Donovan Mitchell, Devin Booker e Spencer Dinwiddie ganham concursos do All-Star Weekend

O sábado do fim de semana das Estrelas é tradicionalmente dedicado aos concursos individuais de habilidades, arremessos de três pontos e enterradas da NBA. Não foi diferente em 2018. Vinte jogadores de elite nos três quesitos estiveram no Staples Center para testar suas capacidades entre si e, a seguir, você confere o que aconteceu nas competições festivas.

Dinwiddie recoloca “Concurso de Habilidades” na mão dos armadores

Depois de dois anos, os armadores voltaram a vencer o “Concurso de Habilidades”. Spencer Dinwiddie, do Brooklyn Nets, venceu a competição pela primeira vez na carreira neste sábado, sucedendo os pivôs Kristaps Porzingis e Karl-Anthony Towns como detentor do troféu.

Dinwiddie começou a jornada até conquistar o concurso vencendo as etapas contra os armadores, em séries contra os jovens Buddy Hield e Jamal Murray. O veterano Lou Williams também participou dessa primeira fase. Entre os pivôs, o novato Lauri Markkanen chegou à decisão superando Joel Embiid, Andre Drummond e Al Horford.

Na final, Dinwiddie abriu vantagem sobre Markkanen durante a parada de passe do circuito e chegou ao ponto final, o arremesso de três pontos, com tempo para tentar dois tiros antes do adversário. O primeiro não caiu, mas o segundo foi dentro e o armador do Nets garantiu o triunfo.

Com recorde, Devin Booker conquista “Concurso de Três Pontos”

O ala-armador Devin Booker teve uma performance de gala na rodada final para superar o campeão de 2016, Klay Thompson, e levar o troféu do “Concurso de Três Pontos” pela primeira vez na carreira. Ele selou a vitória quebrando o recorde do torneio ao anotar 28 pontos na segunda vez em que foi para os arremessos – impulsionado, é justo dizer, pelo maior número de pontos disponíveis no circuito.

As grandes atuações de Booker e Thompson (que anotou 25 pontos) na decisão, aliás, vieram para “salvar” uma primeira fase de desempenhos abaixo da crítica. Quatro participantes sequer acertaram metade dos arremessos disponíveis. O ala Tobias Harris, do Los Angeles Clippers, foi o terceiro finalista do torneio.

Harris abriu as finais com uma performance de 17 pontos. Booker veio depois e não só superou o primeiro oponente, mas deixou o favorito Thompson em uma situação complicada. Ele acertou média de quatro cestas por parada do circuito, incluindo um ponto perfeito. No total, o atleta do Phoenix Suns só perdeu seis pontos. Uma atuação tão primorosa que nem os espetaculares 25 pontos do ala-armador do Golden State Warriors pôde superar.

Donovan Mitchell realiza sonho e vence “Concurso de Enterradas”

O sonho do calouro Donovan Mitchell realizou-se neste sábado. Em performance cheia de homenagens a seus ídolos – de Darrell Griffith a Vince Carter –, o ala-armador do Utah Jazz foi o campeão do “Concurso de Enterradas” derrotando o finalista Larry Nance Jr., além de Victor Oladipo e Dennis Smith Jr.

A primeira rodada da competição teve bons momentos, mas também notas um tanto impulsionadas por juízes “benevolentes” – que só tinha dois ex-jogadores, Julius Erving e Lisa Leslie. As duas enterradas de Mitchell aconteceram em passes inusitados na tabela (a primeira em uma segunda estrutura mobilizada e a segunda em um dos lados dela), mas a rodada ainda teve Nance Jr. homenageando o pai (campeão do primeiro concurso) e Oladipo com uma máscara do “Pantera Negra”.

Nance e Mitchell foram para a decisão, onde os dois tiveram direito a mais duas enterradas. Nance trouxe de novo o pai como apoio para seu primeiro movimento e, em seguida, apostou em uma cravada com dois lançamentos da bola na tabela (uma no início do movimento e outra já no ar). Mitchell fez mais uma enterrada tabelada e fechou com uma homenagem a Vince Carter, que conseguiu 48 pontos dos jurados e garantiu-lhe o triunfo.

Ricardo Stabolito Jr.
Ricardo Stabolito Jr.
Jornalista de 27 anos. Natural de São Bernardo do Campo, mas vive em Salvador há mais de uma década.
  • Senti falta do Rômulo na cobertura da ESPN, ele entra muito mais no espírito do evento, além disso a galera que estava comentando hoje não tinha timing, os caras começavam as enterradas e eles falando sobre estatísticas da season regular ou qualquer outra coisa aleatória que nada tinha a ver com a disputa de enterradas.

    • vsr.snake

      Não vi a transmissão, mas pelo que vc falou, aposto que o Bulgarelli tava no meio hehehehehe

      • Vinícius Maia

        Sim, estava kkk.

    • Coyote Brasil

      Cara, você viu a narração do Rômulo no jogo das celebridades? Insuportável! Ficou, junto de 2 malas que eu nunca vi na vida ( um deles não sabia nem quem era Lebron James!!!!!!), montando um time imaginário de celebridades brasileiras um All Star weekend da NBB.

    • Coyote Brasil

      Cara, você viu a narração do Rômulo no jogo das celebridades? Insuportável! Ficou, junto de 2 malas que eu nunca vi na vida ( um deles não sabia nem quem era Lebron James!!!!!!), montando um time imaginário de celebridades brasileiras para um eventual um All Star weekend da NBB.

    • Coyote Brasil

      Cara, você viu a narração do Rômulo no jogo das celebridades? Insuportável! Ficou, junto de 2 malas que eu nunca vi na vida ( um deles não sabia nem quem era Lebron James!!!!!!), montando um time imaginário de celebridades brasileiras para jogar em um eventual All Star weekend da NBB. Bizarro!

      • Mas jogo das estrelas não tem muito o que comentar mesmo, é uma grande pelada hahaha.

    • Eu tbm prefiro muito mais ele em relação ao Nardini, por causa das piadas dele e do humor, mas os comentários achei muito bons, Hoffman entende legal de basquete…e o Bulga nem se fala

      • Todos ali entendem de basquete, adoro o Bulga, mas achei que faltou emoção, e mais do que isso faltou atenção ao evento, algumas vezes enquanto o atleta realizava a enterrada eles estavam falando de outra coisa.

  • Vinícius Maia

    Eu me pergunto se o público, em algum momento da história, viu graça nesse torneio de habilidades. Sempre vi como um torneio que não prova nada, que não testa nada no jogador e totalmente dispensável. Não estou falando isso por causa do torneio desse fds que eu nem assisti, mas essa é a minha visão sobre esse torneio desde a primeira vez que eu assisti um all star game e olha que meu primeiro contato com a NBA foi assistindo um VHS do all star de 2004. Na primeira vez que assisti, já achei totalmente dispensável.

    A NBA precisa repensar esse evento. Eu imagino que extinguir o all star weekend seja algo inconcebível visto o retorno financeiro que ele deve gerar, mas é hora de inovar. Eu não descartaria nem mesmo acabar com o torneio de enterradas. Acho que o torneio de enterradas, nos dias atuais, não faz tanto sentido uma vez que é muito fácil você abrir o YouTube e encontrar campeonatos amadores com um nível mais elevado do que o que vemos ano após ano no all star weekend. O torneio de enterradas, no contexto atual, teria um atrativo se as estrelas se envolvessem, como acontecia no passado onde Doctor J, um dos melhores jogadores de sua época, participava do evento.

    Uma competição de um contra um, como o colega Drew sugeriu, poderia dar um fôlego novo a esse evento. Substituir o jogo das celebridades por um jogo entre ex-astros da liga seria um baita atrativo. Enfim, tem espaço para inovar, basta a liga sair da zona de conforto.

    • Eduardo Silva

      A NBA poderia voltar a ter aquele HORSE.

  • Will

    Sobre as premiações, destaque para o desempenho praticamente perfeito do Devin Booker, quebrando o recorde do torneio com 28 pontos na competição de arremessos do perímetro. Impressionante!
    Quanto ao concurso de enterradas desse ano, algumas enterradas boas, ok, mas nada de extraordinário. A premiação do D. Mitchell foi merecida, mas, pelo visto, vamos ter que esperar um pouco mais para ver um concurso de enterradas semelhante ou melhor que o do All Star Game de 2016, naquela disputa memorável entre Zach LaVine e Aaron Gordon.

    • Michel Moral

      Booker incrível, mas menção honrosa ao Klay, que chegou muito perto, mesmo parecendo uma tarefa quase impossível.

      • Doug

        Phoda.. achei q Tobias iria mitar depois daquele começo insano…

  • Danilo Celtics #Banner18

    achei bem meia boca

  • Eduardo Silva

    O 3 pt contest foi ate bom, Booker foi mto bem.
    Agora o Slam Dunk, teve 4 enterradas boas, um 360 bethween legs, 360 windmill (homenageando o carter) um windmill de ponte aerea jogada na outra tabela e uma ponte aérea o lao da tabela saltando pelas pessoas inclinadas.
    Achei fraco.

  • Michel Moral

    A melhor enterrada da noite foi a do Dennis Smith Jr.. Executou o movimento de forma perfeita, passando a bola por baixo das pernas no 360.

    Larry Nance fez um bom trabalho, mas o repertório foi fraco. Quase todas foram catavento.

    O Mitchell mereceu ganhar, mas é aquela história: não foi o pior, mas ficou bem longe de ser um dos melhores. A enterrada do Carter foi executada, mas não com a mesma perfeição. Air Canada praticamente beijou o aro e ficou de frente no momento de colocar a bola pra dentro.

    • Vinícius Maia

      Po, mas carter tinha quase dois metros, mitchell tem 1,91 m, é meio injusto pedir que ele encoste a cabeça no aro como o Carter. A execução do mitchell dessa enterrada foi a melhor que eu vi desde o próprio carter, melhor que o Paul George por exemplo, que eu achei bem “desengonçado” quando a executou.

      Mas para mim, aquelas celebridades como jurados estragaram o evento. Dennis Smith merecia a final mais do que o Larry nance. Aqueles jurados não tinham critério nenhum. Aquela enterrada do mitchell onde ele passou “por cima” de três nanicos agachados não merecia uma nota muito boa pra mim.

      • Michel Moral

        Eu me refiro à execução da jogada. Spud Webb tinha 1,70 e a execução das jogadas era perfeita.

        Eu acho até que os baixinhos levam mais vantagem, porque precisam subir mais e dão outra visibilidade para a jogada.

        Mitchell fez a 360 windmill, mas não a executou de forma perfeita.

        Na minha visão, se o cara está reproduzindo uma jogada, tem que fazê-la perfeita ou ainda melhor que o original.

        A 360 between legs do Smith Jr foi sensacional.

  • pedrokadf

    Deu sono… Zzzz

  • Thiago Pinto

    Sobre o torneio de enterradas, primeiro uma polêmica. Ontem dps do evento assisti o Slam Dunk de 2000 e 2016 (que espetáculo) e muito se fala do Vince Carter, que era mesmo um monstro, mas acho que o LaVine é, pelo menos, do mesmo nível.

    Sobre o formato atual acho que poderiam trazer alguns atrativos. Tipo botar um cara da NBA para competir contra um cara como esse do vídeo abaixo. Criaria uma rivalidade e mexeria com os brios do jogador da NBA, o que obrigaria a pensar coisas diferentes.
    https://www.youtube.com/watch?v=1dTEXh4lxfA

    • Vinícius Maia

      A diferença é que Lavine é um monstro na campeonato. Carter foi monstro no campeonato e nos jogos kkk

      • Eduardo Rebelatto

        Lavine enterra muito nos jogos tbm

      • Guilherme Petros

        Junto com Julius Ervin, VC foi o melhor jogador pra enterrar durante o jogo, sobretudo na cabeça de alguém! rs

        • KleineBosch

          Impressão minha ou Michael Jordan virou “underrated” em papo de enterrada? Se você for ver as melhores enterradas dele em todas as 30 equipes da liga, quase todas são tudo na cabeça de tudo, ou até por cime do cara inteiro. Pra mim Dr. J, Vince Carter e MJ são os melhores enterradores da história da liga.

          • Guilherme Petros

            Nossa, vc está CERTISSIMO! Esquecer o GOAT é imperdoável. O MJ era monstraço nas dunks, possivelmente o melhor de todos nesse aspecto tbm. Tem cravada na cabeça de Ewing, Mutombo, Olajwuon… Não a toa o apelido do cara era AIR

    • Ricardo Soares

      Este cara é monstro.

    • Isac Menezes

      Meu amigo que cara monstro… pqq! essa segunda enterrada e a terceira ave maria!

    • Guilherme Petros

      PUTAQUEPARIU!

  • Diego Costa

    Esse torneio de habilidades é muito chato. Até quinta-feira nessa sofrencia é difícil viu

  • Thunder Nation

    Essa torcida de LA tbm não ajuda. a NBA tem que parar de ficar levando o All Star em grandes centros urbanos toda hora,Bota um All-Star em Portland,Utah,Oklahoma.Varia um pouco mais as cidades.

    • CMM17

      Você tem razão,não entendi porque foi novamente em Los Angeles,poderia ter sido numa cidade de mercado menor ou em Boston onde não tem desde 1964 se eu não me engano.

  • Gabriel M.

    A final tinha q ter sido Mitchell e DSJ, teria bem mais repertório.
    Nance foi um participante mt sem graca.

    • David Ribeiro

      exato!

  • Rogério #Paidams #AllStar

    Os caras colocarem pessoas famosas que não sabem avaliar um torneio de enterradas o torna tão chato quanto o jogo principal do All-Star Game. Dá dono… Além disso na minha opinião a melhor enterrada foi a do Dennis Smith Jr.

  • Paulo Henrique

    Não achei o concurso de enterradas tão ruim, o problema é que Lavine e Gordon criaram muita expectativa depois daquele duelo épico. Dificilmente aquilo será repitido

  • Ramon

    Os jogadores estão cada vez mais levando na brincadeira esse All Star, beirando a indiferença. Seria mais interessante um concurso de piadas entre os jogadores.

  • Na final até concordei com a vitória do Mitchell sobre o Nance Jr., mas os jurados avaliaram mal ao meu ver a primeira rodada, Dennis Smith foi melhor que o Mitchell na primeira rodada ao meu ver e foi eliminado, mas tirando isso, foi um bom Slam Dunk…

    • David Ribeiro

      Enfim alguém que pensou como eu

  • Tiago

    Não estou assistindo aos eventos do All star, e, pelos comentários, não estou perdendo em nada. Não sei quanto a NBA fatura com isso, mas me parece que os fãs que acompanham mais de perto a liga de maneira geral também não curtem. Enfim, acho que deveriam rever esses eventos ou modificar algo para que ao menos os jogos sejam competitivos.

    • Andrew

      Nadinha. Tudo muito fraco, desde o desafio de habilidades, passando pelo torneiro de três pontos e culminando numa insossa disputa de enterradas. Tomara que o jogo das estrelas salve alguma coisa desse FDS beem sem graça até aqui.

  • Doug

    Torneio de enterradas fraquinho…achei q a partir de LaVine e Gordon dariam uma guinada…mas, muito sem graça e supervalorizado…

    • Wadson Pinheiro

      *sem muito para inovar.

  • Wadson Pinheiro

    Campeonato de enterradas não teve muita graça. Tem muito o que inovar e jogadores pouco criativos repetem enterradas e dizem homenagear outros.

  • David Ribeiro

    O 360 between legs de Smith Jr foi a melhor enterrada da noite

  • Mavscelo

    Assaltaram o meu DSJ. Como sempre, quem tem menos fama e hype, acaba levando a pior ou passando sempre desapercebido.

  • Inadepto

    Apesar no recorde em pontos de Devin Booker, a melhor performance no concurso de 3 pontos ainda é de Craig Hodges. Em 91 ele matou 21 das 25 bolas [sendo 19 em sequência, outro recorde]. Booker empatou em 2º lugar com Mark Price, Kapono, Curry e Irving, com 20 bolas acertadas.

  • No geral, na minha opinião foi o melhor all star dos últimos anos…
    a disputa entre Mitchell e Nance foi interessante, e confesso que Oladipo foi a decepção, assim como na de três pontos o Booker fez o inimaginável para tirar o titulo do Klay, talvez o melhor arremessador da liga hoje.

  • Guilherme Petros

    Respect Spencer!

  • Eduardo Silva

    Se um dia o Slam dunk chegasse nesse nivel, até animaria.
    https://www.youtube.com/watch?v=S-c90HRun1o
    https://www.youtube.com/watch?v=z7FPNSujtig

    • wilker pereira

      o unico cara que passou na nba capaz de fazer isso(no auge fisico) e o vince carte!!