Dono do Kings mira técnico “ofensivo” para substituir Michael Malone

Vivek Ranadive

O basquete do Sacramento Kings vai atingir um novo patamar com a chegada do sucessor de Michael Malone. A afirmação pode parecer ousada, mas esta é exatamente a aposta de Vivek Ranadive, dono da equipe e um dos supostos motivadores da demissão do treinador no início da semana. Em entrevista à ESPN, o empresário revelou que procura um técnico com estilo mais “leve” do que o antigo comandante.

“Defesa é ótimo, mas nós precisamos de defesa e ataque. Temos que passar de uma ofensiva mais programática para algo mais fluido e livre. Eu gosto de usar música como metáfora. Nós tínhamos um condutor de marcha, que era importante em um momento de caos. Mas, agora, queremos uma banda de jazz, onde exista individualidade e improviso também”, explicou o mandatário, defendendo um perfil mais ofensivo de treinador.

Vários veículos de imprensa noticiam que as diferenças entre as intenções de Ranadive e as ações de Malone foram a principal razão para a mudança de comando. Apesar disso, o dono do Kings admitiu a importância do trabalho anterior. “Michael é um bom homem, honrado e que fez ótimas contribuições. Nós precisávamos de alguém que trouxesse estrutura, disciplina e defesa em 2013 – e ele realmente o trouxe”, elogiou.

O Kings frustrou os prognósticos menos otimistas conquistando nove vitórias nos primeiros 15 jogos de temporada e tornando-se a grande sensação de novembro na NBA. No entanto, com a ausência do pivô DeMarcus Cousins, a equipe caiu rapidamente de produção e acumulou a série de derrotas que derrubou Malone. O começo vitorioso agradou o mandatário, mas não o bastante para superar as diferenças de filosofia.

“A NBA tornou-se a indústria de tecnologia. Sempre exige melhora, inovação. Não é só porque você venceu 50 partidas em uma temporada que pode se dar por satisfeito. Vivemos em um tempo em que ‘bom o bastante’ não é aceitável. E preciso melhorar. Mesmo que tenhamos uma boa fundação, precisamos seguir em frente”, finalizou Ranadive, um entusiasta de mudanças constantes.

Desde o anúncio da saída de Malone, vários profissionais foram especulados em Sacramento. O veterano George Karl se encaixa no perfil descrito pelo time e é uma opção muito forte, enquanto Mark Jackson e Vinny Del Negro também seriam bem aceitos nos bastidores. Um nome que cresce é o do ex-jogador Chris Mullin, consultor da franquia e que tem pretensão de tornar-se técnico no futuro. Por enquanto, porém, a tendência é que o interino Tyrone Corbin siga no cargo até o fim da temporada.

Ricardo Stabolito Jr.
Ricardo Stabolito Jr.
Jornalista de 27 anos. Natural de São Bernardo do Campo, mas vive em Salvador há mais de uma década.
  • Tem que mirar é um tiro no seu cu seu fdp.

  • Castell79

    Esse indiano retardado deve ter alguma descendência brasileira, só pode… rsrs

  • JJunior

    Se quer chegar longe (mas não nessa temporada) contrate o George Karl.