Draymond Green: “Ninguém faz ideia de como enfrentar o Warriors”

Começou a temporada de caça ao Golden State Warriors. E não tenha dúvida: o polêmico Draymond Green está se divertindo demais com isso. Escolhido melhor defensor da última temporada, o ala-pivô deu uma entrevista sem nenhum filtro para a revista GQ em que assegurou não se sentir ameaçado por nenhum dos (reforçados) concorrentes do time de Oakland pelo trono da NBA.

“É muito divertido ficar aqui sentado, assistindo a tudo o que está acontecendo de camarote. Todos estão realmente tentando repensar suas estratégias inteiras por causa da nossa equipe, pois a verdade é que ninguém faz a menor ideia de como nos enfrentar”, sentenciou o titular de 27 anos, sem ter dúvidas ao apostar que a franquia conquistará seu terceiro título em quatro temporadas em 2018.

Para o Warriors, a vitória no primeiro semestre teve certo “gostinho especial” pela recuperação de um título que os atletas sentem nunca deveria ter saído de suas mãos. O fracasso nas finais do ano passado, após desperdiçar três oportunidades de finalizar a série contra o rival Cleveland Cavaliers, foi traumática e exigia resposta em grande estilo – como Green julga ter sido a campanha passada.

“O Cavs não tinha a menor chance e irritou-me que não tenhamos varrido. Se eles não tivessem acertado 24 bolas de três naquele jogo, seria uma varrida. E isso porque estamos falando da segunda melhor equipe do planeta. É incrível ver como todos estão em pânico. Ninguém tem chance alguma conosco”, afirmou, fazendo referência ao fato da decisão deste ano ter sido decidida em cinco, e não em quatro partidas.

Green sabe que muitos veem o mais recente título com nariz torcido, por conta do que acreditam ser a formação de um supertime, uma reunião “injusta” de astros com a chegada de Kevin Durant como agente livre. O all-star nunca deu ouvidos às críticas, mas, nessa questão específica, acredita que as pessoas não tenham a menor ideia de como funciona um time campeão.

“Só porque você forma um elenco de superastros ou o que quiser falar não significa que ser campeão não vai exigir trabalho, pois há muito ego envolvido. Não se pode ser bom a esse ponto sem ter ego – não em termos de egoísmo, mas sim no que diz respeito à confiança. Acontece que somos o grupo perfeito para fazer a coisa acontecer”, explicou o ala-pivô.

E, sabendo que as críticas nunca param, Green está contente com a história que seu legado vai contar. “É difícil demais ser campeão, no fim das contas. Isso é o que ninguém conta. Mas nós ganhamos e isso não pode ser tirado de você. Sinto muito, mas é para sempre. Não importa se ganharei outro anel, eu ainda serei lembrado como Draymond Green, campeão da NBA”, concluiu, sem importar-se com o que os outros dizem.

 

Ricardo Stabolito Jr.
Ricardo Stabolito Jr.
Jornalista de 27 anos. Natural de São Bernardo do Campo, mas vive em Salvador há mais de uma década.
  • Ruan Silvestre

    Fala demais esse rapaz, mais o pior de td é que ele tem razão kkkkk

  • JVRave

    De verdade, não gostei do novo formato do site…

    • Julio

      Cara, o outro site não era responsivo, pelo menos agora está bem melhor de navegar pelo celular.

    • Ricardo Stabolito Junior

      Confesso que estou com dificuldades para me ambientar aqui, JVRave. É estranho.

      Mas, como disse o Julio, essa é uma solução que tenta contemplar tanto os leitores de meios fixos, quanto de dispositivos móveis (que já reclamavam disso há muito tempo).

      • João Vitor – Heat Nation

        O site tá respondendo melhor em todas as plataformas, além de estar muito bonito. É só questão de se acostumar com o layout e deixar o antigo logo para trás.

      • Maurilei Teodoro

        No celular este novo formato achei bem melhor !!!

  • Enzo Soares

    QUE HOMEM

  • Albert Medeiros

    Concordo, apenas o Cavs já fez alguma coisa a respeito, Spurs, Rockets e Clippers não fizeram nada, vamos ver se o poderoso Oeste vai fazer pelo menos esses caras suar para chegar na final,kkkkk

  • djwhites

    falou a real…..mas pra mim o melhor jeito de tentar parar o gsw é vc travar o jogo…….quem quiser jogar de igual pra igual com eles….trocando bola de 3 vai apanhar feio…..por isso ja descarto rocktes e thunder………só sobra o spurs no oeste……e vamos ver qual vai ser o encaixe de cavs com o anão e wade………

  • Rogério Júnior

    Pior que ele tem muita razão. Mas gosto quando caras como ele falam muito a respeito de algo, porque pelo menos se não acontecer como ele acha que vai acontecer, vai ser muito divertido… para os demais.

  • xmaah

    ele até pode ter razão no que falou, mais o menino caraio leonardo mandou um beijo com aquele time meio capenga.

  • Eduardo Samponi

    boa jumper! que site lindo da porra

  • Jadson Ramos

    Tomei um susto com esse novo visual do site, até conferi se o link estava correto.
    Como falamos aqui em Salvador: botou pra fuder, pai. Barril dobrado !!!!!!!!!!!!!

  • Lucas

    Pop não concorda

    • Will

      Acredito eu que Lebron também não.

  • Marcos Gordinho

    Ou você é humilde, ou joga basquete!!!

    • Hilton Silva

      Claro que isso serve para quem sabe jogar, e não para qualquer otário.
      Eu acredito que quando você é bom, você tem o direito de ser arrogante.

  • Will

    Apesar de apreciar bastante a filosofia e o estilo de jogo dos Warriors, falando por mim, prefiro essa mensagem sendo dada dentro de quadra, ao longo da temporada e nas fases mais importantes da season (playoffs e finais).
    Se isso se concretizar nessa temporada que se inicia hoje, ótimo.
    Caso contrário, o que vai chover de piadas com essa declaração dele não vai estar no gibi! Rsrs

  • Marcelo

    Green tem razão…
    Porém, será que não há alguma preocupação de sua parte com os adversários?
    Este ano a conferência está muito mais forte que o ano passado.
    Não sei, mas não acho que será tão fácil esse ano para os Warriors.

    Sem KD ou Curry não há títulos. Eles precisam estar saudáveis nos offs.

    Outra coisa: Eles ainda não jogaram a “Vera” essa temporada com os Spurs, OKC, HOU que se reforçaram. Será que eles estão tão desesperados assim?

    E outra: Eles continuam favoritos, porém a história do Esporte nos mostra que muitas vezes os Davis e as Zebras aparecem.
    Não será surpresa qualquer resultado para mim, Warriors campeão ou não.

    • Iuri Machado

      Spurs nao se reforcou mto, mas se o lamarcão voltar a jogar tudo q pode, quem sabe..

  • cleberson23 ROSE- MVP 2011

    Veremos se ele terá razão em junho de 2018…

  • Arthur Oliveira Santos

    Queria parabenizar ao pessoal do site por esse layout novo. To lendo as reportagens e parece que meu monitor aumentou o tamanho da tela, incrível como uma boa formatação/layout fazem uma grande diferença

  • João Vitor – Heat Nation

    Apresenta o Pop para ele. O único problema é que ele não tem muita munição para combatê-los, só Kawhi e LaMarcus Aldridge (este é uma dúvida) não dão conta.

  • Rafael Victor

    Como diria algum sabio: O jogo e jogado!

    E nao existe time imbativel!

    • Marcelo

      Rafael, Tu é qual franquia?
      Tu detesta o GSW rsrsrs

      • Rafael Victor

        Eu gosto vários times aí: Bulls, Spurs, Pistons, OKC, Pacers, Jazz, Lakers e etc!

        Quanto ao Warriors… Não detesto nada! Sou muito fã do Durant-Green-Iguodala, só que o resto, quero que se f…!

        • Marcelo

          Curto OKC e Knicks desde 2010.
          Cara, nem com a saída de KD e o time na lama eu não consigo deixar de gostar de Oklahoma.
          Knicks a cara de meu clube (Flamengo), tem valor mas não ganha nada kkkkkkk

  • Thiago26-NBA

    existem antídotos, mas o adversário precisa estar ligado TODO o tempo na marcação, e colado nos caras

    • Iuri Machado

      Spurs no jogo 1 estava neutralizando o gsw

  • vsr.snake

    Na verdade o esquema de jogo do Warriors não é tão indecifrável assim. Antes do KD, era um time que implementava um run and gun similar ao do Phoenix dos tempos do Nash, com posses curtas e alto aproveitamento nas jogadas de fast break, mas com um enfoque maior nas bolas de 3 e formações mais baixas e móveis. Defensivamente o time era competente em proteger o perímetro e o aro, pois Green, Bogut e Iguodala são bons shot blockers, além de defensores móveis. Mas contra jogadores pesados sempre tiveram problemas na defesa, só lembrar que Tristan Thompson ganhou o contrato que tem por pegar 1 milhão de rebotes em cima do Warriors hehehehe. Um jogo mais físico e próximo da cesta incomoda mais o time de Oakland, isso fica evidente nas duas primeiras finais contra o Cavs e na maioria das derrotas que eles tiveram na regular.

    Com a vinda do Durant, o time, apesar de ter perdido certa profundidade vindo do banco (lembremos, foi o banco do Warriors que garantiu o título em 2015 contra o time capenga do Cavs), ganhou mais um líder (na minha visão, virou o dono do time mesmo) e incorporou mais versatilidade no seu jogo ofensivo, tendo mais presença na área pintada, mas sem perder a essência anterior, muito pela característica do Curry e do Klay. Defensivamente mudou pouco, apesar das estatísticas da temporada passada, acho até que ficou um pouco pior que antes, mas o Durant resolveu marcar nos play offs e acabou compensando.

    Pra vencer o time deles eu vejo que você precisa ter uma equipe bem treinada (digo isso pq o Cavs não é bem treinado pelo Lebron hahahaha) e que saiba defender o perímetro , mas que precisa manter uma presença forte no garrafão, porque como eles arremessam muito, acabam dando a possibilidade de ceder muitos rebotes, então é importante ter reboteiros ali. Ofensivamente também seguir essa linha, manter uma presença de garrafão e levar pra um jogo mais físico. O problema que maioria dos times querem vencer o Warriors jogando igual a eles, isso é um tiro no pé, pois, com exceção do Rockets, nenhum outro time tem um aproveitamento tão bom nos fast breaks e no perímetro quanto o Warriors, fora que poucos rodam a bola tão bem também.
    Não acho que o Cavs, pelo perfil de jogadores que tem, deveria seguir esse caminho (que é o que começaram a fazer ano passado e tem indicado nesse ano), pq eles não terão a menor chance. Deviam rever o que deu certo em 2015 e 2016.

  • WLuz

    Fico indignado quando falam que o GSW montou um supertime, ao contrário, ele construiu um supertime. Assim como as franquias faziam antigamente, como o bulls e os pistons como exemplo, apostando em escolhas de drafts, e boas peças de reposição, quando ganharam em 2015, 4 titulares vieram do draft, sendo nenhuma uma escolha alta. O que o KD fez, muitos outros fizeram já, Shaq, Drexler, Lebron, Malone, Payton, Nash, etc. Como os times cirados acima, foram galgando etapa por etapa, até o Steve Kerr chegar e organizar o que faltava, assim como Phill fez em 2000 com o Lakers. Finalizando, o GSW é um exemplo de competência e trabalho, só para comparar, o time do OKC era pra ser através do draft: RW, Harden, KD, Ibaka, Adams……GO LAKERS…

  • Tiago

    Eu sinceramente acho que os Warriors venceram o título por merecimento, mas o 4×1 não reflete o confronto, no jogo 5 no segundo quarto com o jogo parelho LeBron fez uma enterrada monstruosa em cima de KD e sofreu uma falta clara do mesmo, naquele momento a marcação da falta daria moral ao time de OHIO e tiraria Durant temporariamente do jogo que já estava pendurado com 3 faltas, talvez se isso acontecesse o Warriors ganharia do mesmo jeito ou talvez não, mas eu particularmente fiquei muito puto com a arbitragem do jogo 5.

    • carlosalbertogaivota@gmail.com

      se nao fosse a arbritagem caseira no jogo 4 ia ser varrida

    • Iuri Machado

      Mano, polemica de arbritagem sempre vai ter, qm nao lembra do lebron cavando falta no curry no jogo 6 de 2016, sem o msm ter encostado no lebron, e acabar sendo excluido do jogo? Só um exemplo, alias não acho que em nenhum dos dois casos mudaria o resultado final.

  • L.A Pride

    Desce do salto ai maluco… começa assim no fim fica sem nada.

  • Daniel Nogueira

    Eric Gordon discorda de você..rsrs

    • Leonardo

      Eric Gordon, nome do jogo pra mim!
      Foi ele que, nos momentos em que o time perdia de 10, até mesmo 20 pontos, ia pra cima e matinha o time no jogo, infiltrando, bandejando e dunkando!
      Bela partida do atual sexto homem da liga

      • Daniel Nogueira

        Sim sim

  • marcelo pinaffo

    Como e bom ouvir comentarios fora do politicamente correto, se vc acha q e, vai la e fala, e depois prova. Simples

  • Maykon Coutinho

    Os Rockets mandam lembranças, seu arrogante.

    • pedrokadf

      kkkkkk

    • Leonardo

      Eric Gordon, nome do jogo pra mim!
      Foi ele que, nos momentos em que o time perdia de 10, até mesmo 20 pontos, ia pra cima e matinha o time no jogo, infiltrando, bandejando e dunkando!
      Bela partida do atual sexto homem da liga!

  • Deivid Perez

    Acho que ele não avisou o Barba kkkkkkkkkkkkkk

  • Mathias

    Temporada passada os Spurs estavam fazendo ideia. Até aquele pisão “sem querer” do Zaza no Leonard….

  • #LetsGoHeat

    quase 15 pontos de vantagem e perdeu ainda. zé ruela

  • Gabriel Pereira Barbosa

    é só falar em Golden State aqui que começa..
    ‘Panelinha’
    ‘Só chutam de três’
    ‘isso não é basquete’
    ‘Durant viadinho’
    ‘Zaza Pachulia kills Leonard’
    ‘Só chutam de três’
    ‘D.Green joga sujo’
    ‘Durant viadinho’

    são os mesmos papinhos dos mesmos haters de sempre..
    os caras não esquecem o Golden State meu Deus.
    Coloca uma foto 3×4 deles na carteira porra.
    que paixão

  • nico

    o green machucou ou foi noticia falsa ?