Draft 2018 – Os melhores armadores

As franquias da NBA vão começar a reforçar seus elencos visando a temporada que vem na noite da próxima quinta-feira (21), quando acontece o draft deste ano.

Sessenta dos melhores prospectos do planeta vão ser selecionados para atuarem na melhor liga de basquete do mundo e cada equipe pode encontrar um potencial astro com suas escolhas. Como sempre, só o tempo dirá quem realmente se deu bem no recrutamento.

O Jumper Brasil já apresentou os 49 principais prospectos deste ano, com perfis detalhados ao longo dos últimos dois meses e, agora, vivemos a expectativa dos dias que antecedem o draft.

Nós temos diversos posts especiais programados até quinta, quando faremos o nosso tradicional programa ao vivo acompanhando e analisando cada uma das 60 escolhas do recrutamento.

E, enquanto o “grande dia” não chega, nós convocamos nossos dois integrantes especialistas em recrutamento – Gustavo Lima e Ricardo Stabolito Jr. – e os parceiros Gabriel Andrade, colunista de scouting do Jumper Brasil, e Vitor Camargo, do blog Two Minute Warning, para apontar quem são os seus cinco prospectos favoritos do recrutamento, posição por posição.

As escolhas refletem suas preferências, não a ordem específica em que acreditam que serão selecionados.

A lista começa hoje, com os armadores. Confira:

 

Gustavo Lima

1- Trae Young (Oklahoma, freshman)
2- Collin Sexton (Alabama, freshman)
3- Shai Gilgeous-Alexander (Kentucky, freshman)
4- Elie Okobo (França, Pau-Orthez-FRA)
5- Aaron Holiday (UCLA, junior)

 

Ricardo Stabolito Jr.

1- Trae Young (Oklahoma, freshman)
2- Collin Sexton (Alabama, freshman)
3- Shai Gilgeous-Alexander (Kentucky, freshman)
4- Aaron Holiday (UCLA, junior)
5- Elie Okobo (França, Pau-Orthez-FRA)

 

Vitor Camargo

1- Trae Young (Oklahoma, freshman)
2- Collin Sexton (Alabama, freshman)
3- Shai Gilgeous-Alexander (Kentucky, freshman)
4- Aaron Holiday (UCLA, junior)
5- Elie Okobo (França, Pau-Orthez-FRA)

 

Gabriel Andrade

1- Trae Young (Oklahoma, freshman)
2- Shai Gilgeous-Alexander (Kentucky, freshman)
3- Collin Sexton (Alabama, freshman)
4- Elie Okobo (França, Pau-Orthez-FRA)
5- Jalen Brunson (Villanova, junior)

 

Trae Young (Oklahoma, freshman)

“É difícil achar um prospecto mais polarizador do que Young neste draft. Em 2018, o armador de Oklahoma botou fogo na NCAA liderando o país em pontos e assistências com números de vídeo-game e estilo que lembrava muito Stephen Curry (pelo domínio de bola e chutes de longa distância). Decaiu de produção ao longo do ano, com sua falta de atleticismo e defesa levantando questões se conseguirá se destacar na NBA, só que ele ainda é o melhor arremessador da classe e aposta de alto potencial para quem estiver disposto a arriscar que seu 2018 não foi um ponto fora da curva”. (Vitor Camargo)

  

Collin Sexton (Alabama, freshman)

“Eu tenho sérias reservas com o jogo de Sexton, para ser sincero. Armadores sem boa visão de quadra e arremesso de longa distância não fazem minha cabeça. Mas, antes de tudo, esse garoto é um competidor que joga basquete agressivo, incansável. Isso é algo inquestionavelmente positivo. E veja sua atuação épica contra Minnesota – jogando três contra cinco – para constatar como ele será muito beneficiado pelo maior espaçamento da NBA”. (Ricardo Stabolito Jr.)

  

Shai Gilgeous-Alexander (Kentucky, freshman)

“Combo guard dotado de altura e envergadura privilegiadas e que oferece versatilidade defensiva para marcar as três posições de perímetro, Alexander possui alto QI de Basquete e joga de maneira inteligente dos dois lados da quadra. Passador seguro, ele se aproveita bem do tamanho para enxergar o jogo por cima dos oponentes. A falta de confiança no arremesso e o corpo longe do ideal para encarar o basquete profissional (ele é muito magro) são questões que precisam ser melhoradas”. (Gustavo Lima)

  

Elie Okobo (França, Pau-Orthez-FRA)

“Okobo é um cestinha já experimentado, que combina versatilidade para atuar com ou sem a bola em mãos, chute após o drible e braços longos (como todo bom prospecto francês). Capaz de anotar 44 pontos em jogo de playoffs na França, a maior questão fica pela tradução de finalização ao redor do aro e uma defesa mais consistente”. (Gabriel Andrade)

 

Aaron Holiday (UCLA, junior)

“O irmão mais novo de Jrue e Justin Holiday é um armador mais por imposição dos seus 1.84m de altura do que pelo estilo de jogo. Qualquer um vai se impressionar mais com sua versatilidade para pontuar do que pelas só 1.52 assistências distribuídas para cada erro de ataque na última temporada, asseguro. O ponto é que sempre haverá espaço para quem coloque a bola na cesta – ainda mais, se acertar 44% dos arremessos de três pontos que tenta”. (Ricardo Stabolito Jr.)

 

Jalen Brunson (Villanova, junior)

“Eleito melhor jogador da última temporada do College, Brunson é um playmaker que sabe controlar o ritmo do jogo, cuida bem da bola, tem sólida visão de quadra e opera com facilidade no pick-and-roll. Além disso, ele tem um trabalho de pés apurado, não foge do jogo de contato e é um excelente arremessador após o drible. Suas limitações atléticas poderão lhe causar problemas – tanto na defesa quanto na finalização de jogadas – no nível profissional”. (Gustavo Lima)

Gustavo Lima
Gustavo Lima
Jornalista graduado pela UFMG e pós-graduado em Produção em Mídias Digitais pela PUC-MG. Natural de Ipatinga e residente em BH. Editor do Jumper Brasil desde 2007. Acompanha a NBA desde 1993. Torcedor do Phoenix Suns, mas adepto da imparcialidade.
  • Marcos Gordinho

    Variação de perfis grande entre esses prospectos. Há defensores de perímetro (estilo Nokotina), SG fantasiado de armador (igual JJ Reddick), condutores de jogadas (parecido com a antiga forma de jogar de Rúbio) e também há quem jogue de forma razoável nos dois lados da quadra. Estilos para todos os gostos e necessidades, daí é provável que as chamadas sejam de acordo com as necessidades de cada franquia, talvez até deixando passar algum prospecto melhor em troca de um encaixe imediato na configuração do elenco. Não creio que será a posição mais citada nas primeiras chamadas desse draft.

  • Rodrigo Souza

    Trae Young #3 – Atlanta
    Shai Gilgeous-Alexander #11 – Charlotte
    Collin Sexton #13 – Clippers
    Elie Okobo #23 – Indiana
    Aaron Holiday #29 – Brooklyn
    Jalen Brunson #42 – Detroit

  • Pedro

    Não sou muito fã do Sexton, ele parece ser aquele tipo de jogador que precisa muita da bola nas mãos para ser produtivo e não envolve muito os companheiros.
    Mesmo não tendo muito espaço para evoluir, acho que o Jevon Carter terá uma carreira longa na liga. O cara é um monstro defensivamente e evoluiu bem nos tiros do perimetro. O vejo como alguem que pode desempenhar um papel parecido com o do Patrick Beverley.

    • felipe fernando Oliveira

      Válida lembrança.

  • Marcio

    Apesar de acha os armadores dessa classe de 2018 fracos, o meu favorito no draft e o Trae Young!

  • ReggieMiller31

    Pensando no longo prazo SGA e Sexton são meus favoritos, dps Young e Okobo(muito mais pelo q tenho lido, já q nunca vi nenhum jogo) e por fim Shamet, Brunson e Holiday.

    • Ricardo Stabolito Junior

      Gosto muito do Shamet, cara. Boa lembrança. Na minha lista, está bem pareado com Holiday e Okobo.