responsabilidade, cobranças e pressão vão ser ainda maiores agora. É uma conquista que enche-me de orgulho e tem um pouco de cada companheiro de equipe, treinador e amigo que ajudou”, exaltou o jovem capixaba.

Com “Didi”, o Brasil chega à marca de 15 atletas selecionados na história do draft e quebra um jejum de cinco anos sem jogadores escolhidos. Ele foi a quarta seleção do Pelicans no recrutamento e a única de segunda rodada do time na noite. Antes, os dirigentes de Nova Orleans já haviam chamado o fenômeno Zion Williamson (1), o pivô Jaxson Hayes (8) e o ala-armador Nickeil Alexander-Walker (17).

A grande dúvida que paira agora sobre o prospecto brasileiro são os rumos que a franquia projeta para sua carreira. Ele vai permanecer em Franca na próxima temporada? Já jogará pelo Pelicans em 2019? Perguntas que, hoje, são pequenas perto da empolgação e motivação de “Didi”. “Eu sei que posso e tenho muito a crescer ainda, a evoluir. Trabalharei duro para isso”, garante.

Confira lista completa dos brasileiros que já foram selecionados no draft da NBA:

Draft

Jogador Equipe Posição

1976

Marquinhos Abdalla Blazers 162
1984 Oscar Schmidt Nets

131

1988

Rolando Ferreira Blazers 26
2002 Nenê Hilário Knicks

7

2003

Leandrinho Barbosa Spurs 28
2004 Rafael “Baby” Araújo Raptors

8

2004

Anderson Varejão Magic 30
2006 Marquinhos Vinicius Hornets

43

2007

Tiago Splitter Spurs 28
2010 Paulão Prestes Timberwolves

45

2012

Fab Melo Celtics 22
2013 Lucas “Bebê” Nogueira Celtics

16

2013

Raulzinho Neto Hawks 47
2014 Bruno Caboclo Raptors

20

2019

Marcos “Didi” Louzada Pelicans

35

 

  • Ricardo Pasolini

    Estou confiante que nesse elenco jovem dos Pelicans, com uma mentalidade de desenvolvimento dos draftados, pode pegar uns minutinhos já na primeira temporada!

    • JASPION DA MASSA

      Ainda mais com lonzo hart e ingram sempre tendo uma lesão ou outra, ele talvez tenha alguns minutos.

  • Clutch Durant

    Didi ROY

  • Thiago R.

    Ele vai jogar de SG ou SF? Pq ele é baixo para a posição de ala na NBA

    • Warrg

      SG… Só que ele com 19 anos já era um marcador de elite na Nbb… Já na Nba ele tem que crescer ainda, o time em rebuild é ideal pra ele ter espaço… To na torcida por ele…

  • arruda91 arruda

    Summer league o Pelicans tem um time forte parece que Aquele aubrey Dawkins de UCF vai joga no Pelicans na summer tb

  • Josadaque Matos

    Voa, garoto

  • GarPax

    E aí pisiti

  • Se não perder a cabeça e trabalhar para evoluir o jogo, tem chances de se firmar na NBA como role. Tem instintos naturais para marcação.

  • RSMC

    Rolando Ferreira – 12 jogos (Portland)
    Nenê – 965 jogos (Denver, Washington, Houston)
    Leandrinho – 850 jogos (Phoenix, Toronto, Indiana, Boston, Golden State)
    Rafael Araújo – 139 jogos (Toronto, Utah)
    Anderson Varejão – 627 jogos (Cleveland, Golden State)
    Marquinhos – 26 jogos (New Orleans Hornets)
    Tiago Splitter – 355 jogos (San Antonio, Atlanta, Philadelphia)
    Fab Melo – 6 jogos (Boston)
    Lucas Nogueira – 141 jogos (Toronto)
    Raulzinho – 199 jogos (Utah)
    Bruno Caboclo – 69 jogos (Toronto, Sacramento, Memphis)

    Outros BR’s:
    Pipoka – 1 jogo (Dallas)
    Alex Garcia – 10 jogos (San Antonio, New Orleans Hornets)
    Scott Machado – 10 jogos (Houston, Lakers)
    Vitor Faverani – 37 jogos (Boston)
    Cristiano Felício – 212 jogos (Chicago)
    Marcelinho Huertas – 76 jogos (Lakers)

    • suiciniV_Vascão

      Ou seja: Spurs draftou melhor os brasileiros. Nenê é o brasileiro melhor draftado, com mais jogos e a mais tempo atuando. Já existem 8 brasileiros com mais de 100 jogos na NBA. Tirando Leandrinho, os brasileiros mais bem sucedidos na NBA atuaram em até 3 times, Caboclo já está no terceiro e ainda não conseguiu estabilidade. Enfim…

  • suiciniV_Vascão

    O que passou pela cabeça do Toronto pra draftar esse Baby na 8 posição em 2004? pqp.