Donos das franquias exigem que proposta de 50-50 seja aceita para marcar novo encontro

A Associação de Jogadores da NBA (NBPA) afirmou na sexta-feira que tentou marcar nova reunião com as franquias para retomar as negociações do novo acordo de negociação coletiva (CBA) antes do prazo limite de segunda-feira (10) para o cancelamento das duas primeiras semanas da temporada regular. Os representantes da Liga, porém, teriam afirmado que só aceitariam novo encontro caso os jogadores aceitassem a divisão de 50-50 das receitas relacionadas ao basquete (BRI).

O sindicato rejeitou a condição, segundo David Aldridge, da TNT. Isso significa que, se não houver significativos avanços, não haverá conversas entre as partes antes de segunda-feira. 

A expectativa é que os jogadores se encontrem hoje, em Miami, aproveitando o grande número de jogadores que participarão de uma partida beneficente. Outra reunião dos atletas estaria marcada para segunda-feira, em Los Angeles.

No antigo acordo, os jogadores tinham direito a 57% do BRI. A proposta mais recente da associação foi de 53%. Segundo especialistas, cada ponto percentual significa algo em torno de US$ 40 milhões.