Dirigente do Wolves afirma que declaração sobre o Draft foi brincadeira

Depois de insinuar que a que a NBA fraudou a loteria do Draft para produzir “um grande enredo”, o gerente-geral do Minnesota Timberwolves, David Khan, afirmou ontem que as afirmações dele foram apenas brincadeiras, “uma resignação pelo destino dar ao Cleveland a primeira escolha ao invés do azarado Minnesota”.

“Eu não acredito em feitiços, maldições e certamente não acho que fomos prejudicados”, disse Kahn. “Mas eu acredito no poder das histórias, e eu brinquei ontem que é uma história bem melhor um garoto de 14 anos de idade derrotar um par de executivos de meia-idade em  TV nacional – e que a nossa Liga parece sempre ter sorte de fazer parte dessas histórias”.

Não houve repercussão por parte da NBA nessa quarta-feira sobre os comentários de Kahn. Apesar do tom de brincadeira, não se sabe se ele será repreendido ou punido. 

Kahn foi multado em 50 mil dólares ano passado por afirmar em uma rádio que o jogador Michael Beasley era “um garoto muito jovem e imaturo que fumava maconha demais” quando jogava em Miami.

Fonte: nba.com