Drummond celebra atuação dominante e marcas históricas em Boston: “Memorável”

Andre Drummond viveu uma noite para não esquecer tão cedo. Criado e ex-atleta universitário na região, o astro do Detroit Pistons visitou o Boston Celtics nesta segunda-feira e liderou a (surpreendente) vitória da equipe de Michigan anotando 26 pontos, 22 rebotes, seis assistências e quatro roubos de bola. Para o pivô, esse foi um desempenho para todos – mesmo quem não quer – guardarem na memória.

“Eu tenho certeza que eles lembrarão do que aconteceu hoje. Esse foi um daqueles jogos memoráveis. Nós viemos aqui e vencemos o líder do Leste por boa diferença. Será nossa única partida aqui, então terão que lidar com isso pelo resto do ano. E, sendo um garoto da região, ter uma atuação como essa vai ser algo a lembrar por muito tempo”, disse o jogador, emocionado, após triunfo por 118 a 108.

Os números registrados por Drummond foram tão impressionantes que quebraram algumas marcas históricas. Ele tornou-se o primeiro jogador do Pistons em quatro décadas (Bob Lanier, 1977) a fazer 25 pontos, 20 rebotes e cinco assistências em uma partida. Mais do que isso: foi o primeiro desde a lenda Wilt Chamberlain, em 1967, a registrar tais estatísticas como visitante em Boston.

“Andre estava muito focado. Nós tentamos fazê-lo jogar mais longe da cesta e ele acertou arremessos bem difíceis nos minutos finais. Estava em cima dele o tempo todo e, ainda assim, as bolas caíram. São alguns lances em que você só sacode a cabeça e entende que era a noite dele. Mas, enfim, vamos nos ver novamente em algumas semanas”, reconheceu o adversário Al Horford.

Companheiro de time de Drummond, o armador Ish Smith também não vê “culpa” da defesa do Celtics na atuação dominante do pivô. “O que poderia ser feito, né? Andre foi inacreditável hoje. Inacreditável. Especial. Posso assegurar que, se eu jogasse NBA 2k, não conseguiria esses números com nenhum jogador. Ele foi simplesmente especial”, resumiu.

Ricardo Stabolito Jr.
Ricardo Stabolito Jr.
Jornalista de 27 anos. Natural de São Bernardo do Campo, mas vive em Salvador há mais de uma década.
  • Vinicius Ribeiro

    Esse A.H é supervalorizado, prefiro até mesmo o D. Jordan.

    • Thiago26 // NBA GAME

      aí n

    • DNT

      Slc, DJ está jogando mal demais essa temporada…..

    • Celtics :( 🐳👴☘

      Jogou pessimamente (aliás, só Smart foi bem na defesa ontem), mas marcou bem todos os outros bigs que enfrentou

  • Nic

    Como as coisas mudam, antes da temporada todo mundo aqui estava dizendo que Drummond era supervalorizado, que estava acabado, etc…

  • DNT

    Vamos ver se tem a capacidade de se manter regular, claro que ele jogou demais contra Boston, mas sem regularidade esse tipo de atuação acaba sendo ofuscada….

    • Ele é regular, pegou mais de 12 rebotes em todos os jogos essa temporada, perdeu 3 jogos nos últimos 3 anos de liga, se isso não é ser regular, não sei de nada

      • DNT

        Mano, ser regular não é apenas pegar rebotes ou jogar todos os jogos, no meu entendimento ser regular é ajudar o time toda noite, mantendo o mesmo nível de atuação, tanto defensivamente como ofensivamente. Ele oscila demais de um jogo para outro, não adianta fazer uma partida fuderosa como essa e no próximo jogo não joga nada….

  • Vitão da massa

    Faço um mea culpa com o Drummond. Eu já tinha desistido dele. Era um DeAndre Jordan que não sabia defender, mas ele trabalhou e se reinventou. Pode ser que volte a ser o amassador de aro que não acerta 40% dos LLs e que não defende nem a mãe numa discussão. Mas hoje é o principal nome de um surpreendente Pistons.

  • Rafael Victor

    Realmente, foi uma partida fantástica! Ainda mais se tratando do Drummond!

  • Engraçado que pelos comentários vários caras achavam que um jogador que acabou de completar 24 anos, com todo potencial que tinha mostrado, não ia dar em nada hahaha

  • felipe fernando Oliveira

    Depois de Davis era o jogador do draft de 2012 que eu tinha certeza que viraria ALLS. Se ele se focar e continuar evoluindo nos FT e no arremesso de média distância será um C completo e extremamente dominante. Temporada passada depois do All star game parece que desmotivou. Mas nesse início de temporada parece que está focado novamente.

  • Cleyton Hettwer

    Sei que tem muito a acontecer e tudo pode mudar, mas só to passando aqui para mandar um abraço para todos aqueles que me xingaram e disseram que eu era cego e não entendia nada, quando comentei na noticia da contratação do Bradley que o Pistons ia brigar pelo topo do leste por ser um dos times mais equilibrados entre defesa e ataque que o próprio Boston, que ele derrotou.

  • danielzera

    O que eu acho engraçado é como essa geração de jogadores (NBA e futebol) adoram video-game, vcs conseguiriam imaginar o Romário e o Edmundo viciados em FIFA? rs